quinta-feira, 3 de março de 2011

Rosalba quer a Uern nas ações do governo

Na primeira audiência que teve com o reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Milton Marques de Medeiros, nesta quarta-feira, 02, a governadora Rosalba Ciarlini reafirmou que quer contar com a instituição nas ações do governo. “A Universidade é patrimônio nosso”, declarou a governadora, assegurando ao reitor que a UERN receberá toda a atenção que merece para que o Estado continue tendo um bom retorno nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.

Apresentando toda a estrutura de interiorização do ensino superior, o reitor também fez referências à presença da UERN em Natal, ressaltando que a disposição da instituição é servir ao Rio Grande do Norte através dos seis campi e dos 11 núcleos. “A política de capacitação, onde investimos R$ 900 mil a cada ano, tem como objetivo também contribuir com o Estado, uma vez que permite a captação de recursos em outros organismos”, disse Milton Marques, adiantando que só no ano passado foram R$ 12 milhões, recursos que chegaram por causa dos investimentos na qualificação.

Com um orçamento de R$ 167 milhões para pessoal, investimento e custeio, a Universidade deixou de receber do governo passado R$ 2,4 milhões. Também, em outubro, o governo suspendeu a construção dos campi de Caicó e Natal (este último já estava com 60% dos serviços executados) e do edifício de pós-graduação em Mossoró. As obras paralisadas somam recursos da ordem de R$ 5 milhões.

Apesar da crise financeira que o Estado atravessa, a governadora disse estar confiante em poder investir na Universidade, voltando a defender a aplicação de recursos federais na instituição. Aliás, quando era senadora, Rosalba apresentou projeto propondo verbas da União para as Universidades Estaduais. “Esse seu projeto foi muito bem avaliado pela Associação das Universidades Estaduais e Municipais”, informou o reitor.

A governadora Rosalba Ciarlini assegurou, entusiasmada, que, além da Escola do Governo e de outras parcerias que serão feitas com a Universidade, haverá uma outra ação que fortalecerá o curso de Medicina. “Vamos construir o Hospital-Escola Materno-Infantil”, afirmou, ressaltando que além de campo de estágio, o hospital irá melhorar a área de saúde com atendimento de qualidade à população. O curso de Medicina vai formar a primeira turma em maio.

Participaram da audiência o Pró-Reitor de Administração, Severino Neto, e os secretários de Estado Betânia Ramalho, Educação, e Obery Rodrigues, Planejamento e Finanças.

Texto e foto: Assessoria

Nenhum comentário: