segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Cicília Maia ganha espaço com oposição dividida

A professora doutora Cicília Maia lançou sua pré-candidatura á reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), tendo como candidato a vice-reitor o professor Chico Dantas. A ideia é seguir com as ações expansionistas do ensino, pesquisa e extensão, as quais ganharam força no mandato do reitor Pedro Fernandes e que foram continuadas com a reitora em exercício Fátima Raquel. Cicília Maia tem a missão de defender que os projetos tenham sequência e se fortaleçam.

O projeto já nasceu forte. Não menosprezando as outras duas chapas, que seguem a linha oposicionista, analisa-se que existiria, isso internamente, a tendência de professores, alunos e técnicos em seguirem com o que tem dado certo.

Analisemos: a oposição se dividiu. E isso implica que não existe projeto coletivo. O que se mostra, pela oposição, é apenas o desejo de aliar um projeto particular em detrimento do coletivo. E, sendo ainda mais incisivo: uma das chapas tem representante da Faculdade de Educação Física (FAEF). Essa particularidade seria menosprezar o entendimento de que a mesma Faef indicou o candidato a vice-reitor de Pedro Fernandes, o professor Aldo Gondim. E isso externa divisão também na Faculdade.

A segunda chapa oposicionista tem representante da Faculdade de Letras e Artes (FALA). E alude á existência de “uma outra Uern”. Mas qual? A que quer crescer ou a que se quer externar poder particular? Só existe uma Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. E percebe-se claramente que trabalhar a possibilidade de um espelho para refletir o que já se tem, esse reflexo apenas seria uma cópia e, portanto, com alguma falha...

Daí, por esses motivos, que o blog entende que Cicília Maia está, como se diz, com a “faca e com o queijo”. Só falta trabalhar para que não haja nenhuma dissintonia.

Nenhum comentário: