Prefeitura Municipal de Assú

quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

Exonerações e movimentações políticas agitam a cidade de Tibau

Após o anúncio do ex-prefeito Naldinho como pré-candidato a prefeito de Tibau, a política local se agitou com uma série de exonerações e movimentações nos cargos públicos da administração municipal. O anúncio de Naldinho, seguido pelo apoio imediato de quatro vereadores que antes compunham a base aliada da prefeita Lidiane Marques, desencadeou uma série de mudanças na estrutura governamental.

Embora a prática de exonerações seja comum na política, a velocidade e amplitude das demissões promovidas pela prefeita Lidiane chamaram a atenção. A primeira baixa foi Viviane Rebouças, esposa de Naldinho, que ocupava o cargo de secretária de Ação Social. A secretaria, assim como diversos outros cargos comissionados, foi alvo das demissões em massa.

Além disso, os cargos indicados pelos vereadores Jhon John, Preta da Gangorra, Nildo Luz e João de Edgar, a prefeita também passou a régua.

Antes das demissões, a prefeita Lidiane instruiu secretários a ligarem para cada comissionado, indagando sobre suas preferências eleitorais. Aqueles que declararam apoio a Lidiane foram mantidos, enquanto os que manifestaram apoio a Naldinho foram prontamente demitidos.

Os cargos vagos foram rapidamente redistribuídos entre vereadores da base aliada, incluindo Tavinho, Jucielzo, Daniel Roberto, Isaiás e o presidente da Câmara, Adeilton.

As ações da prefeita foram duramente criticadas, levando-a a ser rotulada de perseguidora, especialmente após ter chamado os vereadores e Naldinho de traidores.

Como resposta às acusações, a prefeita teria contrato uma pesquisa de opinião que se encontra nas ruas nesta quarta-feira, 31, abordando temas como "traição", "programas da prefeita" e a desejada "mudança" de prefeito.

As ações da prefeita têm gerado revolta crescente entre a população, que acompanha atentamente os desdobramentos políticos na cidade de Tibau.

Nenhum comentário: