quinta-feira, 11 de março de 2021

Allyson precisa explicar compra de combustível e de carro


Para onde se irá com quase 900 mi litros de gasolina? Resposta, para mortais como o titular do blog, impossível de se ter. Mas para uma Prefeitura do porte de Mossoró, que tem "pano" para as mangas, isso é moleza. O prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) pode ter solução que muitas pessoas esperam: ele vive dizendo que herdou uma Mossoró caótica, com dívida de quase R$ 1 bilhão.

E mesmo assim segue fazendo mágica. A mais recente se volta para a pergunta inicia: ele contratou, sem licitação, serviço de posto de combustível em quase R$ 5 mi. São exatos R$ 4.923.480,00. Caro que será para o ano todo. Mas é uma quantia até considerável para uma cidade que, segundo o prefeito, vive momentos de “trevas” financeiras.

Além disso, o prefeito também projetou a compra de carro ou carros, ao valor de R$ 380 mi. E cabe, com isso, um questionamento: não seria mais transparente, da parte do prefeito, informar ao cidadão qual carro ou quais carros ele pretende comprar? Sim, porque Allyson não está lidando com o salário dele e sim com verba pública. E, como tal, deve ser mais transparente possível. Não era isso o que ele criticava?


Além disso, o prefeito não está fazendo a sua parte no que diz respeito à limpeza pública. A Estação das Artes Elizeu Ventania amarga abandono. O lixo se avoluma. Em outros bairros da cidade acontece a mesma coisa. Allyson foi eleito sob a promessa de cuidar de Mossoró.

Mas não é isso que se vê. Ao que se evidencia, ele está mais preocupado com 2022 do que com a cidade que o elegeu em 2020. Basta ver seus últimos posts nas suas redes sociais com relação à briga política entre a governadora Fátima Bezerra e o prefeito natalense  Álvaro Dias.

É preciso que o prefeito mossoroense cumpra o que disse e faça valer sua palavra. Afinal, as eleições do ano que vem batem à porta. Será que ele pensa que vai se dar bem omitindo informações do cidadão e administrando a coisa pública como se fosse uma extensão da própria casa?


Esporte

E acrescente-se a tudo isso o fato de que o prefeito anunciou a municipalização do estádio Leonardo Nogueira, o Nogueirão. Se a Prefeitura de Mossoró estivesse na pindaíba, como deixa transparecer o prefeito, como é que se vai arcar com as despesas relacionadas à manutenção da estrutura, de pessoal e outras obrigações? O prefeito, por certo, pensa que mais ninguém tem a capacidade de raciocínio e que basta ele fazer alguma afirmação e pronto. A coisa não é bem assim.

Nenhum comentário: