terça-feira, 30 de junho de 2020

As incoerências nos resultados do ENEM 2019


Desde que o ENEM foi reformulado, em 2009, substituindo boa parte dos vestibulares das universidades públicas brasileiras, os resultados divulgados pelo INEP têm funcionado como argumento de promoção das escolas de todo o país. Afinal, dizer que tal escola está nas primeiras colocações no ENEM virou sinônimo de boa educação formal e de excelente desempenho.

Tendo como base essa premissa, boa parte das escolas brasileiras se esmera em realizar um trabalho de “preparação para o ENEM”, porque o Exame Nacional do Ensino Médio se transformou no grande balizador de qualidade educacional para a maioria da clientela das escolas brasileiras. 

Não foi, entretanto, com essa intenção que o ENEM foi criado e, por isso, principalmente nos últimos anos, o INEP vem desestimulando a utilização dos dados dos resultados do ENEM como referências competitivas entre as escolas e sistemas apostilados, os quais, particularmente, se tornaram verdadeiras indústrias de resultados em ENEM.

Deixando à parte esse debate, o fato é que as aprovações e as pontuações no ENEM se tornaram índices valiosos para a publicidade de muitas escolas brasileiras. De tal forma que obter o 1º lugar em âmbito local, estadual e até nacional se transformou, para muitos, no maior prêmio que pode ser conquistado anualmente por uma escola. 

A rigor, não há problemas que exista esse espírito de competição. Todos sabem que não há vagas nas universidades públicas para todos que o desejam.  A competição, portanto, faz parte do próprio sistema de acesso ao ensino público superior. O problema, no entanto, existe quando ocorrem discrepâncias e incoerências nos resultados publicados.

O ano de 2020, por exemplo, tem sido um ano caracterizado por essas incoerências. No início do ano, tivemos um percentual grande de alunos que identificou que suas notas não correspondiam aos seus reais desempenhos. O INEP, posteriormente, veio a público e corrigiu esses boletins. Entretanto, recentemente, outro equívoco grave foi identificado pelos que submeteram ao processo seletivo. Em virtude de uma falha no formulário, muitos alunos fizeram as suas inscrições no ENEM sem apresentar o nome da escola na qual estudavam. 

Diante de tal quadro, se torna praticamente impossível se afirmar que uma escola teve ou não, de fato, uma performance superior à outra, porque – vejamos – se havia 100 alunos pré-vestibulandos inscritos no ENEM que estão matriculados na escola A e, depois, só conseguimos identificar que 60 ou 70 fizeram a prova, para onde foram os resultados dos demais estudantes? Como se pode determinar que os desempenhos dos 30 ou 40 que não apontaram o nome da própria escola não alterariam o ranking dos resultados? Tal situação é de tal forma determinante que fica difícil, senão impossível, se acreditar nas posições que as escolas atualmente divulgam.

No Rio Grande do Norte, por exemplo, verifica-se uma grande disparidade entre os números de alunos que são registrados em determinadas escolas e o que está publicado pelo INEP nos resultados do ENEM 2019. Os dados comprovam que não há paridade alguma entre os estudantes matriculados em cada escola e os estudantes inscritos no ENEM. Como observamos no quadro a seguir:

Nome de Escola
Número de alunos contabilizados no ENEM
Centro de Aprendizagem Moderna
47 alunos
Instituto Pequeno Príncipe
23 alunos
Colégio Mater Christi
73 alunos
Colégio Diocesano Santa Luzia
74 alunos
SESI Escola Mossoró
77 alunos
Fonte: evolucional.com.br

Em resumo, dos 25.705 alunos que concluíram o ensino médio em 2019 e fizeram ENEM no estado do Rio Grande do Norte, 5.219 (mais de 20%) não informaram ou não conseguiram colocar os nomes das suas escolas porque o formulário do INEP não reconheceu os códigos equivalentes aos nomes das respectivas escolas. Só na cidade de Mossoró o mesmo ocorreu com 508 alunos.

A maior consequência dessa inoperância no ato de contabilizar as médias dos estudantes que realizaram o último ENEM é a existência de uma enorme lacuna entre o que está sendo publicado e o que de fato ocorreu no processo, o que torna todo o ranking publicado pelas escolas uma especulação ou, em poucas palavras, um resultado totalmente inverossímil.

O INEP é o órgão que define os processos que chancelam a chance de jovens brasileiros terem ou não acesso ao ensino público superior. Não é nem necessário se tratar da medida de responsabilidade que recai nas costas de tal instituto. O problema, porém, quando não há legitimidade nem coerência nos dados e resultados é que tal condição compromete a confiança em todo processo realizado.

O número real de alunos que participaram do ENEM, contudo, é bem maior do que foi oficializado pelo INEP. O que, por si, já levanta sérios questionamentos acerca da lisura do processo em si. Afinal, se foi preciso vir a público e dizer que errou, quem garante que não houve equívoco agora? A resposta, contudo, está longe de aparecer.

Diante disso, fica o questionamento: qual escola aprovou mais no Enem? Se for levado em consideração que o INEP tem errado contínua e sistematicamente, qualquer parâmetro que se faça pode ser falha grotesca. Aliado a tudo, o problema também reside no fato dos problemas relacionados ao Ministério da Educação em si. Nesta terça-feira, 30/06, o terceiro ministro da Educação saiu do Governo. Expondo assim que a área tem sofrido pela falta de continuidade de uma política pública consistente e séria, o que põe em risco as escolas de maneira geral. Olhem o exemplo do resultado do Enem, por exemplo.

domingo, 28 de junho de 2020

Presidente de Câmara cria fake news sobre emenda federal em Grossos

A sociedade é, realmente, carente de boas notícias. E quando surge alguma ninguém se dá ao trabalho de questionar. É como se, em meio a tanta coisa ruim, algo bom poderia apagar tudo. Mas não é bem assim que a coisa anda, na realidade. No sábado que passou, em Grossos, o presidente da Câmara Municipal, vereador Richarlyton Gomes, afirmou que um deputado estadual havia conseguido R$ 500 mil para o município, sendo R$ 400 mil, divididos em duas emendas, e o restante de mais uma emenda.

"... Agradeçer também e fiz questão de falar... Hoje falando com o deputado Gustavo Carvalho, logo, logo Grossos, se Deus quiser, através do deputado Gustavo Carvalho, receberá três emendas e que vai ajudar muito a nossa cidade, principalmente a saúde.. Duas delas serão para a saúde... deixar aqui esse recado. A gente vai fazer uma divulgação e que será importante. Gustavo está fazendo sua obrigação. Grossos deu mais de mil votos a ele, então ele já tinha mando algumas atrás... A gente vai ter, que Gustavo conseguiu uma emenda de R$ 200 mil para a saúde. Logo, logo vai entrar, ainda este ano. Não sei quando,mas ele já nos garantiu que essa emenda vai entrar, através do Governo Federal. também conseguiu outra de mais R$ 200 para um carro compactado. Não sei como será, se um trator... Outra emenda de R$ 200, totalizando R$ 400 mil. E conseguiu mais uma, do Governo do Estado, das emendas dele, de R$ 100 mil, para a saúde. Deixo o agradecimento ao deputado e á sua equipe", afirmou o vereador durante programa divulgado nas redes sociais.

Ocorre que, como o presidente da Câmara Municipal faz parte do grupo governista e tem, obviamente, interesse em produzir boas notícias e informações que beneficiem o seu grupo, ele esqueceu de esclarecer o básico: um deputado estadual não tem como garantir emendas do Governo Federal. Isso cabe apenas aos deputados federais e senadores. Um deputado estadual pode somente, seguindo as suas competências enquanto parlamentar estadual, indicar emendas ao Orçamento Geral do Estado.

É bom ter cuidado com o que se fala, principalmente neste período em que as pessoas estão, realmente, precisando de boas informações. O vereador, ao que tudo indica, desconhece como funciona o Legislativo, seja municipal, estadual ou federal. Um deputado estadual não tem como interferir, em nada, no Orçamento Geral da União (OGU), e essa tarefa, de alterar ou indicar emenda cabe, única e exclusivamente, aos deputados federais e senadores. Somente só.

Caso a máxima apresentada pelo presidente da Câmara Municipal de Grossos valesse, por quais motivos ele precisaria de um deputado estadual para indicar alguma emenda estadual se ele mesmo poderia inserir tal pleito no Orçamento Estadual? A resposta parece ser óbvia: vereador só pode se ater ao Orçamento Geral do Município. Simples assim.

Portanto, o presidente da Câmara Municipal de Grossos criou o que se chama de "Fake News", ou notícia falsa. Talvez para apresentar trabalho junto à população, já que o governo que ele apoia tem sido inoperante, inexpressivo e totalmente ausente. 

Sobre a emenda de R$ 100 mil, seria bom o próprio deputado estadual Gustavo Carvalho explicar. Pois é sabido que uma emenda já havia sido liberada, os recursos teriam chegado e não se sabe onde o tal dinheiro foi parar. 

Grossos já está merecendo que o Fantástico envie uma equipe para perguntar: "Cadê o dinheiro que estava aqui?"

Respirador
Outra notícia que tem sido propagada é a de que o prefeito José Maurício Filho vai comprar um respirador artificial... Se em quase oito anos de governo o prefeito não equipou o Hospital Municipal Flaviana Jacinta, não será agora, faltando pouco menos de seus meses, que ele fará alguma coisa.

Aliás, em Grossos é só o que se diz: não acredite no que o prefeito disser... Portanto, os cidadãos estão igual a São Tomé: só acredita-se vendo.

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Saque-aniversário já pode ser usado como garantia em empréstimos


Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil - Brasília


O saque-aniversário, modalidade de saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), poderá ser usado como pagamento ou garantia de empréstimos. A partir desta sexta-feira (26), os bancos podem operar essa linha de crédito.Descrição: https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1310365&o=node

Segundo o Ministério da Economia, o trabalhador que estiver com a modalidade de saque-aniversário vigente poderá conceder autorização às instituições com as quais contrate ou pretenda contratar a alienação ou cessão fiduciária do seu saque anual para que acessem as informações cadastrais e financeiras de sua conta vinculada relativas a valores do saque-aniversário.

A totalidade do saldo poderá ser dada em garantia, o que permite ao trabalhador conseguir o máximo de financiamento com base no saque-aniversário a que tem direito. Quanto às taxas de juros, será usado o teto do consignado no serviço público.

Essa modalidade de garantia (cessão ou alienação fiduciária em operações de crédito) foi autorizada pela Resolução 958, de 24 de abril de 2020, do Conselho Curador do FGTS. No dia 27 de maio deste ano, saiu no Diário Oficial da União a Circular nº 909 do Ministério da Economia, que torna pública a versão 1 do Manual de Orientação às Instituições Financeiras pertencentes ao Sistema Financeiro Nacional, produzido pela Caixa Econômica Federal, agente operador do FGTS.

Esse manual estabelece as regras e os procedimentos necessários para que as instituições possam contratar operações (http://www.caixa.gov.br/site/paginas/downloads.aspx, pasta FGTS - Manuais e Cartilhas Operacionais).

Como retirar
O saque-aniversário permite a retirada de parte do saldo de qualquer conta ativa ou inativa do FGTS a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa.

O dinheiro poderá ser retirado até dois meses depois do mês de aniversário. O valor a ser liberado varia conforme o saldo de cada conta em nome do trabalhador. Além de um percentual, ele receberá um adicional fixo, conforme o total na conta. O valor a ser sacado varia de 50% do saldo sem parcela adicional, para contas de até R$ 500, a 5% do saldo e adicional de R$ 2,9 mil para contas com mais de R$ 20 mil.

Ao retirar uma parcela do FGTS a cada ano, o trabalhador deixará de receber o valor depositado pela empresa caso seja demitido sem justa causa. O pagamento da multa de 40% nessas situações está mantido. As demais possibilidades de saque do FGTS – como compra de imóveis, aposentadoria e doenças graves – não são afetadas pelo saque-aniversário.

O ministério lembra que uma das regras da nova operação aprovada pelo Conselho Curador do FGTS determina que o titular da conta vinculada que tiver optado pelo saque-aniversário pode solicitar o retorno à sistemática de saque-rescisão somente após encerrados todos os contratos de cessão e alienação fiduciária que eventualmente tiver contratado. Além disso, caso o trabalhador esteja com a modalidade de saque-aniversário vigente, mas tenha solicitado a alteração para a de saque-rescisão, o retorno a essa modalidade deverá ser cancelado pelo trabalhador previamente à contratação da operação de crédito.

Aplicativo
No AppFGTS e no site, o trabalhador poderá realizar os seguintes serviços: autorização de consulta ao valor do saque-aniversário disponível para alienação/cessão fiduciária; autorização para a instituição financeira consultar e solicitar bloqueio de parte do saldo da conta FGTS; acompanhar a evolução da operação de alienação ou cessão fiduciária contratada com a instituição financeira.

A autorização apresentada pelo trabalhador para consulta de saldo e solicitação de bloqueio terá vigência de acordo com sua opção de contratação.


Prefeitura de Serra do Mel pavimenta ruas com recursos próprios


A Prefeitura Municipal de Serra do Mel segue investindo em pavimentação de ruas na Vila Rio Grande do Norte, sendo, dessa vez, a rua Manoel Ananias de Souza, trecho 2, que compreende a rua Irene Lopes de Souza, a beneficiada.

De acordo com o prefeito Josivan Bibiano de Azevedo (PR), a Administração Municipal segue realizando melhorias com recursos do município, que dão um novo visual, além de trazer mais qualidade de vida aos cidadãos.

“Com certeza, a pavimentação facilita o acesso dos moradores e de todos que visitam o nosso município”, ressaltou o prefeito.

Ele também destacou que como administrador deseja que a infraestrutura e qualidade de vida chegue a todos os cantos da cidade.


Saúde de Tibau vai distribuir Kit com Ivermectina e Azitromicina para quem tiver com sintomas ou diagnosticado com Covid-19


A Secretaria Municipal de Saúde de Tibau vai distribuir “Kit de medicamentos e proteção individual”, para apenas pacientes diagnosticados com sintomas ou que testaram positivo para Covid-19.

Os medicamentos disponibilizados no kit são: Prednisona, Azitromicina, Ivermectina, Paracetamol, e acompanha máscara reutilizável.

De acordo com a secretária municipal de saúde, Márcia Cristina, os medicamentos são prescritos apenas para pacientes que estão com sintomas com diagnóstico confirmado.

“O kit não será distribuído para quem não esteja com os sintomas ou que foi diagnosticado, independentemente de ser de grupo de risco ou não. É preciso que se deixe isso bem claro”, explicou a secretária.

Ainda segundo Márcia Cristina, essa medicação composta no kit não pode e nem deve ser guardada em casa, porque são difícil de encontrar. “Em razão disso é que são prescritas pelos médicos e só entregue a quem for diagnosticado com os sintomas ou tiver testado positivo para Covid-19”, arrematou Márcia Cristina. 

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Prefeitura de Serra do Mel distribui mais de 7 mil máscaras com moradores


A Prefeitura Municipal de Serra do Mel, por meio da Secretaria Municipal de Saúde vem realizando a entrega de máscaras de proteção aos moradores do município.

A distribuição iniciou pelo polo composto pelas vilas Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Guanabara, que recebe a cobertura dos agentes de saúde do Programa Saúde da Família (PSF3). Nesse polo foram entregues 2.011.

O segundo polo foram os moradores das vilas Sergipe, Piauí, Ceará, Paraíba, Acre, Maranhão, Pará e Amazonas, que fazem parte do polo do Programa Saúde da Família (PSF 2). Neste polo foram entregues 2.469 máscaras.

Já as vilas Bahia, Pernambuco, Espírito Santos, Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais, que tem a cobertura do PSF 4 e foram entregues 2.754 máscaras aos moradores através dos agentes de saúde das respectivas vilas, e assim aconteceu com as vilas dos demais polos.

Ao todo, já foram distribuídas mais de 7 mil máscaras de proteção, item que essencial neste momento de pandemia e que é uma forma de proteger os outros e, consequentemente, a si mesmo.

As máscaras são de tecidos e já vem esterilizadas e embaladas individualmente, prontas para uso.

“Durante essa ação percebemos que a população já entendeu a importância de se proteger e não sair mais de casa sem a sua máscara, por isso, nosso objetivo é de sempre proteger as pessoas”, disse o prefeito Josivan Bibiano de Azevedo (PR).

Ele ressaltou ainda que a iniciativa faz parte de uma série de ações realizadas pela a Administração Municipal para combater o avanço do coronavírus.

Vale ressaltar que, de acordo com decreto publicado pelo prefeito Bibiano, já em vigor, o uso da máscara é obrigatório.


quarta-feira, 24 de junho de 2020

Sandra alerta para risco de aeroporto paralisar


Em pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, hoje (24), a vereadora Sandra Rosado (PSDB) expôs preocupação com possível suspensão de atividades no Aeroporto Dix-sept Rosado. O problema, segundo ela, decorre de dívida de R$ 400 mil do Governo do Estado com a empresa Infracea, administradora do campo de aviação.

A parlamentar diz temer prejuízos, se empresa interromper a operação por causa do débito. “Apesar da suspensão de voos da Azul devido à pandemia, continuam os transportes aeromédico e de valores no aeroporto, e a sua paralisação, se houver, causará graves problemas a Mossoró e região”, adverte Sandra, ao cobrar providências ao Governo.

Saúde
Sobre a pandemia de Covid-19, a vereadora apoiou a decisão do Governo do Estado de adiar abertura de setores não essenciais da economia. Segundo ela, continua a crescer a contaminação no Rio Grande do Norte, e a abertura de outros segmentos do comércio agravará a situação.

“Nosso Estado tem em média mais de 60 pessoas na fila de UTI, faltam ambulâncias para transferir pacientes, e mais de 90% dos leitos de UTI estão ocupados em todas as regiões”, analisa. A situação mostra, segundo ela, que o momento ainda não é de mais flexibilização.

“A contaminação deixou de ser números, passou a ter nomes, rostos, famílias que já perderam até quatro membros, e ainda há gente que parece subestimar a situação”, lamentou. Por fim, a vereadora voltou a cobrar mais testes de Covid-19 diagnóstico mais preciso do quadro.

Tony Cabelos faz apelo contra lixo na rua


O vereador Tony Cabelos (PP) voltou a pedir apoio da população contra o descarte irregular de lixo. Em pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, hoje (24), considerou a limpeza urbana dever de todos. Daí, a necessidade de união entre comunidade e Poder Público.

“O carro do lixo passa três vezes por semana. Então, a população daria uma grande colaboração à cidade, ao evitar colocar lizo na rua fora dos dias de coleta”, observou. Tony Cabelos se referiu ao que verificou em visita no Grande Alto São Manoel, no final de semana passado.

“Constatamos três grandes pontos de acúmulo de lixo no bairro Dom Jaime Câmara”, expôs. O parlamentar lamentou sujeira em locais recentemente limpos. E lembrou espaço para entulho na Rua Herondina Cavalcanti Dantas, para evitar descarte na rua e em terrenos baldios.

Também pediu para se evitar lixo em canal a céu aberto no bairro Dom Jaime Câmara. “A população precisa fazer a parte dela”, disse, ao lembrar que também cobra a responsabilidade da Prefeitura, e citou como exemplo limpeza de área, ontem, por trás da antiga Techint.

Iluminação
No mesmo pronunciamento, Tony Cabelos voltou a pedir infraestrutura para o loteamento Planalto da Liberdade, onde falta iluminação pública, calçamento, escola, creche e outros serviços essenciais. O conjunto existe há mais de 20 anos e lá vivem 300 famílias.

“Sobre a iluminação, com apoio da Secretaria de Infraestrutura, resgatamos um projeto de iluminação Energia para Todos, que contempla 28 ruas da comunidade. Peço o apoio dos demais vereadores para que seja aplicado, porque moradores estão às escuras”, concluiu.

Manoel Bezerra parabeniza serviços de infraestrutura realizados pela Prefeitura


Na sessão ordinária desta quarta-feira (24), o vereador Manoel Bezerra (PP) parabenizou a Prefeitura de Mossoró pelo calçamento de ruas do bairro Cajueiro. De acordo com o vereador, cerca de dois mil metros de calçamentos novos foram construídos nas vias públicas do bairro.

O vereador ressaltou que os calçamentos estão sendo feitos com acesso adequado aos cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção.

“E não é só no bairro Cajueiro que o calçamento está sendo recuperado, esses serviços estão ocorrendo em vários locais de Mossoró. Serviços de tapa buracos e pavimentação também estão sendo realizados e vão melhorar a mobilidade e segurança dos pedestres e motoristas”, completou.

Zona Rural
Durante o pronunciamento na sessão ordinária, Manoel Bezerra também destacou a necessidade dos serviços de terraplanagens nas vias que dão acesso a comunidades rurais de Mossoró.

“Algumas dessas estradas estão intransitáveis por causa das chuvas, mas tenho certeza que assim que passar o período de chuvas a Prefeitura de Mossoró irá recuperar estas estradas”, afirmou.

Francisco Carlos solicita apoio do MEC para realização de aulas remotas


Na sessão ordinária desta quarta-feira (24), o vereador professor Francisco Carlos (PP) sugeriu que a Câmara Municipal de Mossoró encaminhe um documento solicitando apoio do Ministério da Educação na compra de equipamentos que viabilizem as aulas remotas para os estudantes. O objetivo é oferecer equipamentos para alunos que não possuem acesso a internet ou computadores para que eles também possam acompanhar as aulas remotas.

O vereador também sugeriu encaminhar o documento para a bancada federal do RN na Câmara. “As aulas remotas são a forma encontrada pelo município para que os estudantes não percam o ano letivo devido a pandemia que enfrentamos. Para não prejudicar aqueles que não possuem os equipamentos necessários, podemos pedir o auxílio do Governo Federal”, explicou.

Hospital São Camilo

O vereador Francisco Carlos explicou que a solicitação para a aquisição dos equipamentos para os estudantes deve seguir os mesmos parâmetros da solicitação que foi feita ao Governo do Estado, onde a Câmara Municipal de Mossoró pediu a doação de um prédio estadual para a instalação do Hospital Municipal São Camilo de Léllis.

“Apresentamos um documento, no ano de 2019, para que o Governo do Estado cedesse um prédio ao Hospital e recebemos a notícia de que fomos atendidos. Isto foi uma consequência do documento que enviamos e da união de todos os vereadores. Devemos fazer o mesmo para viabilizar as aulas remotas a todos os estudantes. Dessa vez direcionaremos ao Governo Federal”, afirmou.

Gilberto critica postura do deputado Girão e cobra ações concretas de Rosalba


Abordando temas nacionais e locais, o vereador Gilberto Diógenes (PT), em sessão remota da Câmara Municipal de Mossoró fez uso do pequeno expediente para criticar a postura, considerada por ele inadequada, do deputado federal General Girão e também cobrar mais celeridade da prefeita Rosalba Ciarlini. Em relação à chefe do executivo municipal, a fala do vereador diz respeito a sanção do projeto de apoio aos artistas de Mossoró no período de pandemia.

A postura inadequada do deputado Girão, na visão do vereador Gilberto Diógenes, estaria relacionada às denúncias de que ele vem utilizando recursos públicos para financiar atos que atentam contra a democracia. “Esse filhote da ditadura tem apoiado as manifestações antidemocráticas que pedem o fechamento do Congresso Nacional e ele precisa ser investigado por essa postura”, sentenciou. O vereador anunciou que irá apresentar uma nota de repúdio contra esse comportamento do parlamentar.

Já a cobrança direcionada a prefeita Rosalba Ciarlini é no sentido de que a chefe do executivo mossoroense tenha o mesmo interesse e celeridade para sancionar o projeto de apoio aos artistas de Mossoró, assim como se comportou em relação ao projeto que suspende os repasses patronal e o parcelamento dos valores já em atraso da Previ Mossoró. Segundo Gilberto, mesmo sendo médica, a prefeita Rosalba assume uma postura que renega a vida quando não ampara essa classe que sofre sem poder trabalhar.

A proposta do vereador consiste no repasse de 10% dos valores que seriam investidos na festa Mossoró Cidade Junina para os artistas que se apresentariam na abertura dos shows. “A prefeita pode combater também essa pandemia investindo em propagando explicando como se proteger com o isolamento social, mas hoje não sabemos sequer quanto o município gasta nesse combate”, cobra Gilberto.

Entende ele que a prefeita precisa prestar contas do que vem sendo gasto especificamente no combate ao novo coronavírus, ao invés disso a prefeita, reforça o vereador, relega a vida a segundo plano. Gilberto concluiu sua participação perguntando se a prefeita Rosalba optou por apostar no caos.

Ozaniel diz que pandemia afeta saúde e educação em Mossoró

A pandemia do novo coronavírus além de afetar a saúde dos mossoroenses, também tem gerado prejuízo no setor de educação. A preocupação foi manifestada pelo vereador Ozaniel Mesquita (DEM) que utilizou o grande expediente da sessão remota da quarta-feira, 24, para lamentar o número de mortes registradas em Mossoró, vítimas do Covid-19 e ao mesmo tempo cobrar da prefeitura de Mossoró o apoio necessário para que os alunos da rede municipal de ensino possam acompanhar as aulas pelo sistema remoto.

Na questão ligada a saúde pública, o vereador Ozaniel que também atua na área da enfermagem e conhece de perto a situação, lembrou que em Mossoró mais de 2 mil pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus e 107 já foram a óbito. “Sei que muita coisa vem sendo feita, mas é preciso fazer mais para estancar esse número crescente de mortes no Rio Grande do Norte e principalmente em Mossoró”, cobrou.

O vereador Ozaniel lembrou que a cidade começou com 10 leitos no Hospital São Luiz para Covid-19 e já chegou ao número de 30 e, o mais grave, todos já ocupados. O mesmo acontece com o Hospital Regional Tarcísio Maia que disponibilizou 10 leitos e estes já estão sendo utilizados em 100 por cento.

No setor da educação, a grande preocupação do vereador diz respeito ao sistema remoto de suas aulas. E ele diz que fala por experiência própria pelo fato dos seus filhos estudarem na rede municipal de ensino. “Estou preocupado pois não existe equipamento para esse acompanhamento. O pai as vezes tem o celular, mas não dispõe do computador em casa para o filho utilizar quando este, o pai, precisa sair para trabalhar”, lembrou.

Ozaniel reforça que o problema atinge os alunos das zonas urbana e rural, sendo necessário uma medida urgente da prefeitura, através da secretaria de educação, para encontrar uma solução. As aulas não presenciais, no atual formato, podem gerar prejuízos irreparáveis aos alunos da rede municipal.

Buracos, insegurança e serviços

Ozaniel Mesquita cobrou da prefeitura a recuperação do acesso ao bairro Estrada da Raiz e conjunto Santa Delmira, no prolongamento da Avenida Rio Branco. No local, o grande número de buracos tem gerado também insegurança. No momento em que o motorista é obrigado a reduzir a velocidade, alguns tem sido vítima de assalto. Com a recuperação do trecho, acredita ele, a situação da segurança tende a se normalizar.

A questão da falta de segurança também afeta os moradores do loteamento Alto das Brisas. “Vou solicitar da Polícia Militar uma atenção maior com essa comunidade”, anunciou. Ainda sobre o Alto das Brisas, o vereador disse que também é preciso uma atenção dos Correios que não tem passado no local e a comunidade cobra esse serviço

Profissionais da linha de frente no combate a Covid-19 recebem apoio a saúde


A Secretaria Municipal de Saúde do município de Tibau, por meio de uma equipe multiprofissional vem realizando as Práticas Integrativas e Complementares (PICS), no âmbito da sua assistência aos usuários dos serviços de saúde municipal.

Essas práticas contemplam sistemas médicos complexos e recursos terapêuticos, os quais são também reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de medicina tradicional e complementar.

Esses sistemas e recursos envolvem abordagens que buscam estimular mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e segura.

De acordo com a secretária municipal de saúde, Márcia Cristina, no momento, as práticas ofertadas estão sendo: Meditação, Aromoterapia, Reiki, Auriculoterapia, fitoterapia e Shantala, disponibilizadas aos trabalhadores de saúde que estão na linha de frente ao Covid-19.

Além desses, também está sendo ofertada demanda específica de saúde mental acompanhado por outro tipo de atendimento compartilhado na atenção básica.

A secretária ressalta ainda que as Práticas Integrativas previnem doenças como a hipertensão, ansiedade, alívio de dores, entre outras. “Esse trabalho está sendo realizado por um enfermeiro, um fisioterapeuta e uma psicóloga, onde é realizado atendimento compartilhado, visando potencializar e complementar a aplicação terapêutica de cada prática”, disse a secretária.

Para a secretária, os profissionais que estão na linha de frente contra a Covid-19 têm enfrentado uma missão com muita coragem “e sem sombra de dúvidas, precisam e merecem segurança em relação a saúde e a saúde mental, para enfrentar essa pandemia”, comentou Márcia Cristina.


terça-feira, 23 de junho de 2020

Prefeitura de Serra do Mel realiza atividades de limpeza e manutenção das vilas


A Prefeitura Municipal de Serra do Mel, por meio das secretarias de Infraestrutura, Saneamento e Abastecimento e a de Agricultura, estão realizando simultaneamente em diversas vilas do município o trabalho de roço e limpa.

A ação visa promover e melhorar a locomoção e a trafegabilidade de veículos, além de melhorar na questão da segurança e visibilidade.

Outra limpeza foi relacionada a remoção de focos de lixo, garantindo que as vilas e o município como um todo se mantenha limpo, beneficiando a própria comunidade.

As secretarias informam que as equipes continuam atuando e que o trabalho será realizando em todas as vilas. 

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Escolas de Mossoró são finalistas na Feira Brasileira de Jovens Cientistas


Duas escolas da rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte sob jurisdição da Décima Segunda Diretoria Regional de Educação e Cultura (12ª DIREC) concorrem com projetos finalistas na Feira Brasileira de Jovens Cientistas. Os projetos são da Escola Estadual Professor Hermógenes Nogueira da Costa e Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Professor Francisco de Assis Pedrosa.

O projeto do CEEP é da área de Ciências Biológicas, e tem como título “Canudo biodegradável à base de fibra da fibra de coco: cocanudo”, e visa a produção de um canudo biodegradável a base da fibra do coco, a fim de solucionar problemas ambientais causados pelo plástico e os socioambientais consecutivos de um descarte irresponsável do mesocarpo do coco. Clique aqui e acesse o projeto: https://fbjc.com.br/mostraDetalhes.php?projeto=462.

Também da área de Ciências Biológicas, o projeto da Escola Estadual Hermógenes Nogueira, denominado “Reaproveitamento de resíduos de madeira na fabricação de bioplásticos destinados à confecção de couro vegetal” prevê a fabricação de um bioplástico que apresenta características físicas semelhantes a um couro vegetal, a fim de substituir o uso do couro por uma alternativa sustentável.

Para obtenção do bioplástico, foi utilizado também o pó de serragem, que é desperdiçado nas serrarias. Clique no link a seguir para acessar: https://fbjc.com.br/mostraDetalhes.php?projeto=224.

Dos 300 projetos finalistas, 3 são de escolas de Mossoró, sendo dois de unidades da rede pública de ensino e um da rede privada. Acesse a página da feira: https://fbjc.com.br/index.php.