quarta-feira, 17 de março de 2021

Profissionais da saúde de Tibau participam de treinamento para utilização do capacete Elmo

As enfermeiras Raimunda Neta Rebouças, Eliane de Melo e o fisioterapeuta Richard Ramon de Medeiros, do município de Tibau, participaram na segunda-feira, 15, no Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGW), na cidade de Fortim, de capacitação para uso do capacete Elmo.

Na opinião do fisioterapeuta Richard Ramon, o treinamento é de suma importância tendo em vista que conhece as principais indicações e também contraindicações para o uso do capacete Elmo.


Ele ressalta ainda que o capacete é capaz de reduzir a necessidade de respiradores pulmonares artificiais, “pois trata-se de uma oxigenoterapia do paciente que inala o oxigênio puro e não rei-nala o CO2 produzido, que também não é expelido no ambiente e dessa forma evita a contaminação dos demais”, comentou o fisioterapeuta.


Já na opinião da enfermeira Raimunda Neta, durante o treinamento se observou que o capacete Elmo é um grande suporte de apoio ao paciente. “Ele terá mais oxigênio quando tiver com dificuldades de respiração, e com isso terá até 60% de possibilidade de não haver sua intubação”, comentou Raimunda Neta.


Para os profissionais que participaram do treinamento, foi importante se aprender cada momento, desde a montagem do capacete, habilidade a serem desenvolvidas em cada uma desses momentos para que se possa praticar com eficiência no momento da aplicabilidade do Elmo.


MULTIPLICADORES

De acordo com a secretária municipal de saúde, Márcia Cristina, os profissionais que participaram do treinamento e estão capacitados, serão multiplicadores nos serviços.


“Ou seja, eles vão repassar o conhecimento adquirido para os demais profissionais, tais como, enfermeiros, fisioterapeutas e, também, os técnicos de enfermagem, que vão conhecer as indicações e contraindicações do uso do capacete Elmo”, ressaltou a secretária.


O QUE É

O capacete Elmo é um equipamento de respiração assistida que é capaz de diminuir em 60% a necessidade de internações em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Nenhum comentário: