terça-feira, 23 de novembro de 2010

De Smurfs, Gargamel, Sete Anões e a Câmara de Mossoró

A Câmara Municipal de Mossoró, definitivamente, vive em clima de crise de identidade. Pelos pronunciamentos de alguns parlamentares vem a dúvida: é uma Casa para se debater ideias, projetos e leis ou se transformou em ambiente para ataques à imprensa e espaço para divulgação de livros infantis? Sem resposta clara e objetiva, fico com a segunda opção.
Vereadores assumem papéis de personagens de desenhos animados e querem, a todo custo e a cada sessão, transformar a imprensa em “Smurfs” – aquelas figuras azuis que eram perseguidas por “Gargamel”.
Pois bem, se a imprensa é “Smurf”, quem interpreta o “Gargamel”? Pela sessão desta terça-feira (23/11), coube ao vereador Francisco José da Silveira Júnior (PMN) tal papel. Não é de hoje que o parlamentar chama a imprensa indiretamente de ser subserviente ao Palácio da Resistência.
Esquece Silveira que ele mesmo é um “Smurf” e que agora quer dar uma de “Gargamel”. Até pouco tempo o vereador era liderado pelo Palácio da Resistência. Dias recentes se rebelou, juntamente com mais três vereadores (Daniel Gomes, Ricardo de Dodoca e Zé Peixeiro) igualmente “Smurfs” e se aliaram à oposição, criando o “G-7”, embora se digam “independentes”.
Ora, independência uma ova. Melhor assumir ser oposição. Melhor se definir entre “Smurf” ou “Gargamel”. Seria mais razoável.
Querer passar a imagem de “independente” em um momento de análise e definições do Orçamento Geral do Município (OGM), sinceramente, deixa margens para outras interpretações.
No mundo criado por Silveira, surge o “G-7”. Na fábula inventada por eles, cria-se um outro conto, no qual os “Sete Anões” não são amigos de “Branca de Neve”. Aqui, os sete querem colocar Neve contra a parede e deixá-la amarrada, à mercê da bruxa má.
Como se vê, se os vereadores querem respeito é preciso respeitar. Não se pode exigir o que eles não fazem. Não são todos, mas por um todos, ou quase, levam a culpa.
Para quem quer ser presidente da Câmara Municipal, Silveira passa uma péssima visão de como será o tratamento da Casa com a imprensa. Se jornalistas aplaudem, esses são aliados e destacados em pronunciamentos. Se criticam, são “Smurfs”. E eles? “Gargamel”, “Sete Anões” ou quê?
Vereadores certamente deixam de ser quando partem para agressões baratas somente porque são questionados diante de um quadro evidente de que existe algo de errado no que definiu Maquiavel em “O Príncipe”.

Nenhum comentário: