segunda-feira, 20 de julho de 2009

Iberê deixa Wilma de 'calça curta'

Começou a guerra. Depois da declaração do deputado estadual Gustavo Carvalho, de que o PSB já havia definido o candidato ao Governo do Estado e que o nome seria Iberê Ferreira de Sousa, o grupo liderado pela governadora Wilma de Faria está em ebulição.

Para completar o quadro, o vice-governador disse hoje que Gustavo Carvalho, por ser do PSB, não poderia apoiar outro candidato, já que o partido tem um nome (o próprio Iberê, claro). Deixou a governadora em, no popular, de calças curtas.

Para lembrar: nas eleições passadas, em N atal, o PSB tinha um candidato, o deputado federal Rogério Marinho. A governadora, presidente estadual do partido, não deu legenda a Rogério e apoiou a candidatura da deputada federal Fátima Bezerra (PT).

A declaração de Iberê praticamente obriga a governadora Wilma de Faria a se pronunciar. Ou ata ou desata o nome do partido ao Governo.

E é aí que está o problema: Wilma não quer definições agora. Se o fizer, estará quebrando a suposta hegemonia que pensa existir no seu grupo. O presidente da Assembleia Legislativa, Robinsin Faria (PMN), resmunga faz tempo contra o favorecimento de Iberê por parte da estrutura do governo.