segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Prefeita eleita de Tibau apresenta seu secretariado

A prefeita eleita e diplomada do município de Tibau, Lidiane Marques (PSDB) e seu vice, Luiz da Luz, apresentaram nesta segunda-feira, 28, o secretariado do novo governo a partir de 1 de janeiro de 2021.

Ao total, serão 13 secretarias, e, segundo a prefeita eleita, o novo secretariado segue as diretrizes que ela afirma ter defendido na campanha, com perfil técnico.

Dos atuais integrantes do primeiro escalão, apenas cinco continuam como secretários, os demais cargos são novidades.

 

 

Secretaria do Gabinete do Prefeito: Luiz Nazareno de Souza

Procuradoria Geral do Município: Frederico Marcel Freitas de Medeiros

Consultoria Geral do Município: Helton de Souza Evangelista

Secretaria Municipal de Administração e Planejamento: Manoel Antônio do Nascimento Neto

Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos: Aureliano Marques de Oliveira

Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social: Viviane Rebouças Viana

Secretaria Municipal de Educação: Maria do Socorro Nascimento

Secretaria Municipal de Turismo e Cultura: Madilene Felix Lopes

Secretaria Municipal de Saúde: Márcia Cristina Alves Justino Barbosa

Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente: Tatiane Muniz de Siqueira

Secretaria Municipal de Finanças: Cladenildo Marques Ferreira

Secretaria Municipal de Tributação: Alexsandro de Oliveira Bezerra

Secretaria Municipal de Esporte e Lazer: Adriel Gois de Carvalho

Justiça estipula prazo de 48 horas para prefeito entregar documentação em Grossos

A determinação para que o prefeito de Grossos, José Maurício Filho “Maurícinho”, entregue em 48 horas todos os documentos solicitados pela equipe de transição da prefeita eleita e diplomada, Cinthia Sonale, foi proferida no início da tarde desta segunda-feira (28), pelo juiz plantonista Renato Vasconcelos Magalhães. Caso não atenda a decisão, o atual gestor pode pagar multa de até R$ 10.000,00 por dia. 

A liminar é o resultado de um mandado de segurança impetrado pela equipe de transição para que se tenha conhecimento de dados importantes do município, como saldo em caixa, relação de obras em andamento, relação de bens e imóveis, relação de servidores e etc.

“Chegamos ao ponto crucial de que a transição está prejudicada, não se tem como projetar ações sem ter o conhecimento de como se encontra a gestão pública do município. Tomamos a medida cabível, extrema, impetramos um mandado de segurança contra o atual gestor, pois o povo precisa de respostas e mais que isso, dá continuidade dos serviços essenciais”, explica o Coordenador da equipe Dayan Dantas, que deve assumir o cargo de Procurador do Município, a partir de janeiro. 

No dia 19 de novembro Cinthia apresentou s nomes da equipe de transição. Desde então aconteceram reuniões para tratar dos assuntos relacionados aos setores de atuação da prefeitura. Apesar disso houve pouco efeito prático, visto que a equipe ainda não tem em mãos a documentação que demonstrem a situação da gestão municipal.

domingo, 27 de dezembro de 2020

Prefeito Naldinho inaugura mais duas importantes obras

Com olhar atento e muito carinho pela população de Tibau, o prefeito Josinaldo Marcos de Souza (PSDB) “Naldinho”, inaugurou neste sábado, 26, no fim da tarde, o Complexo José Maria de Souza (in memorian), que reúne uma escola, um posto de saúde e uma arena society, na comunidade de Gado Bravo.

A solenidade de inauguração aconteceu na área externa da edificação com a presença de autoridades locais, vereadores, secretários, colaboradores da administração, do prefeito, da primeira-dama, da prefeita eleita e diplomada, deputado estadual Souza e da comunidade.

“Cada obra, cada promessa cumprida na nossa administração pra mim é um sonho realizado, estou feliz de poder entregar a população dessa comunidade esse Complexo, equipado e que era um sonho do meu pai”, disse Naldinho.

De acordo com a prefeita eleita e diplomada Lidiane Marques, o Complexo tem um significado muito importante para a comunidade de Gado Bravo, sendo uma grande conquista.


“Uma sociedade só é bem-sucedida através da educação. O prefeito Naldinho demonstra preocupação com o futuro das pessoas por meio dessa realização e em nome da comunidade eu agradeço e comemoro”, disse Lidiane.

 

ESTÁDIO DE FUTEBOL

Na mesma oportunidade, o prefeito também inaugurou moderno estádio de futebol “Rogerāo”, localizado no Jardim Alícia, realizando um sonho dos desportistas do município.

 

UBS NA GANGORRA

Outra inauguração foi a da reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) Gertrudes Francisca, localizada na comunidade de Gado Bravo.

Por último, o prefeito assinou a ordem de serviço para reforma da Unidade Básica de Saúde Maria Irismar Nolasco.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Câmara define detalhes da posse dos eleitos em Mossoró

A posse dos eleitos este ano em Mossoró está confirmada para 1º de janeiro de 2021, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado. A sessão solene será dividida em dois momentos: o primeiro, às 14h30, para posse dos vereadores e vereadoras e eleição da Mesa Diretora. E o segundo, às 18h, para posse do prefeito Allyson Bezerra e do vice-prefeito Fernandinho.

A cerimônia será realizada pela Câmara Municipal, a quem cabe dar posse aos membros do Legislativo e à chefia da Prefeitura. Após a solenidade no teatro, haverá a transmissão do cargo do Executivo, no Palácio da Resistência.

Em razão da pandemia de covid-19, a sessão solene terá acesso restrito. Haverá credenciamento da imprensa. Interessados na cobertura presencial devem enviar solicitação para cmm.mossoro@gmail.com, até às 12h do próximo dia 28, com nomes do profissional e do veículo.

O acesso ao teatro, que funcionará com capacidade reduzida, ocorrerá mediante protocolos de biossegurança (uso de máscara, aferição de temperatura corporal, distanciamento social).

Para o público em geral, a cerimônia será transmitida ao vivo pela TV Câmara Mossoró, no canal 23.2 da TCM Telecom; e pela Internet (Youtube, canal TV Câmara Mossoró).

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Prefeitura antecipa folha de dezembro dos servidores e 13º dos efetivos

Nesta terça-feira, 22, data em que o município de Tibau comemora seus 25 anos de Emancipação Política, todos os servidores receberam o salário referente ao mês de dezembro.

Além do salário de dezembro, a Administração Municipal também pagou o 13º salário dos servidores efetivos.

“É uma oportunidade para os servidores realizarem suas compras de forma antecipada, evitando as aglomerações, quitar contas e, claro, fortalecer o comércio local”, pontuou o prefeito Josinaldo Marcos de Souza (PSDB) “Naldinho”.

Para o prefeito, honrar os compromissos financeiros e pagar os servidores dentro do mês trabalhado foi uma prioridade de sua gestão, desde a primeira, e que se encerra o segundo mandato pagando sempre o salário em dia.

“Eu fico muito feliz e agradeço a Deus por saber que isso só está sendo possível porque Tibau tem uma gestão que planeja todas as suas ações, e, por isso, é referência de gestão em todo Estado”, afirmou Naldinho.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Prefeito consegue R$ 3 milhões para perfurar poço

O prefeito Josivan Bibiano de Azevedo (PL), do município de Serra do Mel, esteve em Brasília reunido com o deputado federal João Maia (PL) e com o Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Mário.

Intermediado pelo deputado João Maia, o prefeito solicitou recursos para a perfuração de um poço profundo para atender a demanda da vila Brasília, Rio Grande do Norte e demais vilas que possam ser contempladas com o novo poço.


Bibiano apresentou ao ministro Rogério Marinho a necessidade de um novo poço tendo em vista que o que antes foi perfurado a água está imprópria para consumo humano.

De pronto, o ministro garantiu ao prefeito o valor de R$ 3 milhões para que o poço possa ser perfurado, cabendo ao município uma contrapartida.


“Sem dúvidas, é uma grande notícia que apresentamos ao povo de Serra do Mel neste fim de ano, de que já asseguramos recursos para construir um novo poço, para assim tentar cada vez mais amenizar o problema d’água em nossa cidade”, comentou o prefeito.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Ou o decreto ou o processo: o dilema dos gestores

O desafio de administradores é muitas vezes inglório, uma prefeitura da região havia estabelecido uma série de normas sanitárias para eventos com mais de 100 pessoas que incluíam a utilização de apenas 40% da capacidade de público do local entre outras medidas que seriam encorpadas para reduzir chances de contágios em eventos, como a separação de mesas por fitas de isolamento como ocorreu no show Wesley Safadao em Natal.

Numa das reuniões do comitê que decidiria a questão chegou um recado: nada de normatizar, ou a cidade suspendia os eventos ou uma promotoria entraria com uma ação na justiça pedindo multa de 50 mil reais/diária à prefeita (o) da cidade e à secretária (o) de saúde.

Garçons, profissionais de segurança privada, produtores culturais e muitos outros profissionais ficam a ver navios em meio a essa guerra de poder que faz jus a uma velha máxima: manda quem pode, obedece quem tem juízo. O decreto terminou saindo.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Prefeitura de Serra do Mel emite Decreto suspendendo festas públicas e privadas

A Prefeitura Municipal de Serra do Mel emitiu Decreto, o de número 228/2020, que estabelece regras de segurança sanitária, orientações e restrições visando a prevenção ao contágio pela Covid-19 em eventos que possam importar em aglomerações.

De acordo com o Decreto, fica suspensa a realização de festas, shows e eventos públicos e privados com mais de 60 pessoas, mantendo o distanciamento mínimo de um metro e meio entre as pessoas.

A quantidade de pessoas acima citada, não se aplica a lanchonetes e restaurantes, ficando vedada a realização de shows ou uso de paredões de som nestes locais.

O Decreto também lembra a necessidade do uso de máscara em qualquer recinto ou estabelecimento comercial, e ainda a orientação para que seja evitado o contato direto entre as pessoas.

A proibição da realização de quaisquer eventos públicos e privados em vias ou prédios públicos também estão terminantemente proibidos, tendo em vista a tendência natural à aglomeração.

Conforme o Decreto, ficou mantida a permissão de funcionamento de igrejas e templos religiosos, ressalvando as obrigações previstas no Decreto 122, do dia 30 de julho de 2020.

MP Eleitoral junta vasta documentação na ação que pede cassação de Allyson

O Ministério Público Eleitoral está pedindo a cassação do registro de candidato do prefeito eleito e diplomado de Mossoró Allyson Bezerra (Solidariedade). A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) será julgada pela juíza Giulliana Silveira de Souza, titular da 33ª Zona Eleitoral.

A peça acusatória, assinada pelo promotor Hermínio Souza Perez Júnior, afirma que Allyson Bezerra, como deputado estadual, utilizou a estrutura da verba de gabinete na Assembleia Legislativa para se promover eleitoralmente, fato que teria ocorrido durante a pré-campanha eleitoral deste ano.


Com vasto material coletado, o MP revela nomes de provedores, endereços e como a estrutura da verba de gabinete de Allyson teria sido usado. Também lembra que durante a campanha eleitoral o então candidato a prefeito foi multado em R$ 5 mil por propagando eleitoral extemporânea, usando posts patrocinados no Instagram e Facebook.


Segundo o Ministério Público Eleitoral apurou, as postagens foram lançadas a partir do gabinete do deputado Allyson em Mossoró, localizada na rua Pedro Velho, 275, bairro Santo Antônio. A investigação alcançou o endereço de Allyson a partir de respostas dadas pelos provedores TCM Telecom e Brisanet.


O entendimento do Ministério Público, que consta na ação, Allyson usou a estrutura do gabinete de deputado estadual para desequilibrar o pleito.


Leia:

“A gravidade da conduta é manifesta. Diversos dispositivos constitucionais e legais foram violados com o objetivo de promover, antecipadamente e/ou com a estrutura estatal, o então deputado estadual e vencedor da disputa eleitoral para o cargo de prefeito municipal de Mossoró, desequilibrando as condições de igualdade e legitimidade que devem permear durante toda a campanha eleitoral.”


E mais:

“Com efeito, observa-se que a parte da campanha eleitoral digital feita pelo primeiro investigado Allyson Bezerra utilizou a estrutura estatal de seu gabinete de Deputado Estadual, sediado em Mossoró, na rua Pedro Velho, 275, Santo Antônio, Mossoró, conforme demonstrado acima. De fato, colhem-se das postagens feitas (e acima demonstradas) que o primeiro investigado, desde a pré-campanha eleitoral, usou a estrutura administrativa de seu gabinete, custeado, ao que parece, com recursos públicos advindos da verba de gabinete, permanecendo essa conduta grave, censurável e desequilibradora do pleito eleitoral, durante a campanha propriamente dita.”


O blog do Bruno Barreto postou o link do conteúdo da denuncia feita pelo Ministro Público Eleitoral. Leia clicando AQUI.


DEFESA

Por meio de sua assessoria, Allyson Bezerra emitiu nota afirmando que está tranquilo e que a sua inocência será comprovada na Justiça:


"A Justiça Eleitoral de Mossoró já julgou anteriormente que não houve propaganda eleitoral irregular. Várias diligências já foram solicitadas, desde antes de iniciar a campanha eleitoral e nenhum ilícito foi encontrado, por uma razão simples: não houve qualquer ilicitude. Quanto à outra ação, trata-se de uma demanda sem nenhum fundamento jurídico, o que será facilmente demonstrado na Justiça Eleitoral", diz a nota.

Fontes: defato.com e Blog do Barreto

terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Colégio militar vai se instalar em Mossoró

Mossoró receberá, no início de 2021, uma franquia de colégio cívico-militar com sede no Ceará. A unidade de ensino já tem local definido e promete ser o diferencial em termos de educação na terra de Santa Luzia. Sim, porque é sabido que uma das características de um colégio militar é a excelência, partindo do pressuposto de quem vai estudar lá é porque realmente tem pais que se interessa, e muito, pelo futuro dos seus filhos.

O blog recebeu a informação de que, inicialmente, as vagas a serem ofertadas vão do Fundamental I à primeira série do Ensino Médio. E mesmo sem ter sido lançado oficialmente, já se tem reserva de vaga. O que é uma boa notícia.

A equipe pedagógica já está sendo formada, com coordenações em definição. Os professores já estão sendo contactados. O diferencial que o colégio militar  vai apesentar em Mossoró é o ensino integral e, óbvio, um trabalho que possa garantir voos altos a quem realmente tem interesse em seguir uma boa carreira profissional no futuro.

Autorização para vacina poderá ser dada em até 10 dias, diz Anvisa

Jonas Valente

Repórter da Agência Brasil

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estima que poderá avaliar e conceder autorização emergencial de vacinas contra a covid-19 em até 10 dias para empresas que cumpram os requisitos fixados. Esta modalidade de permissão foi estabelecida pelo órgão para permitir uma análise mais rápida em condições especiais de imunização diante do cenário de pandemia.

No início do mês, a Anvisa divulgou o guia de critérios e procedimentos para a aprovação de autorizações emergenciais para vacinas em caráter experimental contra a covid-19.

A permissão especial poderá ser fornecida para vacinas que estejam em estudo no Brasil na chamada Fase 3, em que a eficácia e a segurança são analisadas. Nesse caso, as vacinas serão destinadas a programas de governo, não podendo ser comercializadas pelas empresas que obtiveram a permissão.

Apenas as empresas que estão desenvolvendo as vacinas poderão solicitar a autorização na Anvisa. Deve ser comprovada a capacidade de fabricar ou de importar a substância. As companhias interessadas em tal alternativa deverão fazer antes uma reunião com a equipe da Anvisa, que é chamada de “pré-submissão”. Será preciso também já ter aprovado na Anvisa um dossiê de desenvolvimento clínico.

 

Autorização por outros países

Em comunicado sobre o novo prazo de até 10 dias, a Anvisa abordou também o procedimento de autorização emergencial a partir da aprovação do uso do imunizante por órgãos reguladores de outros países. O mecanismo está previsto em lei.

O texto menciona a permissão da agência de saúde dos Estados Unidos (Food and Drug Administration, FDA) à vacina da Pfizer, argumentando que ainda que o processo em curso nos Estados Unidos seja semelhante, ainda seria necessário ter uma avaliação própria da agência brasileira.

“Ainda assim, parte dos dados, bem como compromissos e planos de monitoramento que precisam compor o pedido de uso emergencial [em outro país a outro órgão regulador], referem-se exclusivamente a realidades nacionais e, por isso, a importância da análise da vacina a ser usada no Brasil ser realizada pela Anvisa”, diz a nota.

Entre os aspectos que deverão ser considerados na avaliação que a agência - que deve ser realizada em até 10 dias - estão:

» Se a vacina que será disponibilizada para a população brasileira é a mesma avaliada nos estudos clínicos;

» Se a população-alvo a ser vacinada no Brasil é a mesma que será imunizada no país da autorização original;

» Quais as estratégias de monitoramento da aplicação das vacinas e de eventuais efeitos adversos nos indivíduos.

O comunicado da Anvisa pondera a replicação da autorização pela autoridade reguladora chinesa da CoronaVac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa SinoVac em parceria com o Instituto Butantan.

A nota afirma que os critérios empregados no país para a autorização “não são transparentes” e não há ''informações disponíveis” sobre eles. “Caso venha a ser autorizada a replicação automática da autorização de uso emergencial estrangeira no Brasil, sem a devida submissão de dados à Anvisa, são esperados o enfraquecimento e a retardação na condução do estudo clínico no Brasil, além de se expor a população brasileira a riscos que não serão monitorados pela empresa desenvolvedora da vacina”, informa o documento.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Bastidores da Política

Núcleo

O núcleo duro da campanha do deputado Allyson a Prefeito que está na transição tem demonstrado uma preocupação excessiva em defender o instituto AgoraSei a cada conversa, continuando nesse rojão de defender o instrumento de pesquisa que foi vital para esvaziar as campanhas de Isolda e Claudia e depois pintou a vitória do “menino abençoado” (estamos nos referindo a Allyson, não a Silveira) com mais de 20 pontos de maioria, fator fundamental para adesões e subidas em cima do muro, vão terminar achando que as pesquisas sequer eram feitas, apenas digitadas em documento word e Excel dentro de uma sala fechada com ar-condicionado? Por que tanta defesa para um instituto que ao que consta era contratado por uma rádio? A rádio fazia campanha eleitoral full-time para um candidato ?

Transição

Por falar em transição, começou o estágio que todos sabiam que chegaria: a equipe do futuro prefeito querendo ditar regras e decidir sozinho tudo, prazos e quando suas decisões unilaterais não forem atendidas, correr para imprensa para tentar constranger pessoas a lhe atenderem. Teve pedidos estranhos  também nesse período como o pedido para assessora indicada pela nova equipe  ser treinada, preparada e instruída para aprender a usar os sistemas de convênios. O que causou certa estranheza porque a internet está repleta de cursos para preparar e instruir pessoas, até os institutos legislativos oferecem tais treinamentos, mais estranheza também porque o futuro comandante da cidade, o  político Allyson garantia que tinha um staff preparado e deu a entender inúmeras e incontáveis vezes que as soluções para os problemas de Mossoró são fáceis e rapidamente serão resolvidos, o que faltava na cabeça do jovem prefeito para Mossoró ser a 1ª cidade do país a não ter problemas era só “vontade”.

Pirro

Quem vê a onda de protestos em alguns blogs que já estão escalados para fazer a defesa intransigente e cega do Prefeito Bezerra, por Rosalba Ciarlini ter seguido trabalhando e entregando obras e ações, tem dúvida sobre quem ganhou ou perdeu a eleição. É que o clima tá meio estranho na turma do prefeito eleito, especialmente entre os nomes que já estão descartados para o secretariado e junto às inúmeras pessoas, que dizem que há risco de não estar na casa das centenas mas das milhares de pessoas, que receberam ou uma ligação da campanha de Allsson prometendo um emprego ao estilo ação de telemarketing ou do próprio candidato.

Pule de dez

É dado como certa a indicação por parte do Pastor Miranda e seu filho, Wendell Miranda, para Jemima Miranda ser a titular da secretaria de Assistência Social. Nas redes sociais, Jemima postou uma foto afirmando estar indo a uma reunião do Comdica, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o que aumentou a especulação.

Previ

Paulo Linhares também é dado como certo na equipe, muito provavelmente para um retorno ao Instituto de Previdência Municipal, a Previ. Paulo foi o dirigente da entidade no governo Fafá Rosado e, dizem, deseja retornar.

Coerente

Artigo de César Santos: lúcida, sensata e fiel aos fatos a análise do jornalista César Santos nesta semana intitulado: ‘deixa a vida me levar’, fazendo uma análise do resultado eleitoral de Mossoró.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Escolas privadas de Mossoró começam a defender estratégias

A incerteza relacionada ao retorno das aulas presenciais tem levado algumas escolas da rede privada de ensino de Mossoró a repensarem suas práticas. Umas apostam em crescimento a partir de ideias e projetos que são pensados e postos em práticas, tudo para garantir que o aluno não seja penalizado com, por exemplo, o ensino híbrido.

Outras estão adotando mecanismos mais drásticos, como demitir professores e apostar na aglutinação, por parte dos que ficam, de disciplinas tidas como "inexpressivas", mas que são tão importantes quanto todas as demais.

Escolas que buscam essa segunda opção tendem a recorrer em falhas que já se fazem presentes em universidades privadas que atuam na cidade, com sistema Ead sem qualidade e com professores sem a devida capacitação para determinadas disciplinas. E o resultado é um só: queda no rendimento e, consequentemente, números baixos no ENEM.

Dentre as escolas privadas que buscam fundamentar, ainda mais, a prática docente, o blog destaca o Colégio Mater Christi. E não se trata de nenhum material publicitário aqui. É fato mesmo. Quando uma direção escolar vislumbra o crescimento, tem mais é que valorizar sua equipe e reconhecer que os professores estão dando o seu melhor. E mais: garante todo o suporte para os docentes neste momento de dificuldade.

O professor tem se desdobrado para fazer o seu trabalho e passa horas a fio sentado, sendo passível a problemas, por exemplo, de coluna. E em muitas escolas não se viu esse aspecto humanizado, de oferecer o que se chama de "palavra amiga" ou "palavra de conforto".

Trabalhar com projetos será o grande diferencial em 2021. E, aliado a isso, uma equipe motivada, incentivada e, acima de tudo, reconhecida. E, claro, investimento. É preciso investir na comunicação interna para que a externa funcione. Nesse aspecto, dois colégios se destacam em Mossoró: o Mater Christi e o Diocesano.

Neste momento de finalização do ano letivo e de campanha de matrícula, toda ação que possa ser um destacada acada sendo o grande diferencial.

Seja lá qual for a estratégia que as escolas privadas utilizem, aquela que não se atentar para a comunicação, para um bom marketing, certamente ficará em baixa. E algumas correm sérios riscos de saírem do mapa da educação justamente pela falta de visão empreendedora, e até educacional, de seus diretores.

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Perguntas sem respostas

Na primeira semana após a eleição, o prefeito eleito Allyson Bezerra (Solidariedade) afirmou, durante uma de suas falas com a imprensa, que iria atender todas as solicitações de entrevistas. Sem distinção. Diante disso, o blog entendeu que seria atendido, já que próprio Allyson fez essa afirmação, e elaborou dez perguntas, que foram enviadas para o WhatsApp do prefeito eleito. Isso no dia 18 de novembro. Hoje, terça-feira, já é 1 de dezembro. E nada de resposta.

Abaixo as perguntas que deveriam ter sido respondidas pelo prefeito eleito. Claro que ele não tem essa obrigação.Mas fica a análise: se ainda não tomou posse e já trata alguns com desdém, imagine quado estiver no exercício do cargo.

 

1 – Passada a eleição é hora de vislumbrar o que será feito a partir de agora. A formação da equipe de transição será um dos indícios de como será parte do seu secretariado?

Sem resposta.

 

2 – O senhor pensa em alterar o organograma da Prefeitura de Mossoró?

Sem resposta.

 

3 – Já existem questionamentos sobre como o senhor comandará o Mossoró Cidade Junina e a Festa de Santa Luzia, sendo esta última enquanto apoio. O que o mossoroense pode esperar com relação ao Cidade Junina e o que a Diocese poderá contar, em termos de apoio?

Sem resposta.

 

4 – Como é de praxe, alguns prefeitos eleitos costumam dizer o que farão nos 100 primeiros dias de governo. O senhor já tem em mente o que fará? Tem alguma prioridade?

Sem resposta. 


5 – Como o senhor vai concretizar o projeto defendido por sua campanha para a saúde e instituir uma espécie de clínica no Alto de São Manoel?

Sem resposta.

 

6 – Como o senhor pretende trabalhar a área da educação?

Sem resposta. 


7 – A sua campanha, na reta final, foi marcada por um fato anunciado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pelo fato do seu companheiro de chapa ter sido beneficiado com parcelas do auxílio emergencial... 

 Sem resposta.


8 – O que o senhor destacaria na sua campanha e que chegou a preocupar ou incentivá-lo?

 Sem resposta.


9 – Como será o Allyson prefeito? Qual a marca que pretende imprimir?

 Sem resposta.


10 – A sua bancada na Câmara Municipal não lhe garantirá folga para aprovação de projetos que dependem do Legislativo. Como o senhor pretende conduzir esse diálogo com os vereadores?

Sem resposta.

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Comemorações se transformam em foco de transmissão da Covid-19

O foco de transmissão da Covid-19 que engloba o prefeito eleito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade) e do seu vice-prefeito Fernandinho das Padarias (PSD), está nas comemorações que o próprio Allyson fez/orientou e das quais participou ativamente. Ainda no domingo, assim que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) comunicou sobre o resultado das eleições em Mossoró, Allyson participou da descida da Avenida Presidente Dutra e, de acordo com imagens de vídeos postados nas suas redes sociais, em nenhum momento ele usou máscara.

Na semana, terça-feira ou quarta-feira, houve um churrasco comemorativo no município de Tibau, onde Allyson Bezerra e Fernandinho das Padarias estiveram. Evento lotado e pouca gente usava máscara. A preocupação era só a comemoração.

Na sexta-feira veio a confirmação: após sentir alguns sintomas, Allyson Bezerra foi diagnosticado com a covid-19, assim como sua esposa, o vice-prefeito eleito, o vereador reeleito Raério, além de membros da equipe do prefeito eleito.

O resultado disso é um só: falta de compreensão e de cuidado com a vida do outro. Nada mais que isso.

sábado, 21 de novembro de 2020

‘Precisamos dar respostas à população’, diz prefeita eleita de Grossos

Primeira prefeita eleita de Grossos, a ex-vereadora e ex-secretária municipal de Assistência Social Cinthia Sonale (PSDB) tem uma missão: reconstruir uma cidade que tem pouco mais de 10 mil habitantes e que precisa, urgentemente, sair do marasmo em que se encontra. Isso nos mais diversos setores. Ela derrotou duas estruturas pesadas, sendo uma do vereador Erasmo Carlos (PC do B), que teve o apoio do prefeito José Maurício Filho (MDB), e outra da vereadora Clorisa Linhares (PP), esposa do empresário Jonhson Kriecer. Duas pesquisas foram divulgadas e ambas indicavam que Cinthia seria derrotada por Clorisa, que acabou ficando na terceira colocação. Abaixo a entrevista que o blog fez com a prefeita eleita de Grossos:

A senhora enfrentou duas estruturas fortes e que trabalharam muito para que o eleitor não lhe garantisse a vitória. Mas, ao abrir das urnas, a senhora acabou se tornando a primeira prefeita de grossos. Como foi ser alvo de duas candidaturas e mesmo assim vencê-las?

A possibilidade de vitória existe em toda e qualquer campanha. Agora nesta última, desde o começo, percebemos que seria a vez do povo. Pela ausência de ações concretas e reais do poder público. Mas digo que a vitória é do povo. Não foi fácil disputar com candidaturas que tinham grande poder. Mas estamos aqui, eu e Galego, eleitos, para administrar a cidade a partir de janeiro. Vamos realizar uma gestão como anunciamos: á quatro mãos. Ficou bem claro, desde o começo da campanha, que seríamos vitoriosos. Lógico que tudo poderia acontecer, mas sabíamos que o povo estava conosco. E, passada a eleição, vamos tratar de colocar em prática o que foi assimilado pela população e governar para todos. Independente de partido político. Fomos eleitos para administrar o município. E dizer, também, da nossa alegria. Agradeço a cada um e a cada uma que acreditou no nosso projeto, no nosso sonho de transformar Grossos em uma melhor cidade e da qual as pessoas possam ter orgulho.

A eleição, contudo, já passou. Agora é hora do trabalho, mesmo sem ter tomado posse. Como a senhora pretende trabalhar a equipe de transição?

Já definimos a equipe e esperamos iniciar o trabalho o mais rápido possível. A eleição deste ano foi atípica e aconteceu em 15 de novembro. Temos poucos dias para nos inteirarmos sobre tudo. Claro que sabemos de alguma coisa, mas precisamos detalhes. Não queremos assumir e termos surpresas. E aqui não vai nenhuma crítica á atual administração. É que realmente precisamos saber detalhes da vida administrativa, números, estatísticas, projetos, verbas, dívidas. Tudo isso precisa ser passado para que possamos entrar janeiro sabendo o que vamos fazer de início, de imediato. Precisamos dar respostas à população. Vamos realizar uma gestão transparente. Foi para isso que eu e Galego fomos eleitos.

Sobre a composição do secretariado, como será?

A nossa equipe será composta por pessoas capacitadas e que tenham conhecimento técnico sobre áreas específicas. Será uma equipe extremamente competente e comprometida com a coisa pública. Não admitirei nenhuma ação que possa macular o desejo do povo. Não admitirei nenhum ato que possa envergonhar a nossa população. E exigirei compromisso, fidelidade e, acima de tudo, responsabilidade e ética no trato com a verba pública. Fomos eleitos para isso: para fazer com que toda a população tenha acesso aos direitos mínimos. E vamos buscar parcerias para projetarmos a Grossos que queremos. Nosso objetivo é, daqui a quatro anos, transformar a realidade que todos conhecem. E não vamos medir esforços. Trabalharemos incansavelmente para concretizarmos o que defendemos em praça pública na campanha que passou.

 A senhora já tem em mente como será os primeiros dias de sua gestão?

Nosso foco será para os problemas imediatos. Já vislumbramos que a saúde e a limpeza pública podem ser nossa prioridade nos primeiros dias. Mas essa possibilidade pode ser alterada, dependendo de como a atual administração vai seguir neste último mês de dezembro. Mas, como é de praxe em toda gestão que se inicia, o olhar mais atencioso será para a saúde. Até por questões próprias da área. O que posso adiantar é que, como já temos o plano de governo definido, iremos apenas colocar em prática o que defendemos nas ruas e cujas ideias foram aprovadas pela população. De modo que todos os setores serão contemplados e terá, óbvio, mais atenção aquele que apresentar maior necessidade. E isso já vai sair no relatório que a nossa equipe de transição vai elaborar e que nós, obviamente, vamos apresentar a todos os cidadãos.

Quem acompanha o cotidiano de Grossos sabe que existe muito a ser feito. Qual será sua prioridade?

Como já foi dito na pergunta anterior, nossa prioridade será resgatar a cidadania, a autoestima dos grossenses. E isso passa, primeiramente, pela saúde. A nossa meta, minha e de Galego, é cuidar das pessoas. E cuidar das pessoas implica que teremos que garantir os direitos básicos, como uma consulta médica e medicamentos a quem precisa. Iremos analisar, com cuidado, a questão da educação. Precisamos definir, logo nos primeiros dias, a nossa atuação. Precisamos saber o que pensam os nossos professores sobre a retomada gradual das aulas presenciais, e decidiremos se será possível, ou não, construir algo nesse sentido. Assim, a grosso modo, a nossa prioridade será justamente essa: cuidar das pessoas. Foi para isso que fomos eleitos. E é o que vamos fazer.

Economicamente, Grossos perdeu na arrecadação de royalties e tem no FPM a sua sustentação financeira. Como a senhora vai resolver esse problema?

Vamos sentar, já na primeira semana da nossa administração, com a assessoria jurídica da Prefeitura para vermos o que pode ser feito. É fato que gestão que se finda em dezembro recebeu mais de R$ 80 milhões de royalties. Não vamos demonizar ninguém ou iniciar uma “caça às bruxas”. Mas é natural que queiramos saber detalhes sobre os recursos dos royalties. É algo que não dá para adiantar muita coisa porque precisamos ter informações que serão passadas para a equipe de transição. Mas o certo é que vamos buscar, via Justiça, que o repasse de Grossos seja equiparado a Tibau, por exemplo.

Como a senhora pretende trabalhar o fato de não se ter notícias, dados e informações sobre a prestação de contas da gestão que está chegando ao fim?

Vamos ter essas informações, com detalhes, agora na transição. Como eu já disse: não vamos demonizar ninguém. Não vamos acusar por acusar. Iremos, apenas, buscar o que pertence, de verdade, ao povo. E foi para isso que eu e Galego fomos eleitos.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

A farra das pesquisas falsas no RN e em Mossoró


Concluída a eleição no Rio Grande do Norte e na assembleia legislativa, o deputado Tomba Farias (PSDB) fez um protesto/denúncia sobre algo que todos perceberam nas eleições do Rui Grande do Norte, sobretudo em Mossoró e que certamente em muitos locais foi decisiva para induzir o eleitorado a mudar a imagem dos atores políticos: apagar avaliações positivas de administrações e realçar aspectos negativos, sem falar em criar uma série de efeitos em cadeia a favor e contra quem o instituto contratado decidia falseando números.

Em Mossoró, o acúmulo do erro foi propalado pelo instituto AgoraSei que cravou que o candidato da coligação PSD/SD Allysson Bezerra venceria as eleições por 21% dos votos válidos e 17% dos votos totais. Isso de maioria. O que se viu nas urnas, no entanto, foi uma vitória por 2,5% dos votos totais e pouco mais de 4% dos votos válidos. Ele não atingiu sequer a metade dos eleitores que escolheram outros candidatos e se Mossoró tivesse mais 23 mil eleitores, a suposta informação de que ele venceria por larguíssima vantagem, não apenas seria desmentida, assim como foi pelas urnas, como também sequer garantiria êxito eleitoral.

E, com essa leitura, haveria um 2º turno entre o companheiro de partido de Kelps Lima e a atual prefeita de Mossoró, com um adendo: devido ao estilo de campanha de Bezerra, que entre outras práticas, pessoas da cúpula campanha utilizaram a ferramenta de reuniões internas em templos e igrejas distribuir impropérios e calúnias sobre a visão religiosa de Isolda e sobre a vida no aspecto mais que pessoal de Claudia e de Isolda, seria certo de que não  receberia o apoio das mesmas. Pelo contrário, já havia angariado com esse estilo de campanha total repulsa delas.

Mas as pesquisas falseadas serviram para isto: primeiramente esvaziar as campanhas de Claudia e Isolda bem ao estilo do ditado americano “fake it until make it” (falseie até que isso se torne verdade) e assim aconteceu com pesquisas como a da ‘AgoraSei’ retirando apoios e votos das campanhas de Claudia e de Isolda, aparentemente bem antes de ter havido qualquer queda em ambas para dar a entender ao eleitor que somente o candidato do SD/PSD teria chances de polarizar com Rosalba.

Deu tão certo esta artimanha que o núcleo duro da campanha encabeçado pela direção de uma rádio local, aproveitando-se do distanciamento dos verdadeiros donos da emissora, transformaram-na em horário eleitoral gratuito do deputado Alysson com duração de 24 horas por dia. Isso com sopapos e apupos permanentes em sua oponente na reta final, Rosalba Ciarlini. E aí o truque da pesquisa veio novamente com todo o gás e objetivo claro: inventar distância de 15, 17 ou 21 % na famigerada AgoraSei e aí criar crise e afugentar apoios à campanha de Rosalba, eliminar os vereadores progressistas e ganhar os cerca de 5 a 10% do eleitorado que é influenciando a votar em quem está “certo de ganhar”.

Deu certo, pois uma vez que a primeira leva de pesquisas falsas para atacar as campanhas de Isolda e Cláudia, tinha, inclusive, retirado apoios de empresários ligados a uma emissora de TV que haviam contratado uma pesquisa e mostrando na época um quadro real: a pesquisa da Sensatus. Ocorre que nesse joguete de ganho de apoios, via instrumento dos levantamentos quantitativos, a campanha do deputado conseguiu cancelar a divulgação daquela pesquisa, que chegou a sair em site oficial e retirado com a versão pitoresca de uma “invasão hacker”. E mais: fez sumir de Mossoró outros institutos que já haviam registrado pesquisa como o I2, que chegou a ser contratado por uma outra emissora de rádio e deu um sumiço na reta final.

No decorrer de uma descida da Presidente Dutra apoteótica da maior oponente nesta campanha, adivinhe o que aconteceu burlando até o anúncio de instituto e meio de comunicação que asseverou divulgação de nova pesquisa para o sábado? A campanha de Alisson já saía divulgando os resultados da pesquisa do dia seguinte. Até hoje não se sabe o que saía primeiro: se a militância do candidato com números na mão para angariar adesões, apoios de candidatos a vereadores e doações pecuniárias ou efetivamente a notícia.

No sábado, um dia antes da eleição, mais uma: pela primeira vez em quatro anos, o jornal AgoraRN possuía centenas de pessoas no centro de Mossoró e distribuía gratuitamente sua edição dando vitória do deputado por cerca de 20% dos votos válidos. Não vamos entrar nem no ponto do dia da eleição e o que foi visto e registrado junto à justiça eleitoral em locais de votação. Fica a dúvida agora se o Ministério Público Eleitoral, Justiça eleitoral, TRE’s e TSE vão fazer algo para investigar esse suposto esquema de fraude e indução supostamente criado por institutos de pesquisa e seus criadores/parceiros.

Na denúncia de Tomba Farias, que foi vitorioso em sua cidade natal, Santa Cruz (RN), e em várias bases políticas, citou a pesquisa que saiu no Blog do BG, dando vantagem de mais de 20% em Afonso Bezerra a um candidato que terminou recebendo este empurrão arrebatador e decisivo para obter êxito por míseros 2% de vantagem. Qualquer semelhança com a capital do oeste pode ser, ou não, mera coincidência...

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

'Iremos juntos fazer uma gestão técnica, participativa e eficiente', diz Lidiane Marques

Lidiane Marques, primeira prefeita eleita do município praiano de Tibau, em conversa com o blog, externou algumas ações que pretende concretizar na sua administração. Nesta entrevista, ela discorre sobre um aspecto da sua gestão, que terá olhar diferenciado para as mulheres e que uma das primeiras medidas será a criação da Comissão de Erradicação da Violência Contra a Mulher. Lidiane reconhece que houve avanço considerável na gestão de Naldinho e afirmou que dará sequência á boa onda vivenciada pelo município. Acompanhe a entrevista abaixo:

Primeira prefeita eleita do município de Tibau. Existe um “peso” nessa afirmação?

Com toda certeza. Encaro como uma grande responsabilidade o fato de ter sido a primeira mulher eleita democraticamente pelo voto popular no meu município. Tenho consciência da importância da representatividade feminina na política e de como minha figura poderá influenciar positivamente na vida de todas as mulheres de Tibau. Irei fazer uma gestão com um olhar diferenciado para as mulheres. Uma das nossas primeiras providências será a criação da Comissão de Erradicação da Violência Contra a Mulher no município, que terá o objetivo de traçar políticas públicas no enfrentamento a violência doméstica, que pode se manifestar de diversas maneiras. Iremos juntos fazer uma gestão técnica, participativa e eficiente, sempre dialogando com o Poder Legislativo e a sociedade civil para que juntos possamos continuar ofertando um serviço público de qualidade para todos.

 

A senhora foi eleita com o apoio do prefeito Naldinho. Como será, a partir de janeiro, a condução das ações administrativas? Tem algo a mudar?

Na condição de vice-prefeita tive a oportunidade de contribuir diretamente na gestão do prefeito Josinaldo em todas as áreas. A experiência adquirida na gestão atual nos dar condições de exercer com responsabilidade o cargo de prefeita do meu município a partir de janeiro de 2021. O prefeito Josinaldo é considerado uma referência de gestor em toda a região. Daremos continuidade a vitoriosa e reconhecida gestão implantada em Tibau. No entanto, entendemos que a qualidade da gestão pública de um órgão municipal depende da iniciativa contínua dos seus gestores. É para isso que eu fui eleita, para aprimorar o modelo de gestão existente e ampliar a oferta dos serviços a população, garantindo a continuidade de um serviço público de qualidade para todos. Nos próximos quatro anos teremos, se Deus quiser, significativos avanços em todas as políticas setoriais, o que, com toda certeza, significará ainda mais prosperidade para o nosso município.

 

É fato que Tibau se transformou nas duas gestões de Naldinho. Como a senhora pretende, por exemplo, conduzir a saúde, que tem sido uma das áreas que mais se destacam em Tibau?

Tibau realmente tem se destacado nos últimos anos com um avanço significativo na saúde e é nosso compromisso não parar de avançar. Para isso, ampliaremos nosso atendimento e cobriremos 100% do município com as equipes de Saúde da Família, em conjunto com o Ministério da Saúde, incluindo a área urbana e rural de Tibau. Isso será possível com a inauguração da Unidade Básica de Saúde na Comunidade de Gado Bravo e com a futura construção de um ponto de apoio nas Comunidades de Lagoa de Salsa e Vila Nova. Entendemos também a importância da qualificação continuada dos nossos profissionais para um melhor atendimento a população. Por isso, investiremos em capacitação profissional para todos os servidores da saúde. Iremos adquirir novos veículos para as equipes de saúde e contrataremos Médico Psiquiatra e Psicólogo Clínico para atender a demanda de saúde mental existente no nosso município. Somente ampliando os serviços e com estratégias preventivas em saúde poderemos proporcionar ainda mais qualidade de vida a nossa população.

 

O turismo continua sendo uma espécie de “gargalo” para o município. Como vislumbrar ações que possam garantir a infraestrutura necessária ao desenvolvimento do setor?

Tibau possui um gigantesco potencial turístico e paisagístico que vai ser explorado também em nossa gestão. Potencializar o turismo não é tarefa fácil, pois depende da atuação das esferas municipal, estadual e federal. Buscarei no Ministério do Turismo o apoio necessário para colocar em prática as nossas propostas de governo. Carrego comigo o desejo de ver Tibau na rota dos destinos turísticos mais procurados. Trabalharemos para que Tibau seja a cidade polo do turismo da região Alto Oeste. Para isso, criaremos o calendário anual de eventos culturais, esportivos e festivos do nosso município. No primeiro ano de mandato iremos também construir o Pórtico de entrada da cidade e melhorar a urbanização das praias, o que fomentará o turismo no nosso município. Faremos todos os anos o Réveillon com atrações musicais de nível nacional e regional. Realizaremos anualmente o Acampamento Cultural da Juventude Potiguar, promovendo a cultura e possibilitando a geração de emprego e renda. E traçaremos estratégias de apoio e incentivo aos comerciantes do nosso município para que todos possam investir em seus comércios e está cada vez mais preparado para receber qualquer público que venha a visitar a nossa cidade.

 

A senhora acompanhou o que foi feito no município, na qualidade de vice-prefeita e de secretária de Assistência Social. O que precisa ser melhorado?

