terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Allyson transforma salário em 'baú da felicidade'

É... Nada melhor do que um dia atrás do outro e com uma eleição no meio. Quem diria que o prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) iria fazer aquilo que havia criticado. Mudou substancialmente e agora ele sabe o peso de uma pedra atirada em algum telhado. Allyson sente na pele o que é ser governo. Até o ano passado, era oposição. E mesmo assim não tinha lá a expertise de ser. As pedras agora chegam com força e o prefeito tem a obrigação moral de apresentar respostas para o que a sociedade quer.

Allyson praticamente transformou o salário do mês de dezembro e o 13 salário em uma espécie de produto inverso. O servidor municipal apresentou seu trabalho e cabe ao Executivo pagar pelo devido serviço. E tinha até o dia 5 de janeiro para fazê-lo. É verdade verdadeira o que disse a ex-prefeita Rosalba Ciarlini: não deixou folha em atraso. Caberia ao atual prefeito pagar. Mas Allyson politiza tudo. Daqui a pouco ele vai politizar o velho e bom pé de cajarana que existe na Prefeitura de Mossoró.

Pois bem: ao transformar o salário inversamente em produto, o prefeito já avisou que vai passar tal produto em 18 parcelas. Como se a Prefeitura fosse, por assim dizer, alguma loja que pensa que é um banco.

Allyson, certamente, quer reeditar o carnê do Baú da Felicidade, que ganhou notoriedade econômica com o empresário Sílvio Santos. O prefeito de Mossoró lançou, por analogia, o "carnê salário". Cada mês o servidor recebe uma pontinha do que deveria ter recebido integralmente.

Nenhum comentário: