sexta-feira, 1 de maio de 2020

Morre Emery Costa, decano da imprensa mossoroense

Meados da década de 1990, quando existia Sucursal do Diário de Natal em Mossoró, estava o titular deste espaço escrevendo sobre  dengue e eis que entra um senhor. Cumprimentou-me, apresentou-se e entregou as pautas a serem cumpridas para a edição seguinte. Era Emery Costa. Distinto, educado e um profissional que deixava os outros brilharem. Ele estava assumindo a Sucursal. Alguns anos depois, fui trabalhar no jornal O Mossoroense. E lá surgiu a maior admiração e maior contato. Tanto que Emery quis ser padrinho do meu filho mais velho. 

Hoje veio a notícia da sua morte, aos 74 anos, vítima da Covid-19. Emery faleceu em Natal. Não houve velório. 

A despedida de seus colegas de profissão sido distante. Igual essa. Apenas palavras. Nada mais. Palavras que o fizeram ser grande na imprensa e que o destacaram. 

Morre o decano da imprensa mossoroense. Morre o professor de muitos. Deixa um legado e muita saudade.  

Nenhum comentário: