quinta-feira, 10 de abril de 2014

Militantes 'arregaçam as mangas'

Os blocos virtuais e jurídicos já começaram a trabalhar. A eleição suplementar de Mossoró começa troando. E a campanha sequer iniciou. Militantes de todos os lados já arregaçaram as mangas e partiram para o ataque. Afinal, tempo é ouro. Ainda mais quando se terá três semanas de campanha.

Pedidos de impugnações de candidaturas devem marcar a suplementar. Mas somente as que envolvem os três nomes de maior projeção eleitoral: Cláudia Regina (DEM), Larissa Rosado (PSB) e Silveira Júnior PSD). Vencerá, obviamente, quem conseguir fazer a melhor interpretação/comprovação do que diz a Lei Eleitoral.

Mas nem tudo caminha nesse caminho. Pontos tidos como cruciais à definição de alguma coisa podem estar equivocados. Afinal, evidências não comprovam nada. Muito menos no Direito, que requer provas. Evidências apenas indicam algo, mas não garantem que alguma coisa verdadeiramente aconteceu. E é aí que está a questão: o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já emitiu sinais claríssimos de que não aceitará que o seu colegiado se transforme em uma bodega para resolver pendências paroquianas.

Assim sendo, o blog ainda tem sérias reticências com relação ao pleito suplementar. E o próprio juiz eleitoral José Herval Sampaio Júnior disse, pelo que produziu a imprensa mossoroense, que não se tem certeza sobre a realização da eleição marcada para 4 de maio vindouro.

Como sempre tem um porém: o calendário eleitoral está aí e deve ser seguido. O resto... Ah, o resto é resto.


Nenhum comentário: