sábado, 14 de novembro de 2020

Escândalo: candidato a vice de Allyson mentiu quando disse que tinha devolvido auxílio emergencial

O candidato a vice-prefeito de Allyson Bezerra (Solidadade), Fernandinho das Padarias (PSD), mentiu ao afirmar, quando o Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou um alista com 110 mil empresários que tinham fraudado o auxílio emergencial e recebido algumas parcelas, mesmo sem ter direito. Fernandinho das Padarias é empresário e possui patrimônio estimado em R$ 400 mil. Diante do escândalo, ele divulgou nota, afirmando que teria sido vítima de fraudadores e que teria devolvido R$ 3 mil, fruto de cinco parcelas que recebeu. E expôs um documento, no qual consta o agendamento de pagamento, com data de 19 de setembro de 2020.

O deputado federal Beto Rosado divulgou vídeo no começo da noite deste sábado, no qual afirma que o candidato a vice-prefeito de Allyson não devolveu no período que informou. E abriu o endereço virtual do Ministério da Cidadania para comprovar o que estava afirmando. “Meus irmãos, peço a atenção de vocês, de forma urgente. Tem uma presepada, marmota, armada pelo candidato Allyson Bezerra e seu vice. Allyson tem patrimônio em mais de 600 mil, é o mais rico. Fernandinho tem mais de 400 mil. Anda de carro importado. Fernandinho pegou o dinhiero do auxílio emergencial e não devolveu”, disse o parlamentar.

E Beto Rosado completou: “foi descoberto agora no site do Ministério da Cidadania”, comentou, acrescentando que lá estava o nome de João Fernandes de Melo Neto como beneficiado de cinco parcelas do auxílio emergencial. E, segundo o deputado federal, a nota de pagamento, de ressarcimento do dinheiro à união, no valor de R$ 3 mil, fi gerada no dia 10 deste mês, terça-feira. “Cinco parcelas recebidas, totalizando R$ 3 mil. Foi devolvido terça-feira agora depois que a imprensa divulgou. Essa foi a intenção. É esse tipo de gente que queremos ter administrando o dinheiro do povo em Mossoró? Tem que ter gente honesta na Prefeitura. Vamos respeitar e falar a verdade”, disse Beto Rosado.

Nenhum comentário: