sábado, 28 de dezembro de 2019

Silêncio de Rosalba não projeta Isolda

A vice-prefeita Nayara Gadelha (PP) já é ciente de que não estará na chapa majoritária ao lado da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) em 2020. Embora tenha dito que não pensa no Legislativo, este deverá ser o seu caminho. Segue outros exemplos, como o da ex-prefeita Cláudia Regina, que foi candidata a vereadora depois que perdeu o posto de candidata a vice-prefeita quando da reeleição da então prefeita Fafá Rosado. Tudo normalíssimo e dentro do esperado. Nenhuma novidade.

Novidade mesmo seria alguém apontar quem será o nome que comporá chapa com a prefeita Rosalba Ciarlini. Será a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB)? Será o empresário Jorge do Rosário (PL)? A única certeza que se tem é que o escolhido ou escolhida será de total e irrestrita confiança do rosalbismo. É que 2022 passa, necessariamente, por 2020. Rosalba já chegou a dizer que queria encerrar sua vida política com mandato de senadora.

Até isso acontecer, Rosalba precisa vencer, primeiro, as eleições de 2020. Até aqui ela tem ficado distante das discussões. Para uns, a prefeita age corretamente, pois se dissesse algo poderia provocar problemas dentro do próprio grupo. Para outros, ela está errada, pois seu silêncio apenas fortalece o projeto da deputada estadual Isolda Dantas (PT), que está de olho no Palácio da Resistência.

O certo é que de lado a lado não existe nada de concreto. Nem a candidatura de Rosalba, tampouco o avanço de Isolda. Está muito cedo para se ter algum direcionamento certeiro sobre definições. Muita coisa está para acontecer e tudo deverá estar encaminhado ou definido até o mês de junho. Tem sido assim e tende a ser do mesmo jeito.

Nenhum comentário: