terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

Isolda, claque e o Mundo das Ideias

Toda forma de protestar é digno. Mas mesmo nestas formas é preciso que se tenha o devido respeito com as autoridades que foram eleitas democraticamente. A turma comandada pela deputada estadual Isolda Dantas (PT) não cansa de externar para a sociedade que o que está em jogo, para as eleições deste ano, é o que todos querem: poder. E, por mais que se tente passar imagem diferente, sinceramente, não se consegue. Falam em ética e agem em total dessintonia com o que sai da boca. Falam em projeto coletivo, mas o que se enxerga remete apenas ao aspecto particular.

Alguém pode até pensar que o blog é contra o PT, Isolda ou Fátima Bezerra. O que não é procedente. este espaço não concorda é com divergência envolvendo ideia e prática. A ideia de projeto coletivo é legal e enche a imaginação do senso comum de coisa boa... Mas é igual ao Mundo das Ideias de Platão: só funciona no plano Ideal. No Real, as falhas aparecem. E, por isso, destoa daquilo que foi apresentado anteriormente. Mas já não vale nada, pois não se pode alterar o resultado das urnas.

Na abertura do ano administrativo municipal, na Câmara de Mossoró, nesta terça-feira, a claque da deputada estadual Isolda Dantas externou tudo aquilo que o seu partido condena: achincalhe público, palavrões e fake news. e, claro, uso desses artifícios em nome de um projeto político.

As eleições deste ano serão terríveis. O que o blog escreveu, dias passados, sobre claques e palavra dada pode se aplicar aqui. O cidadão já não se deixa levar por palavras que podem ser bonitas. E passa a duvidar de quem diz que vai fazer alguma coisa sem nada ter feito. O que Isolda Dantas fez, de concreto? Seja como secretária, vereadora e agora como deputada? Nada. Está sendo paga pelo contribuinte para apenas balançar a cabeça para cima e para baixo, além de bater palminhas e dar gritos de força, coragem e apoio moral para um governo (estadual) que se mostra contra quem o elegeu. Que o diga os professores.

Nenhum comentário: