Prefeitura Municipal de Assú

terça-feira, 2 de abril de 2024

Assembleia Legislativa aprova reajuste salarial dos professores estaduais

Os deputados estaduais aprovaram à unanimidade, nesta terça-feira (2), o projeto de lei que reajusta os vencimentos básicos dos cargos públicos de provimento efetivo de professor especialista de educação, beneficiando 18.884 profissionais.

Os valores remuneratórios a serem pagos após a implantação dos reajustes ficam limitados ao percentual fixado de 3,62%, cuja jornada de trabalho dos respectivos titulares, corresponda a 30 horas semanais. A lei aprovada rege que, além dos professores ativos, o reajuste beneficia aposentados e pensionistas, cuja remuneração seja inferior ao piso salarial nacional fixado para o ano de 2024 e ocorrerá de forma automática, até o percentual previsto pelo Ministério da Educação.

Os deputados aprovaram também um projeto de lei, de autoria do deputado Adjuto Dias (MDB) que garante direito à atendimento psicossocial prioritário, no RN, aos responsáveis que se dedicam integralmente ao cuidado de pessoas com deficiência.
Ainda na pauta três projetos de leis, de autoria da deputada Divaneide Basílio (PT), foram aprovados à unanimidade. O primeiro determina a realização de atividades correlacionadas ao dia internacional da água no âmbito das escolas públicas do RN. O segundo reconhece como patrimônio cultural e imaterial do RN a festa religiosa ao Bom Jesus dos Navegantes, padroeiro do município de Touros e a lei que reconhece como patrimônio cultural e imaterial, os grupos de teatro do município de São Gonçalo do Amarante.

De iniciativa do deputado Kleber Rodrigues (PSDB), foram aprovadas duas matérias. A primeira institui o dia Estadual de Conscientização da Apraxia de fala na Infância (AFI) no Estado do Rio Grande do Norte, já a segunda requer a realização de uma sessão solene em homenagem ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, às 9h, do dia 15 de abril de 2024. (Assessoria AL)

Escândalo dos combustíveis em Tibau: um chamado urgente à ação do Ministério Público

A despeito das denúncias e investigações que envolveram Tibau no escândalo da "farra dos combustíveis" no ano passado, a situação na cidade permanece alarmante e longe de uma solução.

Sob a gestão da prefeita Lidiane Marques (União Brasil), não apenas os gastos excessivos com combustíveis continuam, como também aumentaram de forma significativa, exigindo uma ação imediata das autoridades responsáveis.

Entre janeiro e dezembro de 2023, a Prefeitura de Tibau desembolsou uma quantia absurda de R$ 2.835.381,83 ao Posto Tibau. Destes, R$ 1.733.357,27 foram gastos pelas secretarias municipais, enquanto o Fundo Municipal de Saúde e o Fundo Municipal de Assistência Social foram responsáveis por consumir R$ 1.049.569,78 e R$ 52.454,76, respectivamente.

Estes números são não apenas chocantes, mas também um insulto à transparência e à responsabilidade fiscal.

Mais preocupante ainda, uma nova licitação foi conduzida pela prefeita com a empresa FAN Card Administradora de Cartões LTDA, sediada em Mossoró, no valor exorbitante de R$ 3.066.900,00.

Este fato está na ata de registro de preços nº 1/2024, com assinatura datada de 1º de março de 2024. Ainda mais alarmante é o fato de que o Fundo Municipal de Saúde de Tibau é o participante deste pregão eletrônico, ou seja, por obvio, os recursos do FMS só poder ser usados na saúde, vinculados a eles.

Entretanto, o objeto do Registro de Preço contradiz essa justificativa ao afirmar que o contrato visa a contratação de serviços especializados em administração e gerenciamento, com fornecimento de combustíveis (gasolina, etanol e diesel) para atender às necessidades da frota de veículos, máquinas e equipamentos da Prefeitura de Tibau por um período de 12 meses.

A continuidade desses gastos desenfreados com combustíveis não apenas lança dúvidas sobre a gestão dos recursos públicos, mas também coloca em xeque a eficiência da fiscalização realizada pelas autoridades responsáveis.

A população de Tibau não pode mais tolerar tal desperdício e falta de transparência.

Diante deste cenário, é imperativo que o Ministério Público atue de forma incisiva e diligente. A comunidade de Tibau não apenas aguarda, mas exige respostas e ações concretas que assegurem a correta aplicação dos fundos municipais.

O MP deve investigar minuciosamente esses contratos suspeitos, garantindo que os responsáveis sejam devidamente responsabilizados e que medidas sejam tomadas para evitar que tais abusos ocorram novamente no futuro.

Tibau clama por justiça, transparência e uma gestão pública que verdadeiramente represente e proteja os interesses de sua comunidade. É hora de agir, e o Ministério Público tem o dever de liderar esse processo em prol do bem-estar e da integridade de todos os cidadãos de Tibau.

segunda-feira, 1 de abril de 2024

Prefeitura do Assú atua em ações integradas da gestão municipal


A gestão da Prefeitura do Assú iniciou o mês de abril com ações e trabalhos de forma conjunta entre as Secretarias de Governo.

Nesta segunda-feira (1), o prefeito Gustavo Soares reuniu o secretariado local em reunião que apresentou os trabalhos já executados pelo executivo nestes três primeiros meses do ano e as prioridades futuras.

A ideia é que ações de grande proporção coletiva tenham todas as secretarias envolvidas levando mais serviços integrados ao povo assuense, e assim mantemos os serviços públicos com qualidade para toda população.

sexta-feira, 29 de março de 2024

Publicação apócrifa tende a ser investigada em Grossos

O período da pré-campanha começa movimentado em algumas cidades potiguares. Apesar da transformação do tempo, tem algo que não muda: insiste-se em manter velhas práticas como se estas fossem a tônica da política e que iria, consequentemente, garantir mais votos a alguém. Antes era feito algum material apócrifo (sem autor) e denegria-se adversários ao bel prazer da vontade de quem tinha o interesse de se beneficiar. E o material era físico, como panfletos e jornais. Hoje a tática continua a mesma, mas usa-se as redes sociais para acabar, moralmente, com algum adversário.

Apesar de ter garantido sucesso no passado, hoje as regras mudaram. As leis estão mais rígidas e não se permite o uso desse subterfúgio em que adota-se o anonimato para atacar alguém. o tempo é outro, as regras são outras e, consequentemente, a punição pode até tardar, mas vem.

O que o blog quer dizer se volta para o município de Grossos, onde uma conta denominada "averdadespbregrosoos" lançou uma crítica/acusação, ligando a prefeita Cinthia Sonale ao crime organizado. É algo grave e que merece, sim, ser investigado. Sabe-se que na vizinha cidade praiana só dois nomes estão em evidência para as eleições deste ano: o da prefeita e do ex-vereador Alexandre Paiva (PL).

O blog foi atrás da conta "averdadesobregrosoos" e não encontrou. Entende-se que a conta foi deletada das redes sociais. É bom frisar que a Internet não é um território sem lei e, por ser algo sério e se for levado à frente, é um caso que tende a ser investigado pela Polícia Federal. Saliente-se que, apesar de a conta ter sido apagada, não quer dizer que o autor ou autores não possam ser identificados. Os rastros ficam.

O blog tentou conversar com a prefeita sobre a publicação apócrifa, mas ela não respondeu às mensagens enviadas.

A assessoria jurídica de Alexandre Paiva entrou em contato com o blog para afirmar que o pré-candidato afirma que "ações criminosas precisam ser investigadas." Disse que este tipo de material é contrário ao que Alexandre acredita, seja como pessoa ou como pré-candidato ao cargo de prefeito. "Alexandre tem uma postura séria à frente do seu tempo, focado em ajudar o seu município no desenvolvimento", afirmou a assessoria jurídica.

quarta-feira, 27 de março de 2024

Pré-candidatos de seis municípios serão entrevistados

O momento de definições partidárias, com a homologação dos nomes que vão para a disputa majoritária e proporcional, está chegando. E, em algumas cidades, já se sabe, agora na pré-campanha, quem vai disputar com quem. É o cenário de cidades como Grossos, Tibau, Areia Branca e Assú. Nestas, e em outras, como Mossoró, também se tem especulações acerca de pré-candidatos. E é com todos eles que o blog vai conversar.

A ideia é apresentar ao eleitor quem são os destaques. E o blog vai começar pela cidade de Grossos. Já foram enviadas perguntas para a prefeita Cinthia Sonale (União Brasil) e para o ex-vereador Alexandre Paiva (PL), que são os pré-candidatos da vizinha cidade praiana. Primeiramente será veiculada a entrevista com Alexandre Paiva e, no máximo dois dias depois será a vez da conversa com a prefeita Cinthia Sonale.

Em Tibau acontecerá da mesma forma. O blog enviou questionamentos para a prefeita Lidiane Marques e para o ex-prefeito Naldinho, que são os nomes em evidência na pré-campanha. A publicação da entrevista será feita em dias diferentes, ainda a ser definido por este espaço.

A mesma metodologia se volta para os municípios de Assú, onde Vanessa Lopes e Lula Soares vão se enfrentar nas urnas depois da homologação de seus nomes n as convenções partidárias. As perguntas já foram encaminhadas e aguarda-se as devidas respostas. Em Areia Branca, até agora, surgem como pré-candidatos os ex-prefeitos Manoel Cunha Neto, o Souza (União Brasil), e José Bruno Filho (MDB), que é o atual vice-prefeito.

Em Mossoró, perguntas já foram enviadas para a deputada estadual Isolda Dantas (PT). O mesmo será feito com o prefeito Allyson Bezerra (União Brasil), a ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PP), ex-vereador Gernivan Vale (PL) e o vereador Tony Fernandes. Caso surja mais algum pré-candidato ou mais, haverá a mesma sistemática.

NOTA AOS ASSUENSES


A Secretaria Municipal de Saúde Pública de Assú/RN vem a público informar que o Centro Clínico Ezequiel Epaminondas Filho passará por reforma para melhoria de sua estrutura, objetivando oferecer mais segurança e um melhor espaço aos seus usuários.

Diante disso, será necessário suspendermos os atendimentos pelo prazo de 15 dias, para que possamos realizar a mudança dos equipamentos para o novo endereço, onde funcionará temporariamente o Centro Clínico .

A partir de 15 de abril de 2024, os serviços prestados no Centro Clínico passarão a ser realizados na Rua José de Macêdo Freire, n° 10, Bairro Janduís, Assú/RN, próximo à Igreja Batista da Convenção.

Por fim, agradecemos a compreensão da população e reafirmamos o compromisso de oferecer uma saúde de qualidade a todos os munícipes dessa cidade.


Prefeitura de Assú inicia entrega de peixe à Semana Santa


Foi iniciada hoje em Assú a entrega do peixe da Semana Santa, cumprindo a tradição anual da distribuição do pescado para famílias da cidade. A ação é da Prefeitura do Assú, por meio da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação, e acontece até está quinta-feira, 28, tanto na zona rural quanto na zona urbana.

Serão, ao final, 18 mil quilos de pescado em mais de R$ 360 mil investidos com recursos próprios. Hoje foi realizada a entrega na sede, e nesta quinta (28) ocorrerá na Várzea e demais comunidades rurais.


É necessário portar documento com foto e CPF para o recebimento. O público que recebe o peixe da Semana Santa são os beneficiários do programa Bolsa Família, entre eles povos e comunidades de terreiros, LGBT, quilombola e população indígena.

sábado, 23 de março de 2024

Desastre no Mercado Público de Tibau é o fracasso da gestão da prefeita Lidiane


O Mercado Público de Tibau, localizado na Avenida Tereza Patrício, deveria ser um símbolo do progresso e desenvolvimento para a comunidade. No entanto, o que se viu na noite desta sexta-feira, 22, foi um retrato alarmante da má gestão da prefeita Lidiane Marques (União Brasil).

Anunciado com pompa para abrir suas portas ao público neste sábado, 23, o prédio se viu completamente alagado pelas chuvas da noite de ontem.

Os comerciantes, ansiosos para iniciar suas atividades, foram confrontados com a devastação das águas, perdendo não apenas suas mercadorias, mas também o sonho de um começo promissor.

O que torna essa situação ainda mais indignante é o custo exorbitante da obra. Segundo dados, foram gastos R$ 1.224.867,20 dos recursos provenientes do empréstimo do FINISA.

Esse montante significativo deveria garantir uma infraestrutura sólida e resistente, algo que, claramente, não foi entregue à comunidade.

O vídeo que circula nas redes sociais mostra o desespero estampado nos rostos dos proprietários dos boxes, que aguardavam ansiosamente pelo seu primeiro dia de funcionamento. O que deveria ser um dia de celebração se transformou em um pesadelo, graças à desastrosa gestão da prefeita Lidiane Marques.

É crucial questionar a rapidez com que essas obras estão sendo conduzidas. Parece que a prioridade não é a qualidade ou o bem-estar dos cidadãos, mas sim o cumprimento de metas arbitrárias para garantir o recebimento da segunda parcela de um empréstimo milionário.

A falta de planejamento e fiscalização adequados é evidente. A prefeita Lidiane Marques precisa prestar contas à população de Tibau e assumir a responsabilidade por esse fracasso monumental. Não basta apenas investir dinheiro público, é necessário fazê-lo com transparência, competência e respeito aos cidadãos.

É urgente que sejam tomadas medidas para remediar essa situação e garantir que casos como esse não se repitam. Os moradores de Tibau merecem uma liderança comprometida com o seu bem-estar e desenvolvimento, não um desfile contínuo de erros e incompetência.

A prefeita Lidiane Marques tem o dever de agir com responsabilidade e corrigir os equívocos que mancham sua administração. O futuro do município depende disso.

sexta-feira, 22 de março de 2024

Suposto desvirtuamento administrativo coloca Russas/CE em evidência

O momento é propício para o surgimento de todo tipo de observação. Uns mais, outros menos. Na divisa do Rio Grande do Norte com o Ceará, na cidade de Russas, vem a informação de que por lá a coisa não estaria tão correta, administrativamente falando. Algo que, se for levado à frente e ao conhecimento do Ministério Público Estadual, Federal e se a própria Câmara Municipal fizer à sua parte, muita coisa pode surgir e, obviamente, melhorar a vida das pessoas. De muitas, e não de poucas.

Russas tem 72.928 habitantes, segundo o Censo do IBGE divulgado no ano passado. Por lá a situação estaria beirando o caos devido à ausência de ordem ética e moral. E, com isso, existe a possibilidade real de se perder o conceito de administração pública, de política na sua essência, e percebe-se a concretização do que a teoria denomina de “politicagem”, que se dá quando ocorre o beneficiamento particular em detrimento do coletivo.

De acordo com documentos, inclusive fotográficos, a administração pública estaria sendo tratada como espécie de “puxadinho” da casa do prefeito. Nesse “jeitinho brasileiro” que coloca em xeque a efetividade e a seriedade do serviço público e o bom gerenciamento da verba igualmente pública, a oposição estaria percebendo uma prática nociva à coletividade: pai, mãe e demais parentes são beneficiados com um aparato que, em tese, era para estar a serviço do cidadão de Russas.

Pela declaração de bens informada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por ocasião de sua candidatura e posse, o prefeito Sávio Gurgel (PDT) não deveria permitir o usufruto da estrutura pública. Ele tem um patrimônio estimado em pouco mais de R$ 2 milhões. Com isso, a oposição trabalha com a sistemática relacionada à evidência de um suposto desvio de conduta ética, uma vez que estaria acontecendo desvirtuamento do que é certo e errado na esfera pública.

Tudo em virtude, dentre outros aspectos, um contrato de locação de automóveis pela Prefeitura de Russas. Os veículos, parte deles, estariam atendendo as necessidades de familiares do prefeito: pai, mãe e adjacentes. E, para piorar a situação, um dos carros estaria à disposição da Chefia de Gabinete, ocupada pelo pai do prefeito, mas era pago com verbas federais (a locação do veículo). Especificamente com dinheiro direcionado para a Secretaria Municipal de Assistência Social (Setas) para o desenvolvimento de ações coletivas e direcionadas à população de baixa renda.

Essa realidade acontece bem aos olhos de todos os cidadãos e ocorre à revelia da Câmara Municipal, que é o órgão que tem a obrigação de investigar se a administração pública está gerenciando corretamente a verba pública. Como o Legislativo se mostra silente, implica dizer e pensar na existência de conivência que poderia envolver parlamentares que estariam sendo beneficiados com tais irregularidades graves e que põe em risco todos os conceitos que envolvem a administração da coisa pública.

Tudo, como já foi dito, ainda no clima de pré-campanha. E, se de fato, o desvirtuamento da gestão pública for real, cabe, de fato, à Câmara Municipal investigar. Afinal, foi para isso que vereadores são eleitos.

quinta-feira, 21 de março de 2024

Lula Soares será anunciado como pré-candidato no sábado em Assú


Ainda extraoficial, o nome de Luiz Eduardo Soares, o Lula Soares, (Republicanos), que já figura em pesquisas feitas neste período pré-eleitoral, será anunciado no sábado pelo prefeito Gustavo Soares em programa na rádio Princesa do Vale. Será a primeira vez que o prefeito falará abertamente sobre o tema. O anúncio ocorrerá às 12h no programa Sala de Redação, apresentado por Jarbas Rocha.

Lula Soares tem formação superior em Odontologia e passou pelas secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social. A especulação em torno de seu nome foi iniciada ainda quando ele era secretário de Saúde e se acentuou mais recentemente quando respondia pela Assistência Social e direcionou um novo olhar para a área.

O pré-candidato tem evitado falar sobre o fato de disputar a Prefeitura de Assú. Contudo, com o anúncio que será feito no sábado, a tendência é que Lula Soares intensifique as movimentações na pré-campanha, seguindo obviamente os ditames que são orientados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A dúvida ficará em torno da composição da chapa governista. Com a apresentação de Lula Soares, espera-se que o prefeito Gustavo Soares, que é quem deverá conduzir a sucessão municipal, se debruce sobre nomes que possam agregar valor político ao nome escolhido pelo grupo.


quarta-feira, 20 de março de 2024

... Os outros sabem o caminho das pedras, luzes, jardineiras...


A política, como é feita no Brasil, não é para amadores. E, se no cenário nacional a coisa pega fogo, a situação fica bem mais quente nas cidades interioranas. Mossoró que o diga. Por aqui o jogo está sendo jogado e se utiliza as armas que estão à disposição. Qualquer adjetivo pode ser direcionado ao prefeito Allyson Bezerra (União Brasil), mas tem um que não vai, jamais, colar: a de que ele não sabe jogar.

Neste período, e até que seja permitido pelo calendário eleitoral, vai se ver muita ação sendo anunciada. Já se falou em rodoanel, passarela... O mais recente passo do prefeito no tabuleiro foi jogar para a plateia que construirá uma policlínica. Dias passados, fez festança de marketing ao afirmar, em suas redes sociais, que tinha direito à música no Fantástico, pois tinha bradado a construção de UBS em três localidades rurais.

E, de uma coisa não se pode negar: o prefeito sabe jogar. Mas, por se tratar de um jogo, nem sempre quem aparece como expert vence. E é bom não menosprezar quem vai para a disputa com Allyson. Se ele joga, os outros conhecem o famoso caminho das pedras, das luzes, das jardineiras, de "plufts" querendo viver...

Aliás, por mais que Allyson esteja jogando o jogo, o telhado de vidro é o dele. E, acreditem, os dados serão lançados e a sorte tende a escorrer para outra direção. Se o telhado do prefeito for frágil, não suportará o primeiro dado. Já pensou se cair o número 6, duplamente?



O patinho feio do União Brasil

Mais um capítulo da novela envolvendo o União Brasil e o Partido Liberal (PL) segue, em Mossoró, sem que haja definição sobre final feliz. Tudo caminha para um “desinfeliz” desenrolar de uma aliança que nasceu morta e estava apodrecendo nos intramuros da política tupiniquim.

Por sinal, o imbróglio envolvendo o prefeito Allyson Bezerra e o senador Rogério Marinho está sendo visto como “Patinho feio do União Brasil”. E explica-se: em Natal e Parnamirim o União Brasil e o PL, a priori, seguem aliados e devem, caso não haja nenhum problema, formar aliança política às eleições de outubro que vem. Em Mossoró a coisa desandou. Daí estar havendo essa analogia, embora se diga que não faz, em nenhum momento, referência à transformação do pato em cisne. E sim dessintonia.

A título de acréscimo, em Natal o deputado federal Paulinho Freire (União Brasil) deverá ter o suporte do PL, PP, PSDB e Podemos. Em Parnamirim, o prefeito Taveira (Republicanos) poderá indicar para sua sucessão, como cabeça de chapa Homero (PL), cujo lançamento está marcado para o dia 22/03, e o União Brasil entra com vice.

Por Mossoró existe o “nó cego” do agrupamento político que se desenha para 2026. O Patinho Feio, leia-se Alysson Bezerra (União Brasil), confronta os planos do seu próprio partido e o PL de Rogério Marinho. O segundo maior colégio eleitoral é estratégico para a consolidação de Marinho na sua corrida ao governo do RN. O mesmo caminho pensado pelo prefeito.

E há quem veja a possibilidade do prefeito ser “convidado” a migrar para o PSD da senadora Zenaide Maia, por estar atrapalhando os planos dos caciques da capital. Lembrar que o prefeito não tem partido grande para sair candidato em 2026 e para onde ele olha só vê adversários de peso, o que o deixa completamente encurralado. Com isso, só lhe restaria o PSD como salva-vidas entre os grandes partidos.

Pelo que se vê, dificilmente a aliança PL e União Brasil em Natal e Parnamirim se quebrará por causa da vaidade de um patinho feio.

terça-feira, 19 de março de 2024

O uso do chicote faz esquecer do chapéu

O vereador Paulo Igo apresentou um enredo onde um personagem caricato se destaca e está, necessariamente, segundo o parlamentar, escondido e que vem à tona em ambientes fechados, em reuniões com seus subordinados e onde passa a exigir ao rigor de uma lei já abolida da realidade política do Rio Grande do Norte. Nas ruas, nas fotos e em vídeos, além de aparições políticas em públicos, essa personagem anda com um chapéu característico do sertanejo das antigas. Apenas, para efeitos de semiótica, transparecer a ideia de que possui raízes camponesas e que enxerga a dor do outro.

Mas será mesmo?

Obviamente que todos já têm noção de quem o parlamentar se refere. Sim, é justamente ao prefeito de Mossoró. O vereador afirmou, ao ser entrevistado pelo Jornal de Fato dias passados, que o prefeito, sem chapéu, "é um cara perverso que anda com o chicote na mão." Veja aqui.

E, analisando tudo agora, realmente faz sentido.

O furor religioso que se vê no mandatário mossoroense remete justamente a uma pessoa que, aos olhos de todos, se apresenta como suprassumo dos valores morais, éticos e cristãos. E faz uso, realmente, do adereço (chapéu de couro) para externar humildade, simpatia, senso antropológico e respeito a quem não segue sua reza política.

Pois bem: caso proceda, realmente, a afirmação feita pelo vereador Paulo Igo, existiria, de fato, a imposição do homem, sem chapéu de couro e com chicote em punho, mudar, por exemplo, algum gosto peculiar de algum auxiliar e exigir comportamento que se adequaria ao que ele pensa ser voltados à lealdade, valores morais e religiosos. Como se o tempo tivesse parado em algum lugar do passado e estivéssemos em uma sociedade ainda analisada pelo sociólogo Émile Durkheim e onde seria possível atribuir uma cura fictícia para os desejos da carne. Vide o livro "O Suicídio".

Além disso, o chicote na mão poderia ser presente na peia que o mesmo mandatário direciona à população que necessita do Serviço Único de Saúde (SUS). Especificamente de exame tomográfico. O aparelho existe e faz tempo. Mas, mesmo passado mais de três anos, este que apresenta ser humilde ainda não teve competência para construir uma sala no PAM do Bom Jardim para a instalação do equipamento, que segue encaixotado e sem serventia para quem precisa.


Mistério sobre uso de R$ 30 mi ainda existe em Tibau

Nos alpendres das residências, nas áreas sociais dos condomínios, nas barracas à beira-mar ou nos pontos comerciais do Centro de Tibau, o assunto que tem dominado as rodas de conversa é um só: onde foram parar os recursos recebidos pela prefeitura municipal referentes aos royalties.

De acordo com minucioso levantamento feito pelo Portal Na Boca da Noite, a Prefeitura de Tibau, recebeu, durante o ano de 2023 uma bela quantia dos royalties.


Os números são surpreendentes e deixam muitos questionamentos no ar. Foram quase R$ 30 milhões que entraram nos cofres municipais, mais precisamente R$ 29.065.795,44.

No entanto, o que tem deixado os moradores e vereadores da oposição perplexos é o destino desse montante astronômico. Onde foi parar toda essa dinheirama?


As obras que estão em andamento ou já foram concluídas e inauguradas pela prefeita Lidiane Marques, do partido União Brasil, estão sendo financiadas por recursos provenientes de um empréstimo no valor de R$ 30 milhões, obtido junto ao FINISA.


Em outras palavras, a Prefeitura de Tibau recebeu quase R$ 30 milhões em royalties somente no ano passado, e mesmo assim, optou por contrair um novo empréstimo de igual valor.


Essa situação alarmante tem gerado indignação na população e levantado sérias questões sobre a transparência e a gestão responsável dos recursos públicos.


É imprescindível que os vereadores do município e o Ministério Público Federal intervenham nessa situação urgentemente.


Afinal, além dos vultosos recursos dos royalties, a gestão municipal optou por deixar Tibau com uma dívida ainda maior, comprometendo o futuro financeiro da cidade e a qualidade de vida dos seus habitantes.


Por isso, ecoam pela cidade as palavras do ex-candidato a prefeito na eleição passada, Haroldo, que concorreu com Lidiane. Em seu jingle de campanha, ele trazia a seguinte indagação “cadê os milhões dos royalties não se faça de esquecida” e finalizava com um sonoro “tchau, querida”.


No entanto, hoje, até mesmo Haroldo parece ter esquecido do que perguntou antes, pois está ao lado da prefeita, inclusive podendo ser o seu vice para a eleição desse ano.


Diante desses fatos, fica evidente a necessidade de uma investigação rigorosa e transparente para esclarecer para a população de Tibau onde foi parar todo esse dinheiro e garantir que medidas sejam tomadas para evitar o desperdício e o mau uso dos recursos públicos.

Fonte: portal Boca da Noite

segunda-feira, 18 de março de 2024

Luan Santana, Bell Marques, Leo Santana, Xand, Nattan e Wesley vão estar no São João de Assú


A Prefeitura do Assú lançou, nesta segunda-feira (18), a programação oficial do São João 2024. Os festejos acontecerão entre os dias 14 e 24 de junho, na praça São João Batista, e vão movimentar todo o estado em torno do São João Mais Antigo do Mundo nos seus 298 anos de história.

Uma história de fé, Alegria e Tradição será o tema das celebrações ao santo padroeiro da cidade, São João Batista. Entre os diversos pólos e celebrações culturais e religiosas, Assú também receberá a apresentação do Auto de São João Batista, espetáculo teatral que narra a história do padroeiro da cidade com apresentações gratuitas nos dias 6,7 e 8 de junho.


“Nossos corações se enchem de alegria ao ver a cidade do Assú prestes a viver o maior São João da nossa história. As famílias assuenses amam e vivem esse momento, pois são nossas raízes e nossa cultura representada pela festa da fé e celebração a São João Batista. Vamos movimentar Assú mais uma vez com esses preceitos, trazendo também desenvolvimento econômico, turismo e movimentação financeira”, destacou o prefeito Gustavo Soares.


Os shows culturais para a festa reunirão bandas nacionais e 25 bandas locais no palco principal. Estão confirmados Xand Avião e Taty Girl para abertura no dia 14; além de Luan Santana, Zé Vaqueiro, Toca do Vale, Léo Santana (rebuliço), Wesley Safadão, Nattan, Bell Marques, Zé Cantor, Leonardo, e muito mais. Destaque também para o show religioso do Padre Fábio de Melo e uma novidade: este ano, a Prefeitura também trará o show de humor de Mução.


CONFIRA PROGRAMAÇÃO COMPLETA

14 de junho

Xand Avião

Taty Girl

15 de junho

Zé Vaqueiro

Jorge de Altinho

Circuito Musical

16 de junho

(Rebuliço)
Léo Santana

16 de junho

Nuzio Medeiros

Thullio Milionário

Toca do Vale

17 de junho

Show Humorístico – Mução

18 de junho

Calcinha Preta

Wesley Safadão

Nattan

19 de junho

Bell Marques

Matheus e Kauan

Luan Estilizado

20 de junho

Luan Santana

Felipe Amorim

Raí Saia Rodada

21 de junho

Samyra Show

Bonde do Brasil

22 de junho

Zé Cantor

Arnaldinho

23 de junho

Amanda e Ruama

Raynel Guedes

24 de junho

Padre Fábio de Melo

Leonardo

Márcia Felipe

Em Grossos, questões morais devem pautar eleições

A exemplo do que vem sendo delineado na maioria dos municípios potiguares, a eleição em Grossos não seguirá cronograma ou particularidades diferenciadas. Por lá, apenas dois nomes vão para a disputa eleitoral: a prefeita Cinthia Sonale (União Brasil), que buscará a renovação do mandato, e o ex-vereador Alexandre Paiva, que venceu os adversários de oposição e vai, pela primeira vez, ser protagonista em uma campanha.

Oposição e governismo seguem nas definições e decisões sobre as nominata à Câmara Municipal, uma vez que não se tem mais o que se discutir ou analisar sobre a composição da chapa majoritária. A prefeita seguirá com seu vice, Galego Caetano, e Alexandre Paiva optou pelo ex-vereador Erasmo Carlos.          

De cara, um problema paira sobre a oposição. Mas nada que não seja contornado: entre os apoiadores de Alexandre Paiva está o ex-prefeito José Maurício Filho. A questão é que Maurício e Erasmo, que foi secretário de Saúde, ainda enfrentam acusação de má aplicação de verbas federais e respondem a processo no Tribunal Regional Federal 5 (TRF-5), onde tramita a análise jurídica de questões relacionadas à construção de uma UBS na zona rural.

Na análise preliminar do processo, os dois (Maurício e Erasmo) foram condenados à inelegibilidade e ao pagamento de R$ 10 mil por danos causados à sociedade grossense.

A defesa dos dois alegou que não houve desvio de verba e sim, pasmem, desorganização administrativa. Ora, quando alguém se elege ao Executivo ou assume alguma secretaria é para, justamente, administrar.

Demorou-se um pouco para o anúncio da aliança e composição da chapa, pois esperava-se vitória do recurso que os advogados deles colocaram. Foi positivo. Mas a sombra da inelegibilidade de Erasmo e Maurício ainda é real.

Contudo, como foi dito, nada que possa ser revertido. E, a gestão de José Maurício Filho teve o costume de valorar moralmente, de maneira pejorativa, até funcionários, com achincalhes em murais e nas redes sociais, o mesmo pode ser feito agora por quem sofreu algo que não existiu, como a exoneração por decreto sob a alegação de que teria existido fraude em concurso público realizado em 2010. A lei do retorno jamais perdoa.

PL terá candidato a prefeito e dúvida gira em torno do vice

A imprensa mossoroense tem especulado, e muito, sobre a definição do PL às eleições deste ano depois que a legenda foi escanteada pelo prefeito Allyson Bezerra (União Brasil). Existe, e isso é fato, uma tentativa recorrente do prefeito em enfraquecer o partido do senador Rogério Marinho. E a explicação é uma só: Allyson precisa ser reeleito para, assim, brecar o sonho de Marinho em ser candidato ao Governo do Estado. Se o prefeito conseguirá, isso ainda não se sabe. E o que se tem de concreto é que existe uma eleição separando outra.

E é aí que entra o PL. Sem a devida atenção do prefeito, que tem externado não querer um candidato a vice de quem, mais na frente, pode atrapalhar seus planos, o partido de Rogério Marinho vai definindo estratégias para, em tese, minar espaços do prefeito agora em 2024. E explica-se: Allyson foi eleito em 2020 com boa fatia do eleitor que segue determinada ideologia política e agora, achando que pelo fato e estar na giroflex da Prefeitura de Mossoró, não precisa mais dessa ala.

Diante disso, o PL já fechou a decisão, embora parte da imprensa mossoroense insista em afirmar que o senador ainda está mendigando atenção política de Allyson por espaço na chapa majoritária. Ledo engano: a legenda já decidiu. Seja Tião Couto ou não, o PL terá candidato e isso seria indiscutível.

A única indefinição sobre a participação do PL nas eleições deste ano diz respeito ao candidato a vice-prefeito. Existem três opções em destaque: uma interna e outra a depender de filiação.

Como todo partido, o PL tem algumas vertentes, uma mais conservadora e outra mais liberal. A que segue a visão conservadora está dividida em dois nomes. O primeiro é o do professor Josué Moreira, que poderia agregar valores à chapa por não ser do segmento empresarial. O segundo nome é da servidora do judiciário e ex-candidata ao Governo do Estado, Clorisa Linhares. Ela é esposa do delegado aposentado Johnson Kriecer.

A ala liberal, por outro lado, defende o nome do vereador Tony Fernandes. O parlamentar vem sendo cotado, também, para compor chapa com a ex-prefeita e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP). Tudo ainda no campo especulativo, uma vez que Tony ainda não decidiu seu futuro partidário.

Sobre os nomes do próprio PL, seja Josué ou Clorisa, as apostas estão em um nome que realmente teria condições de ir para a disputa, sem impedimento jurídico. E uma pesquisa no google facilmente apontaria o nome que o partido poderia apostar para compor com Tião Couto (ou outro candidato) para as eleições deste ano.

sábado, 16 de março de 2024

Gestão de Lidiane coloca em risco vida dos moradores


Um exemplo alarmante é a situação das famílias que residem nas casas construídas ao redor do campo de futebol, dentro do programa Habita Tibau, parte do Programa Acelera Tibau (PAT), financiado pelo FINISA.

A prefeita explorou por meio das mídias pagas a entrega apenas 15 das 50 casas prometidas, porém a cerimônia ocorreu sem fornecimento de água e energia elétrica.

A ausência desses serviços básicos levanta questionamentos sobre a fiscalização antes da entrega das moradias, construídas com recursos de empréstimo junto à Caixa Econômica Federal.

A falta de energia elétrica levou os moradores a improvisarem gambiarras para garantir eletricidade em suas casas, incluindo conexões clandestinas diretamente do ginásio local.

Essa prática, tolerada pela prefeitura, expõe os moradores ao risco constante de choques elétricos e coloca em perigo quem circula pela região.

Ao inaugurar e entregar as casas sem as condições básicas de moradia, como energia elétrica, a prefeitura demonstra total descaso com a segurança e o bem-estar dos moradores, além de expor a população a perigos iminentes.

A falta de infraestrutura adequada compromete a qualidade de vida dos cidadãos e reflete a negligência da gestão municipal.

Tião Couto, especulado como nome do PL à PMM, diz que "é de luta"

O empresário Tião Couto (PL) vem sendo citado como nome preferencial do senador Rogério Marinho (PL) para ser o candidato do partido à Prefeitura de Mossoró nas eleições deste ano. A decisão de se ter candidato decorre do fato do prefeito Allyson Bezerra (União Brasil) ter, em tese, quebrado uma espécie de acordo que visava a composição de chapa com o Partido Liberal apresentando o seu vice. Tanto que, dias passados o prefeito afirmou que, em outras palavras, "deu o sangue" para eleger Rogério ao Senado e que, em política não se concebia a tese de ter algo em troca. Contudo, ele quer, agora, a troca do apoio de Rogério para a sua reeleição.

Depois da entrevista do prefeito, a coisa mudou de configuração e o PL deixou de mendigar a composição de chapa. Nos bastidores, o que se comenta é que Allyson Bezerra só concede apoio se tiver o mesmo. Como o que está em jogo é 2026, e a eleição deste ano é crucial para a concretização de projeto futuro, o prefeito de Mossoró quer, em tese, minar o que seria visto como, ainda, "fogo amigo".

Ocorre que não existiria mais essa possibilidade de cordialidade política. O senador Rogério Marinho praticamente decidiu que o seu partido vai, sim, disputar a Prefeitura de Mossoró. E a indicação recai sobre Tião Couto.

Ao blog, Tião Couto afirmou que essa é a vontade de Rogério. Mas disse que vai esperar os acontecimentos para que se possa ter uma posição concreta sobre as eleições deste ano. Indagado se, com isso, estaria descartando sair candidato, ele disse: "não. Sou de luta. Mas continuo querendo encontrar um bom nome."


Prefeita de Tibau compromete finanças municipais para o futuro

A prefeita do município de Tibau, Lidiane Marques, utilizou seu perfil oficial no Instagram para compartilhar um vídeo onde realiza a contagem dos postes de iluminação instalados na entrada da cidade. Segundo a prefeita, já foram instalados 96 postes e o próximo passo é a colocação de 186 lâmpadas de LED.

Essa iniciativa é vista como um grande benefício em termos de iluminação para quem chega à cidade, porém levanta alguns questionamentos. A própria prefeita não realizou a contagem pessoalmente, o que gera dúvidas sobre a precisão dos números apresentados. Além disso, algumas questões são levantadas em relação aos custos e à eficácia do projeto.

Por exemplo, a prefeita fez as contas de quanto o município irá pagar de energia elétrica com a instalação desses postes? Há preocupações de que isso possa onerar os cofres públicos sem necessidade. Além disso, a prefeita considerou quantas vezes ao ano o município recebe turistas, uma vez que o benefício em questão pode não ter impacto significativo na vida da população local e apenas aumentar os custos de energia.


Outra preocupação levantada é a respeito do tamanho da folha de pagamento da prefeitura, que já está comprometida. Fontes próximas à prefeita afirmam que a situação financeira está tão delicada que não há mais espaço para gastos extras. Seria mais viável investir em projetos que beneficiem diretamente a população, como a construção de um calçadão para os moradores.

Além disso, há questionamentos sobre a gestão dos recursos municipais, especialmente após a obtenção de um empréstimo milionário. A população de Tibau poderá arcar com os custos dessa decisão impensada?

Essas questões levantam preocupações sobre o futuro de Tibau e a forma como a prefeita está conduzindo a gestão municipal.

Na próxima matéria, traremos mais informações sobre a composição política da atual administração, como nomes e cargos de apenas uma família que a prefeita cooptou recentemente.