terça-feira, 16 de julho de 2019

Qual será o cenário de 2020 em Mossoró?

O cenário da política municipal, diferentemente do que se imagina, está em ebulição. Ferve. A entrevista concedida pela vice-prefeita Nayara Gadelha (PP) ao Jornal de Fato no final de semana que passou, evidencia que todos se movimentam. E não poderia ser diferente com Nayara. Embora ela tenha afirmado que a Câmara Municipal não está em seus planos, a coisa pode caminhar de maneira totalmente diferente no ano que vem. É só lembrar como trilhou Cláudia Regina (DEM) quando foi vice-prefeita de Fafá Rosado e perdeu a vaga na chapa majoritária para Ruth Ciarlini.

Tudo pode acontecer. As eleições de 2020 serão importantíssimas para o grupo da prefeita Rosalba Ciarlini. Ela já emitiu sinais evidentes, bem antes, de que quer retornar ao Senado Federal. Mas uma eleição sempre é antes de outra. Daí ser primordial cuidar do pleito do próximo ano para enxergar cenários que possam ser concretizados em 2022. O certo é que a chapa governista não pode ser fechada assim de uma hora para outra. Daí a importância, agora, de Nayara. Ela tem que somar. Em todos os sentidos. Até em uma postulação ao Legislativo, se for o caso.

Por outro lado, outras opções de composição para o agrupamento governista não podem ser descartadas. Contudo, tudo deve ser analisado pelo eixo pensante do grupo, que levará em consideração prós e contras relacionados a nomes que podem ser aproveitados em composição de chapa.

Dentre eles estão a ex-prefeita Fafá Rosado e a ex-deputada estadual Larissa Rosado. São destaques no cenário político municipal que, certamente, serão decididos na hora oportuna. Por enquanto, é só especulação.


Nenhum comentário: