segunda-feira, 20 de maio de 2019

secretarias promovem ações de conscientização contra o abuso sexual de crianças e adolescentes em Tibau


A Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social, com apoio do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), desenvolveu no município de Tibau o projeto de campanha Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, no período de 6 de abril a 17 de maio, nas escolas municipais, tanto na sede quanto na zona rural.

O projeto visa promover ações educativas para alertar as crianças e os adolescentes a se protegerem, bem como a denunciarem os vários tipos de violência. Além da orientação para se realizar nas escolas trabalhos pedagógicos sobre a defesa dos direitos da criança e do adolescente.

A intenção é mobilizar a sociedade como um todo no sentido de proteger as crianças e adolescentes contra todo tipo de violência. “É preciso formar uma consciência através de uma informação educativa, para romper com esse ciclo de violência e proteger meninas e meninos de Tibau”, destacou a vice-prefeita Lidiane Marques, ao também afirmar a necessidade da população fazer sua parte.


SINTOMAS

Perceber os sinais apresentados por crianças e adolescentes que sofrem algum tipo de violação dos direitos sexuais é fundamental para identificar o agressor e tratar as consequências provocadas pela violência.

Importante observar que na maioria dos casos, a vítima busca o isolamento, apresenta mudanças de comportamento, evita pessoas e alguns locais, chora com frequência, se mostra triste, diminui o rendimento escolar e sofre com irritabilidade e medo.

Esses sintomas devem ser averiguados por profissionais da saúde ou membros de órgãos que compõem a rede de proteção como o Conselho Tutelar, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), Polícia e demais órgãos.

ABUSO OU EXPLORAÇÃO SEXUAL?

A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico.

Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou presentes. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual.

O abuso acontece quando a criança ou adolescente é usado para satisfação sexual de uma pessoa adulta.


Nenhum comentário: