Prefeitura Municipal de Assú

sexta-feira, 15 de março de 2024

Assú ganha novo prédio para funcionamento da Farmácia Central de distribuição de medicamentos


A cidade do Assú ganhará um prédio próprio para funcionamento da nova Farmácia Central de distribuição de medicamentos. A ordem de serviço para a obra do prédio foi assinada na manhã desta sexta-feira (15), pelo prefeito Gustavo Soares, em uma ação com recursos próprios e investimento de quase R$ 400 mil.

Ao todo, 200 pessoas são atendidas por dia na Farmácia Central, que atualmente funciona no Centro Clínico e atende demanda de toda cidade na zona urbana e rural. Com o novo espaço, os serviços também serão ampliados, pois a unidade ganhou um número maior de profissionais.


“Vamos melhorar ainda mais nossos serviços, como a triagem dos pacientes, vamos reduzir o tempo deste atendimento e prestar cada vez mais um serviço humanizado e que trate o cidadão assuense com mais qualidade ainda”, destacou o prefeito Gustavo Soares.

 

Nova expansão do IFRN: fragilidades técnica, política e contínua injustiça contra Mossoró

Josué Moreira

Professor do IFRN

 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte-IFRN, Instituição de boas referências na educação do Rio Grande do Norte. Por ser pública e de qualidade, a disputa entre os alunos do ensino básico para sentar em uma cadeira do IFRN é gigantesca, para se ter uma ideia, adentrar oficialmente e fazer parte dessa comunidade estudantil, muitos pais e responsáveis se submetem a pagarem reforços escolares e/ou cursinhos para poder ter uma chance na seleção. A concorrência é acirrada entre os melhores alunos da escola pública (estadual) e entre os discentes da escola privada.

Dessa forma, todas as vezes que se anuncia uma nova expansão a correria é grande entre prefeitos, vereadores, deputados, senadores e até mesmo governadores para ter em seu território geográfico um equipamento milionário da área de ensino federal. Por isso, além da questão técnica, a força política é determinante para conquistar essa raríssima pérola pública.

A Rede Federal com seu histórico de expansão de 1909 a 2002, foram construídas 140 escolas técnicas no país. Entre 2003 e 2016, o Ministério da Educação concretizou a construção de mais de 500 novas unidades referentes ao plano de expansão da educação profissional, totalizando 644 Campi em funcionamento (http://redefederal.mec.gov.br/expansao-da-rede-federal).


São 38 Institutos Federais presentes em todos estados, oferecendo cursos de qualificação, ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia e licenciaturas.

A expansão das escolas técnicas federais foi uma grande conquista para o Brasil, em especial o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN, trouxe desenvolvimento econômico, social e cultural para as regiões. Interiorizou-se o ensino federal com a implantação desses equipamentos públicos de alto padrão na educação. Vários municípios do interior do Rio Grande do Norte ganharam um novo visual com arquiteturas modernas e estrutura físicas bem adequadas e ambientes aconchegantes, com salas de aulas climatizadas e laboratórios equipados e servidores qualificados e dedicados a prática de uma educação de qualidade e pública.

O IFRN, até o ano de 2005 contava apenas com duas unidades de ensino, uma em Natal e outra no município de Mossoró. Em seguida, foram construídas 14 novas unidades nos municípios de Apodi, Caicó, Canguaretama, Ceará-Mirim, Currais Novos, Ipanguaçu, João Câmara, Macau, Nova Cruz, Parnamirim, Pau-dos-Ferros, Santa Cruz, São Gonçalo do Amarante e São Paulo do Potengi. Foram implantadas duas unidades como campus avançados nos municípios de Lages, Parelhas, Natal Zona-Leste e Jucurutu. O IFRN conta atualmente com 22 unidades de ensino e a Reitoria.

Um diferencial nas fases de expansão do IFRN ficou para a capital, onde foi exageradamente privilegiada com mais três unidades de ensino e um equipamento gerencial (Reitoria). Os Campi estão localizados na Zona Norte, outro no Cidade Alta, a unidade do Campus de Educação à Distância (EAD) localizado no Campus Natal-Central e a construção da Reitoria do IFRN no Tirol. Nesse caso, observa-se que Natal teve um atendimento diferenciada e privilegiado em relação a capital do Oeste Potiguar, Mossoró.


Fonte: Elaborado pela ASCE/IFRN,2015.

No IFRN, a relação candidato/vaga é um indicador que reflete a demanda global média da sociedade pelos cursos da Instituição. Ao longo dos últimos seis anos, de 2008 a 2013, verifica-se um valor médio de 6,08. Em Mossoró, que tem uma população alvo de 18.643 (44,6%), ficando à frente de Natal 56.681 (39,0%) de forma proporcional. A concorrência para entrar no campus de Mossoró ultrapassa o valor médio da instituição, na modalidade ensino médio integrado foi de 14,56 candidatos para uma vaga em 2016 (http://portal.ifrn.edu.br/campus/mossoro/arquivos/relatorio-de-gestao). Quando se observa as cotas, a média aumenta consideravelmente, diminuindo assim, as chances de muitos jovens conseguirem realizar o sonho de um ensino público de qualidade. Somente os melhores alunos das melhores escolas públicas e particulares conseguem entrar. Por outro lado, o campus de Mossoró passa a ter uma elite intelectual de alunos com melhores rendimentos, resultados de prêmios, conquistas em torneios e um bom destaque no ranking entre as melhores escolas do RN.

O Plano de Desenvolvimento Institucional é um documento exigido pelo decreto 5773/2006, lá está descrita a atuação da Instituição. É um plano de gestão que considera a identidade da instituição para o estabelecimento dos objetivos e metas estratégicas. Vale ressaltar, que nem no PDI de 2014 a 2018 (http://portal.ifrn.edu.br/institucional/pdi) e o novo PDI 2019 a 2026 (https://portal.ifrn.edu.br/documents/3316/PDI_2019-2026-Versao2019.pdf) não observou-se referência técnica sobre a expansão para construção de novos campi como meta a ser atingida em relação ao anúncio do Governo Federal sobre a criação de três novas unidades de ensino. O que leva a crer que a escolha dos três município (Touros, Umarizal e São Miguel) tenha sofrido forte influência política na decisão final. É indispensável que a seja realizado a viabilidade técnica para construções futuras construções de unidades na nova fase da expansão do IFRN.

Acredita-se que no PDI-IFRN, possa começar a discutir internamente a possibilidade de pensar e planejar a divisão do IFRN em duas Reitorias para facilitar a logística, otimizar tempo e recursos, principalmente diminuir gastos, diárias, depreciação de veículos, entre outras despesas observadas, como exemplo, o campus de Pau dos Ferros que pode demorar em torno de 5 h 57 min (432 km) via BR-405 e BR-304 para chegar na Reitoria, dependendo da estrada. Com a nova proposta de um Campus o novo município de São Miguel, a distância da Reitoria para dar assistência a esse novo campus estará em torno de 430 km e 7 h e 3 minutos para percorrer esse trajeto.


Fonte: https://www.google.com/maps/dir/S%C3%A3o+Miguel,+Rio+Grande+do+Norte/Instituto+Federal+de+Educa%C3%A7%C3%A3o,+Ci%C3%AAncia+e+Tecnologia+do+Rio+Grande+do+Norte+(IFRN),+R.+Dr.+Nilo+Bezerra+Ramalho,+1692+-+Tirol,+Natal.

Ressalta-se o registro em redes sociais e no site oficial da instituição reportagens sobre nomes de municípios que lutam pela instalação de um campus:

·                    Touros:

http://portal.ifrn.edu.br/campus/reitoria/noticias/gabinete-recebe-a-visita-do-prefeito-de-touros

·                    Jucurutu:

http://portal.ifrn.edu.br/campus/reitoria/noticias/campus-jucurutu-reuniao-de-gestores-define-detalhes-da-nova-unidade-do-ifrn

http://portal.ifrn.edu.br/campus/reitoria/noticias/equipe-do-ifrn-realiza-visita-tecnica-ao-municipio-de-jucurutu

·                    Mossoró

A luta de Mossoró por um novo campus não é recente, o blog de Carlos Santos registrou várias matérias nesse sentido e até mesmo a TCM fez uma reportagem prevendo o novo campus para 2015:

Matéria da TCM -

https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=2&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwimlKmz59vaAhWBjJAKHSs_DdoQtwIwAXoECAAQMw&url=https%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch%3Fv%3DIIUFRBw6KOs&usg=AOvVaw0LacBoaDdHPrUaOrw4eRSN

Blog de Carlos Santos -

18/05/2014-http://blogcarlossantos.com.br/ex-candidato-a-prefeito-luta-por-ifrn-no-sto-antonio/

10/11/2013 - http://blogcarlossantos.com.br/mossoro-comporta-mais-uma-unidade-do-ifrn/

20/03/2013 - 14:57h - http://blogcarlossantos.com.br/reuniao-avanca-projeto-de-novo-ifrn/

15/03/2013- http://blogcarlossantos.com.br/luta-por-novo-ifrn-para-mossoro-ganha-reforcos/

27/02/2013 http://blogcarlossantos.com.br/novo-ifrn-para-mossoro-e-visto-como-necessario/

Recentemente, o município de Jucurutu conseguiu a proeza de conquistar uma unidade de ensino do IFRN, mesmo não estando no PDI 2014 – 2018. O município tem uma população de 17.692 (2010), com estimativa de 18.530 (2017), o número de matrículas no ensino médio é de 723 (2015) com 30 docentes no quadro.  A distância da cidade de Jucurutu para o campus do IFRN mais próximo é de 70 km para Currais Novos e de 62 km para Caicó, dentro do perímetro estabelecido ou aceitável. Porém, o município de São Miguel, está a 45 km de distância do Campus Pau dos Ferros, veja abaixo:


Fonte: https://www.google.com/maps/dir/S%C3%A3o+Miguel,+RN,+59920-000/Pau+dos+Ferros,+Rio+Grande+do+Norte.

Entenda, o Município de Mossoró tem uma população 264.577 mil pessoas (IBGE, 2022), com matrículas no ensino médio de 10.745 alunos e 594 professores. Mossoró tem força política por ser o segundo maior colégio eleitoral, mas é fraco em representação política. Falta união das autoridades políticas e civis para lutarem verdadeiramente por uma nova unidade do IFRN.

Recentemente (12.03.2024), o Governo Federal (https://agenciagov.ebc.com.br/noticias/202403/governo-federal-anuncia-100-novos-campi-de-institutos-federais-1), anunciou a criação de 100 novos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs). De acordo com a reportagem, serão investidos R$ 3,9 bilhões em obras (sendo R$ 2,5 bilhões para a criação de novos campi e R$ 1,4 bi para a consolidação de unidades dos IFs já existentes). A novidade está no preço por unidade a ser construída, pois cada nova unidade terá um custo estimado de R$ 25 milhões, sendo R$ 15 milhões para infraestrutura e R$ 10 milhões para aquisição de equipamentos e mobiliário.

Para a nova expansão dos IFs, a quarta fase contemplou o IFRN, foram selecionados três (03) municípios, são eles: Touros com população de 33.035 mil pessoas (IBGE, 2022), São Miguel com população de 23.537 mil pessoas (IBGE, 2022) e Umarizal com população de 10.078 mil pessoas (IBGE, 2022). Mais uma vez, o município de Mossoró foi prejudicado, saiu do radar das decisões técnicas e políticas.


Fonte: Relatório de Gestão 2019.

Necessário se faz em critério de investimento de dinheiro público o retorno para a sociedade. Torna-se importante na decisão para seleção do município a ser contemplado com um equipamento público de ensino como um Campus da Rede Federal seja observado o fator técnico e que prevaleça uma maior parte da população a ser atingida.

Considerando a alta população da cidade de Mossoró sem contar com a zona rural e os municípios no seu entorno, os estudantes da região Oeste ficaram grandemente prejudicados.

Considerando a demanda reprimida ao longo dos anos por baixa oferta e alta concorrência para acessar uma escolha pública de qualidade como o Campus de Mossoró do IFRN, os estudantes de Mossoró foram injustiçados.

Na tabela abaixo, observa-se a distribuição populacional da cidade de Mossoró-RN:

Tabela: População residente em Mossoró-RN e em seus respectivos de acordo com o censo 2010 realizado pelo IBGE (IBGE, 2010).

 


Fonte: https://repositorio.ufersa.edu.br/server/api/core/bitstreams/f967a2fa-8b91-4a33-a210-6a3d9c5ea322/content.

Em 2021, houve uma proposta enviada para o MEC para numa possibilidade de expansão da Rede Federal, ser estudado a viabilidade técnica de divisão do IFRN, ficando com duas Reitorias, permanecendo a Reitoria de Natal, sendo criado outra Reitoria em Mossoró. 

Prefeitura de Assú discute manutenção de dados históricos da cidade


A memória de um povo é construída por sua história. E, preservar nossos registros históricos, é um ato de responsabilidade e respeito a toda comunidade. Nesta sexta-feira (15), o prefeito Gustavo Soares e demais membros de gestão receberam Marcelo Vieira Magalhães, do Laboratório de Documentação e Pesquisa do Vale do Açu (LaDHA) do Departamento de História (DH) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern).

Na ocasião, o professor/doutor apresentou sobre a importância da conservação de jornais realizada pelo Laboratório e a pretensão do grupo em transformar o LaDHA no maior repositório de jornal do interior do estado dos períodos do final de século XX e início do século XXI.


O laboratório está recebendo 216 documentos inventários, testamentos e livros de nota dos anos 1930 do fórum do Assú. Para manter esse importante acervo em funcionamento, a Universidade procura parcerias e apoios financeiros para pagamento de profissional e compra de máquina de cópia. A iniciativa também conta com participação dos alunos da rede pública municipal de ensino.

terça-feira, 12 de março de 2024

Assú inicia comemorações do dia da poesia nesta terça-feira


A partir desta terça-feira (12), Assú vive sua 2ª Feira Literária assuense. Uma parceria entre Prefeitura Municipal, Governo do Estado e entidades ligadas à cultura e arte que acontece até a próxima quinta-feira (14) com uma vasta programação.

Serão realizadas contações de estórias, mesa de diálogos, feira de livros, lançamentos de exemplares, recital e apresentação da Filarmônica Maestro Cristovam Dantas.

O evento contará ainda com a participação de várias personalidades do mundo da literatura assuense.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

12/03 –
8h Contação de Estórias – Renato Wanderley (público infantil)

Público: Educação Infantil IMPI

Local: Auditório da Casa de Cultura

15h Mesa de diálogos: Mulheres na Literatura Assuense – Mulheres da Alamp

Público: Turmas: 9°s anos Escola Municipal Nair Fernandes

Local: Auditório da Casa de Cultura

13/03
08h - 22h Feira de livros – O autor e Obra

Local: Auditório da Casa Cultura

19h Lançamento dos livros de Francisco Costa e Isabel Firmino

Mesa de debates: A Jornada da Literatura Assuense com os autores Francisco Costa e Isabel

Mediadora: Núbia Frutuoso

Local: Auditório da Casa de Cultura

14/03
19h - Música - Filarmônica Maestro Cristovam Dantas

Recital Litero-Musical

Poeta Homenageado: Custódio Conrado

Poetisa Homenageada: Núbia Frutuoso

Recital Poético: Alamp, Celebra-se e Academia Assuense de Letras

Local: Auditório da UERN

segunda-feira, 11 de março de 2024

Em nome de lucro, supermercados deixam de lado a humanização

Vamos falar de humanização? É uma palavra, que acabou ganhando status de adjetivo para se referir, por exemplo, à saúde. Mas pode ser direcionada para qualquer situação ou área. E vale, necessariamente, na relação patrão/empregado. O blog esteve, domingo que passou, no supermercado Rebouças. E lá constatou, após vivenciar os efeitos de uma visão, obviamente, empresarial que almeja, claro e evidente, o lucro, que essa questão, da humanização, vem sendo esquecida.

As particularidades climáticas de Mossoró seguem a tendência nacional. E, diante dessa realidade, impossível visualizar a ideia de que funcionários e clientes não sejam levados em consideração. Sim, porque o que se sentiu no final da tarde para começo da noite, foi um tratamento desrespeitoso para com todos que estavam ali.

Um calor desgraçado. Uma sensação de abafamento em todos os departamentos. E, para completar, estava repleto de gente. Além do desconforto provocado pela ausência de ar resfriado, ainda tinha o bate-bate de gente com gente. E, consequentemente, alguns odores desagradáveis, corporais, foram emergindo.

Já no caixa, finalmente, uma conversa com a operadora veio o pior: já teve funcionário passando mal, períodos anteriores. E tem empregado que tem hipertensão. Com o calor interno, certamente o problema de saúde fica acentuado.

Que o sindicato possa averiguar essa situação em todos os supermercados de Mossoró para ver a questão dos funcionários. Quanto aos clientes, resta procurar um estabelecimento que tenha a decência de, além dos produtos, possuir um ambiente agradável, verdadeiramente climatizado e onde a humanização seja, definitivamente, praticada.

O espelho e as imperfeições do mundo governista

Todas as escritas devem ser levadas em consideração, mas não quer dizer que sejam reais ou verdadeiras. Fosse assim não se tinha, desde a Grécia Antiga a disputa teórica entre Platão e Aristóteles, cuja dialética segue até a contemporaneidade e, ao que tudo indica, seguirá por séculos e séculos adiante. E é preciso, sempre, discordar. Afinal, é isso que faz a história acontecer e que, de algum modo, serve como parâmetros para análise do ontem e do hoje.

Dito isto, vamos ao que interessa: o vereador Francisco Carlos enviou, via lista de transmissão, um texto que aponta para espelho, vaidade, verdade, mídia e particularidade. Bem escrito, diga-se, o material exemplifica a Rainha Grimhild, aquela do desenho/filme "Branca de Neve". Trata-se de uma feiticeira que quer ser a mais bela e, para efeitos comparativos com outras mulheres, usa um espelho com a indagação: "espelho, espelho meu: existe mais bela do que eu?". 

E o parlamentar faz a analogia com as mídias, supostamente contrárias ao seu agrupamento político (e são poucos blogs, jornalistas) que apontam o que surge no espelho. Francisco Carlos afirma: Para percebemos a nós mesmos como de fato somos, precisamos sair da bolha, usando um espelho simples, ao invés de um espelho mágico.

Facilmente perceberemos que, pelo menos na média, somos iguais aos outros." Antes ele, direta e indiretamente, fala em bolhas e que as mídias digitais que são contrárias apenas querem falar para os seus.

Vamos lá: a alegoria do espelho foi muito bem usada pelo parlamentar. Mas esse mesmo espelho que é usado, segundo ele, pela imprensa que insiste em apresentar o que não seria uma falha ou problemas da gestão mossoroense, é também o que aponta as imperfeições. E, com essa lógica, seria impossível sermos iguais aos outros. Aquela expressão popular, "diferente dos iguais", poderia cair melhor aqui.

Para compreender melhor, o blog utiliza aqui Platão, em sua teoria dos Dois Mundos: o Inteligível e o Sensível. O primeiro seria perfeito e o segundo, o imperfeito. Na visão governista, Mossoró está uma perfeição administrativa e o que se vê por lá é, consequentemente, a última maravilha mossoroense.

Contudo, se alguém que estiver utilizando um colírio chamado espelho verá, necessariamente, o reflexo da administração. E é no reflexo que as falhas aparecem. Por isso que as mulheres utilizam-no para a maquiagem, para corrigir as imperfeições. Daí ser impossível que duas ou mais pessoas sejam iguais. Até gêmeos não são iguais, porque possuem essências diferentes.

Dessa maneira, a Rainha Grimhild passa a ser, necessariamente, a administração municipal, que utiliza o famoso espelho mágico para, efeitos comparativos, se apresentar com uma megalomaníaca proposta que, aos olhos dos seus seguidores e adeptos da mesma magia, possibilita o avanço coletivo.

O mundo criado pela Rainha, em Mossoró, não se sustenta e não está presente no reino de maneira integral. Daí ser necessário que a população, encontrando nas mídias virtuais, vejam o espelho e observe que a suposta realidade exposta não passa de marketing barato, feito por quem deveria administrar e que apenas projetando conteúdos para, com isso, atrair os que possam ser enfeitiçados por uma magia chamada subserviência intelectual e política.


sexta-feira, 8 de março de 2024

Pré-candidato Naldinho recebe apoio de dois ex-prefeitos


Nesta sexta-feira, 8 de março, o pré-candidato a prefeito de Tibau, Josinaldo Marcos de Souza, conhecido como Naldinho, recebeu um importante reforço em sua campanha. Os ex-prefeitos Sidrônio Freire e Rafael Freire declararam publicamente seu apoio ao projeto de Naldinho para a gestão municipal.

Além dos ex-prefeitos, outros líderes locais também se uniram à causa. Manoel de Urbano, pré-candidato a vereador, trouxe consigo seu irmão Wilame Holanda e os amigos João e Damião, fortalecendo ainda mais a base de apoio ao pré-candidato.

Naldinho expressou sua gratidão pelo apoio recebido: “É com imensa satisfação que recebo o respaldo de figuras tão importantes para nossa cidade. Agradeço aos ex-prefeitos Sidrônio e Rafael, assim como a todos os amigos que estão ao nosso lado nessa jornada”.

Secretários se reúnem e apresentam propostas de projetos ao prefeito


Quinta-feira (7), no Assú, os secretários municipais se reuniram com o prefeito Gustavo Soares para reunião de apresentações de projetos e ações das pastas de gestão.

O encontro entre o chefe do executivo e os chefes das pastas acontece constantemente na Prefeitura do Assú no intuito de trazer sempre ações integradas, planejamentos estratégicos e avanços para a comunidade de uma forma conjunta.

Carnaval injetou R$ 10,2 milhões na economia de Assú, aponta Fecomércio RN

Marcado por um longo feriado, o carnaval é um dos períodos mais aguardados do calendário potiguar. Em Assú, de acordo com levantamento do Instituto Fecomércio RN (IFC), a data movimentou mais de R$ 10,2 milhões neste ano. A festa foi aprovada tanto por foliões quanto por empresários, já que 89,6% do público pretende voltar no ano que vem e 70% dos negócios foram afetados de forma positiva. 

Na manhã desta sexta-feira (8), os dados foram apresentados pelo presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Assú e vice-presidente da Fecomércio RN, Francisco Barbosa; e pelo diretor de Inovação e Competitividade da Federação, Luciano Kleiber; ao prefeito do Assú, Gustavo Montenegro. O resultado das pesquisas foi transmitido ao vivo, no programa Caderno de Ocorrências, da Rádio Princesa FM.

 

“Nosso estudo deixou claro que o carnaval teve um impacto grandioso na economia do Assú, e tenho certeza que ajudará o poder público a preparar uma festa ainda maior no ano que vem. As pesquisas do IFC revelam muitos dados valiosos, que mostram não apenas do que o público gostou ou não gostou, mas principalmente como continuar melhorando”, ressaltou o vice-presidente da Fecomércio RN, Francisco Barbosa.

 

Maioria dos foliões já conhecia o Carnaval de Assú

 

A maior parte das pessoas que prestigiaram o Carnaval de Assú em 2024 pertencem ao sexo masculino (54,1%), tem de 35 a 44 anos de idade (32,3%), ensino médio completo (51,5%) e renda familiar mensal de até 2 salários-mínimos (63,7%). Além disso, a maioria reside no próprio município (77,8%), festejou junto com os parentes (42,5%) e já participou do evento pelo menos oito vezes (61,1%).

 

“Cerca de 32,3% das pessoas decidiram que iam passar o Carnaval em Assú com 15 dias de antecedência. Esse número é alto, naturalmente, porque a maior parte dos foliões vive no município; mas poderia ser menor se a programação fosse divulgada com mais antecedência”, comentou Luciano.

 

De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Fecomércio RN, os shows musicais (72,1%) e os blocos de rua (36,5%) foram as atividades mais procuradas por quem participou do Carnaval de Assú. Durante a festa, os foliões que vivem no município gastaram cerca de R$ 545,66; enquanto visitantes e turistas tiveram um gasto médio individual de aproximadamente R$ 605,37.

 

Negócios receberam média de 151 clientes durante a festa

 

Para atender a demanda gerada pelo carnaval, os negócios de Assú investiram principalmente na ampliação do estoque (60%) e na variedade dos produtos oferecidos (39,3%). Dos empreendedores entrevistados pelo Instituto Fecomércio RN, cerca de 22,7% também afirmaram que precisaram contratar funcionários temporários para trabalhar durante o período da festa.

 

Além disso, buscando atrair mais clientes durante o Carnaval de Assú, muitos empresários da região utilizaram estratégias de divulgação (40%), além de realizar promoções (31,3%) e oferecer um atendimento personalizado (31,3%). No período da festa, a maior parte dos negócios locais funcionou de 3 a 4 dias (60%), recebendo uma média de 151 clientes e faturando cerca de R$ 2756,67 por dia.

 

“Não estamos falando daquele cliente que entrou na loja, perguntou o preço e não comprou. Estamos falando de vendas efetivadas. Ou seja, os empreendedores de Assú venderam, em média, para 151 pessoas por dia de carnaval. Quem vive do comércio sabe que isso não é fácil” ressaltou o diretor de Inovação e Competitividade da Fecomércio RN, Luciano Kleber.

 

“Estou muito feliz com o resultado da pesquisa, principalmente porque ela confirmou que nosso investimento foi importante para os pequenos, para aqueles que muitas vezes estão desempregados, e encontraram no carnaval uma forma de levar o sustento para suas famílias” afirmou o prefeito de Assú, Gustavo Montenegro.

 

Metodologia - Para mapear a percepção dos empresários e o perfil dos participantes do Carnaval de Assú, o Instituto Fecomércio RN ouviu um total de 150 empreendedores e de 501 foliões. As entrevistas foram realizadas entre os dias 9 e 13 de fevereiro, nos locais de atrações do Carnaval no município. As pesquisas têm margem de erro de aproximadamente 3 pontos percentuais, com nível de confiança de 95%.

 

Confira as pesquisas completas no site: https://fecomerciorn.com.br/pesquisas/

RN tem 222 obras confirmadas no Novo PAC Seleções

Fábio Duarte

O Rio Grande do Norte vai receber 222 obras do Novo PAC Seleções 2023, contemplando projetos apresentados pelo Governo do Estado e prefeituras potiguares nos eixos de Saúde, Educação e Infraestrutura Social. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (7) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), com a presença da governadora Fátima Bezerra.

A chefe do Executivo estadual, que também preside do Consórcio Nordeste, lembrou que o Governo Estado listou 68 projetos de infraestrutura para o PAC Seleções. Somando todos os empreendimentos escolhidos, as obras irão atender mais de 2 milhões de potiguares.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva enfatizou que os investimentos vão gerar emprego com a execução de obras na saúde, educação, cultura, esporte.


Pela primeira vez o governo federal investe na construção de policlínicas, fundamentais para reduzir a espera por exames e consultas. E este ano já atingimos a meta de um milhão de novas matrículas nas escolas públicas brasileiras. Com o PAC Seleções vou viajar todo o país em visita aos estados e municípios para fiscalizar a execução das obras”, declarou.


“Sob a liderança do Governo Lula, testemunhamos a recuperação da credibilidade da economia nacional, resultando em um novo cenário econômico marcado pela geração de empregos, aumento da renda e redução das desigualdades sociais. É gratificante ter inúmeras obras e projetos aprovados para o Rio Grande do Norte no PAC Seleções. Isso é resultado do trabalho da gestão da professora Fátima Bezerra através de dezenas de servidores e servidoras das secretarias do governo do estado, bem como dos municípios, garantindo e fortalecendo a autonomia dos entes e promovendo uma distribuição mais equitativa de recursos”, destacou a secretária do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplan), Virgínia Ferreira.


SAÚDE

Na área da saúde os investimentos se destinam a veículos equipados para atendimento de saúde, instalação de policlínicas, casas de parto normal para combate à mortalidade materna, centros de reabilitação e oficinas ortopédicas, centro de atenção psicossocial, novas centrais do Samu com 350 ambulâncias.


EDUCAÇÃO


Na educação, os investimentos serão no programa Pé de Meia (auxílio financeiro para evitar a evasão escolar), escolas de tempo integral, retomadas de obras paralisadas, creches e escolas de educação infantil, transporte escolar.


CULTURA


Os investimentos do PAC Seleções para a Cultura vão se concentrar no Projeto Ceus priorizando municípios que não têm espaços culturais. A iniciativa vai instalar áreas para atividades de arte, cultura, esporte e cidadania em parceria com as comunidades. Também será dado continuidade a obras paralisadas, restauração de bens culturais e patrimoniais e ampliação de parcerias para ações de reforço de pertencimento e memória conectando grupos historicamente marginalizados, e, ainda, a nacionalização, valorização e celebração da diversidade brasileira.


ESPORTES


Espaços esportivos comunitários, comunitários com campo de futebol com grama sintética, meia quadra esportiva, pista de caminhada e parquinho infantil.

quinta-feira, 7 de março de 2024

Gestão visita obras de pavimentação asfáltica no Feliz Assú


Com obra iniciada nesta segunda-feira (4), a pavimentação asfáltica da rua Paula Filha, e também para o trecho da Vicente Barbosa Tinoco e trecho da Monsenhor Joaquim Honório, já está em ritmo acelerado.

Nesta quinta-feira (7), o prefeito Gustavo Soares e membros da gestão municipal visitaram a localidade para conferir a obra que teve investimento que gira em torno de R$ 1,5 milhão proveniente do Finisa.


Com a iniciativa, ganha toda a comunidade, com mais qualidade de vida, facilidade na locomoção e segurança.

terça-feira, 5 de março de 2024

Prefeitura de Serra do Mel abre 117 vagas em concurso público

A Prefeitura de Serra do Mel está oferecendo uma excelente oportunidade para quem busca estabilidade e crescimento profissional. 

Com a publicação do edital de concurso público, são disponibilizadas 117 vagas em diversas áreas, com salários que variam entre R$ 1.320,00 e R$ 3.315,41, dependendo da área de atuação.


As vagas são destinadas tanto para candidatos de nível médio quanto para nível superior, abrindo um leque de possibilidades para quem quer ingressar no serviço público.


As inscrições para o concurso já estão abertas desde esta terça-feira (5) e vão até o dia 8 de abril, sendo realizadas exclusivamente pelo site oficial do IDIB: www.idib.org.br


Os valores das inscrições são de R$ 100 para nível superior e R$ 80 para nível médio.


Confira o edital completo https://drive.google.com/file/d/10ZBlcTVxukuL21WgoKa7nGG8B2d8_DXD/view (a partir da página 579) para saber mais detalhes sobre as vagas disponíveis e não perca a chance de garantir um futuro sólido e promissor em Serra do Mel.

Prefeitura inicia obras de pavimentação asfáltica no Feliz Assú


A marca do avanço e desenvolvimento em infraestrutura chega mais uma vez ao Feliz Assú. Foi iniciada nesta segunda-feira (4) a obra de pavimentação asfáltica da rua Paula Filha, e também para o trecho da Vicente Barbosa Tinoco e trecho da Monsenhor Joaquim Honório.

Os investimentos giram em torno de R$ 1,5 milhão provenientes do Finisa. Com a iniciativa, ganha toda comunidade com mais qualidade de vida, facilidade na locomoção e segurança.

 

O Bairro Feliz Assú já recebeu mais de 20 mil metros quadrados em pavimentações, além de uma UBS e iluminação de Led em todo bairro, o que mostra um ciclo total de investimentos, quando a Prefeitura municipal engloba várias áreas a serem atendidas pela administração pública.

 

TJRN convoca candidatos remanescentes aprovados no processo simplificado

A Presidência do TJRN publicou o Edital Nº 10, que convoca, respeitando a ordem de classificação, os candidatos remanescentes, 41º, 43º e 44º colocado respectivamente, aprovados no Processo Seletivo Simplificado (PSS) de Servidores Temporários, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público no Poder Judiciário do Estado.

Confira o edital abaixo

O processo é regido pelo Edital nº 10/2022 – GP/TJRN, disponibilizado na Edição do Diário da Justiça Eletrônico, de 23 de fevereiro de 2022 e a atual chamada se trata da oitava convocação nas vagas destinadas ao cargo de Analista em ciências contábeis, Ciências Atuariais e Economia, realizada por meio do Edital nº 132/2023 – GP/TJRN de 23 de janeiro de 2024.

A convocação considera que o Departamento de Recursos Humanos do Poder Judiciário RN informou a existência de três vagas em aberto para servidor temporário autorizado pelo Pleno da Corte potiguar e, conforme previsto no Edital, os candidatos convocados deverão entregar a documentação comprobatória dos requisitos exigidos para o perfil profissional por ocasião da contratação, conforme relação constante nos Anexos I e II, impreterivelmente, até o dia 22 de março de 2024, no Departamento de Recursos Humanos (DRH) do Tribunal de Justiça, no horário das 8h às 15h e mediante prévio agendamento por meio dos telefones (84) 3673-8332 ou 3673-8336.

A publicação enfatiza que o candidato que não atender, no ato da contratação, aos requisitos dos subitens 11.2, 11.3 e 11.4 do Edital 10/2022 – GP/TJRN e dos Anexos deste Edital será considerado desistente, sendo excluído automaticamente do Processo Seletivo Simplificado, perdendo seu direito à vaga e ensejando a convocação do próximo candidato na lista de classificação e a não comprovação ou não atendimento a qualquer requisito eliminará o candidato do Processo Seletivo Simplificado.

Conforme o edital, é de inteira responsabilidade do candidato acompanhar todos os atos, editais e comunicados oficiais referentes a este Processo Seletivo Simplificado, divulgados integralmente no endereço eletrônico https://tjrn.jus.br/concursos-e-processos-seletivos/ , não podendo deles alegar desconhecimento. (Assessoria)

segunda-feira, 4 de março de 2024

Assú recebe nova viatura para reforço na Patrulha Maria da Penha


A segurança das mulheres assuenses ganhou mais um reforço nesta segunda-feira (4). Já está na cidade a viatura que irá compor a Patrulha Maria da Penha dentro das ações de combate e prevenção à violência contra mulheres.

Agora, a cidade do Assú conta com o patrulhamento ostensivo na causa se unindo também à Sala Lilás e à Delegacia da Mulher em uma ação em parceria entre a Prefeitura, Governo do Estado e emenda parlamentar do deputado George Soares.

sábado, 2 de março de 2024

Artistas aguardam perícia para saber sobre futuro do Teatro de Mossoró

InterTv Cabugi

Egito e Mossoró passam a ter algo em comum, analogicamente falando: templos da cultura sofreram um incêndio que, evidentemente, colocou em xeque a supremacia de quem estava no governo e, mais ainda, norteia uma discussão interessante sobre o papel da cultura em alguma cidade. Claro que, historicamente falando, a Biblioteca de Alexandria tem um valor altamente significativo para o mundo, quando, no ano 48 a.C, Nero mandou atear fogo. Em Mossoró tem-se o Teatro Municipal Dix-huit Rosado, templo das artes de maneira geral, que sofreu um incêndio, até agora inexplicável, e que põe abaixo a qualidade da obra lá realizada, bem como a atenção dispensada ao setor.

Em uma tarde do dia 25 de fevereiro passado percebeu-se fumaça saindo do Teatro Municipal. Ali não estava havendo nada. E ninguém estava lá. Uma empresária viu a cena e acionou o bombeiro. Lá constatou-se que um curto-circuito em um aparelho de ar-condicionado ocasionou tudo.

Esse preâmbulo é para questionar dois fatos. O primeiro diz respeito à soma investida no Teatro: R$ 2,9 milhões. Pelo incêndio, a leitura que se faz é justamente o óbvio relacionado à restauração feita pela Prefeitura de Mossoró. Mesmo com essa dinheirama toda, não se teria substituído a fiação elétrica, tampouco substituído o ar-condicionado. Daí o incêndio. O segundo questionamento se volta ao motivo pelo qual ninguém estava no Teatro, nenhum vigia ou guarda municipal. Quem cuida dos equipamentos públicos mesmo?

E os questionamentos puxam outro. Caso a empresária que percebeu o incêndio não tivesse chamado o Corpo de Bombeiros, o que seria do Teatro? E se o fogo tivesse começado na madrugada, como seria, já que a Prefeitura de Mossoró não designou vigia ou guarda municipal?

Até agora a Prefeitura de Mossoró não publicizou os reais motivos. Apenas lançou uma nota que fala que o fogo atingiu o teto da entrada. Nada mais. Aguarda-se o resultado de uma provável perícia. Sim, porque ali existe investimento de verba pública e é dever do poder público dizer, realmente, o que aconteceu.

O Teatro Municipal Dix-huit Rosado foi construído no ano de 2003, com investimento de R$ 6 milhões. É fruto de uma luta dos artistas de Mossoró, que reivindicavam um local apropriado para as produções artísticas da segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Agora, mesmo com a reforma feita de R$ 2,9 milhões, o teatro não tem a serventia de antes. Falta interesse e, acima de tudo, respeito para com o setor cultural.