Fui Secretária do Trabalho, Habitação e Assistência Social por quase oito anos e foram, sem sombra de dúvidas, os anos em que aconteceram os avanços na política de Assistência Social do nosso município. Conseguimos reestruturar todos os serviços socioassistenciais, investimos em capacitação profissional para os profissionais do SUAS, aprovamos a Lei Municipal que regulamenta a Concessão dos Benefícios Eventuais no âmbito do município; e ampliamos a oferta dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais. Como prefeita, quero trabalhar para reduzir o déficit habitacional existente em nosso município. Para isso, construiremos novas casas populares para a população que sonha com a casa própria. No primeiro ano de mandato, criaremos o Programa Municipal de Transferência de Renda, que possibilitará as famílias mais vulneráveis do nosso município, mais dignidade e garantia de atendimento as suas necessidades básicas. Construiremos a sede própria do CRAS E CREAS, que serão equipamentos modernos de acordo com as orientações técnicas do Ministério do Desenvolvimento Social. Firmaremos convênio com o ITEP/RN e o Ministério do Trabalho para viabilizar a emissão da Carteira de Identidade e de Trabalho aqui no nosso município, o que possibilitará a nossa população o acesso a documentação civil, além de mais comodidade na oferta do serviço. Assim como fizemos a frente da pasta nos últimos oito anos, trabalharemos cada vez mais para que a assistência social seja direito de quem dela necessitar e dever do Estado, porque entendemos que sem assistência social não há direitos. É a garantia de mais dignidade aos usuários, é o avanço, a vontade e a responsabilidade de quem quer fazer muito mais para que Tibau continue brilhando, tanto em nível local, quanto estadual e federal.

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

IFRN e Iphan discutem parcerias institucionais

Em reunião realizada no Gabinete da Reitoria na manhã desta quarta-feira, 18 de novembro, o reitor pro tempore do IFRN e o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Rio Grande do Norte, Cláudio Machado, discutiram uma série de temas em comum às duas instituições e acenaram com a futura assinatura de um convênio para parcerias e projetos. À reunião também estavam presentes os pró-reitores de Extensão,
Bruno Lustosa, de Pesquisa e Inovação, Samuel Gomes, e de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, José Ribeiro Filho.

O professor Josué Moreira destacou a importância do encontro: “Nesse primeiro convênio do Iphan com o IFRN, várias propostas se desenham como possíveis. Algumas delas foram tratadas na reunião da nossa gestão com o superintendente do órgão, o Cláudio Machado. Teremos muito trabalho para construir essa parceria, que vejo como uma oportunidade para geração de conhecimento nas áreas de Pesquisa e – principalmente – de Extensão para estudantes e docentes do Instituto, além de ser uma resposta à sociedade”, pontuou.

Propostas

Dentre as possíveis linhas de atuação conjunta, as propostas iniciais são:

·                     Normatização do Centro Histórico de Natal – que vai demandar ações de Extensão e Pesquisa nas áreas da Cultura, da História, da Arquitetura e de Construção Civil, campos afins ao fazer dos campi Cidade Alta Natal Central, por exemplo;

·                     Criação de softwares para auxiliar no levantamento e atualização de dados sobre o patrimônio histórico e cultural de Natal e para auxiliar no levantamento e atualização dos pontos históricos do Rio Grande do Norte, aproveitando a capilaridade do Instituto pelo estado

·                     Desenvolver projetos de socialização de sítios arqueológicos no interior do Estado, envolvendo campi do interior, como Apodi, região onde há registro de pinturas rupestres;

·                     Desenvolver ações em conjunto voltadas ao levantamento de atividades que componham o patrimônio imaterial do Rio Grande do Norte, como a capoeira, a literatura de cordel e o teatro de bonecos. Para essa iniciativa pretende se desenvolver um projeto que abranja todos os 22 campi do IFRN.  

Importância e abrangência

Segundo Bruno Lustosa, a reunião com o Iphan/RN buscou definir uma parceria com o intuito de estreitar ações de Extensão voltadas, principalmente, ao contexto histórico de preservação dos sítios históricos que o RN tem. “O IFRN tem uma vasta quantidade de servidores e estudantes com interesse nesse tema. Num primeiro momento, a ideia se mostra mais direcionada a ações ligadas ao fazer do Campus Natal-Cidade Alta. Na sequência de atividades, e com o acordo ou convênio entre as instituições já firmado, serão ampliadas as frentes e ações de Extensão a outros campi”, explicou o pró-reitor.

“Conversamos sobre temas em comum entre o Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e o Instituto Federal para encontrar formas de trabalhar projetos em conjunto, contando com a parceria de professores e estudantes-bolsistas de cursos como Edificações, por exemplo. Além disso, também tratamos da possível construção de um edital específico, para ser executados em todos os campi, talvez como oficina, em que práticas e conhecimentos sobre capoeira, literatura de cordel e teatro de bonecos – patrimônios imateriais do Rio Grande do Norte – sejam repassados”, destacou Cláudio, superintendente do Iphan.

Para Samuel Gomes, pró-reitor de Pesquisa e Inovação, o convênio com o Iphan abre uma porta importante para que servidores e estudantes possam pesquisar e inovar nas diversas áreas relacionadas ao patrimônio histórico, material e imaterial, no Rio Grande do Norte: “Centros históricos e sítios arqueológicos, por exemplo, se utilizam de investigações de diversas áreas do conhecimento e têm o poder de despertar no corpo discente a vocação científica. Deve também ser ressaltada a importância de o Instituto Federal retribuir para a sociedade local o investimento nele feito, na forma de pesquisa, extensão, inovação e prestação de serviço para a comunidade, valorizando nosso passado, nossas raízes e o nosso patrimônio cultural”, disse.

Patrimônio Histórico

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) é uma autarquia federal vinculada ao Ministério do Turismo que responde pela preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro. Cabe ao Iphan proteger e promover os bens culturais do país, assegurando sua permanência e usufruto para as gerações presentes e futuras.

O Iphan possui 27 superintendências e dezenas de Escritórios Técnicos, a maioria deles nas chamadas cidades históricas. No Rio Grande do Norte, o primeiro tombamento foi realizado em 1949, quando o Forte dos Reis Magos foi reconhecido como patrimônio cultural material nacional. Em nove municípios do RN existem bens tombados isoladamente; em Natal, no ano de 2010, o Instituto realizou o tombamento do conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico da cidade. 

Fonte: Assessoria IFRN