segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Saída de Patrícia Leite evidencia crise na PMM

O prefeito em exercício Francisco José da Silveira Júnior (PSD) terá que mexer, pela segunda vez, no secretariado. Agora a pouco a assistente social Patrícia Leite comunicou, via Face Book, seu afastamento da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social. O gesto de Patrícia, entende o blog, se constitui em solidariedade aos exonerados por Silveira na sexta-feira última.

No comunicado, Patrícia Leite vai mais além e presta seu total apoio à prefeita Cláudia Regina (DEM), que está afastada do cargo por decisão judicial. "Por entender que a condutora desse projeto e alguns de seus auxiliares estão temporariamente impossibilitados de desenvolver o trabalho planejado - e abraçado por Mossoró, comunico que não mais integro a equipe de secretariado da Prefeitura de Mossoró", informou Patrícia.

Não se trata apenas de um mero pedido de exoneração. É a evidência de que o clima na Prefeitura de Mossoró não está dos melhores. O secretariado, obviamente, já havia se enquadrado no jeito de governar de Cláudia Regina e, com a alternância de prefeito, ainda não conseguiu seguir o novo ritmo. Daí o clima de insatisfação de lado a lado.

Não se trata de uma animosidade propriamente dita, mas a tensão permeia o Palácio da Resistência.

E mais: a exoneração de cinco auxiliares, somada à saída de Patrícia Leite, evidencia algo bem mais crítico e que afeta, também, fornecedores e serviços básicos. Sim, pois se não existe sintonia entre o prefeito em exercício com a equipe de auxiliares, fica bem complicado programar alguma ação, dar continuidade ou iniciar novos trabalhos.


Nenhum comentário: