sexta-feira, 5 de abril de 2019

Prefeitura de Mossoró comunica o corte de ponto dos grevistas da educação


A Prefeitura de Mossoró, em comunicado que está circulando em canais de televisão da cidade e do Estado, anuncia o corte de ponto dos grevistas da Educação. Na mensagem, a justificativa de que a paralisação está prejudicando parcela dos alunos da rede municipais e que não há motivo para greve.

O comunicado diz:

“Com os salários rigorosamente em dia; pagamento do décimo-terceiro de 2019 no mês de aniversário dos servidores; reajuste e piso salarial de 3. 539,54, quase mil reais a mais do que o nacional que é de 2.557,74 e com os valores retroativos a janeiro e fevereiro pagos no salário de março, conforme a lei municipal; mudança de nível e de classe e pagamento do 14º salário, a Prefeitura de Mossoró não vê motivos para a greve de parte dos professores da rede municipal de ensino. E convoca os educadores que ainda estão fora da sala de aula a retornarem às funções.

A paralisação compromete o direito à educação de qualidade de parte dos alunos, crianças e adolescentes.

Em respeito aos alunos e aos professores que estão cumprindo com seu dever de educar, a Prefeitura de Mossoró avisa que está cortando o ponto dos grevistas e apela para o bom senso de todos, para que retornem imediatamente o trabalho na sala de aula.”
A greve dos professores, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atinge menos de 20% da rede pública de ensino.

A paralisação é comandada pela presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDISERPUM), que programou para o final da tarde desta sexta-feira, uma “descida” em passeata na Avenida Presidente Dutra, palco principalmente das mobilizações político e eleitorais de Mossoró. Os deputados Alysson Bezerra (Solidariedade) e Isolda Dantas (PT) vão participar do evento.

Nenhum comentário: