terça-feira, 17 de julho de 2018

Kadu só não será candidato se não quiser

Meio mundo reclama que o filho da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), o publicitário Kadu Ciarlini (PP), pode vir a ser o candidato a vice-governador na chapa do governadorável Carlos Eduardo Alves (PDT). Uma sandice afirmar que o filho da prefeita não pode ser candidato. A resposta para essas viagens é bem óbvia: Kadu só não será candidato se não quiser ou se o seu partido não lhe der legenda. Essa segunda possibilidade é bem difícil de acontecer.

Os temos mudaram e por mais que alguém tenha alguma queixa do governo Rosalba Ciarlini, algo que certamente existe, as críticas não podem se voltar para algum impedimento político de alguém. Até porque quem tem esse poder é a Justiça Eleitoral. Blogueiro, jornalista ou quem quer que seja não tem, definitivamente, cacife para impedir alguma coisa. Como já se disse: os tempos são outros.

Não se conquista nada à base da crítica pela crítica. O tempo de "meter o sarrafo" em alguém para se conseguir alguma coisa ficou no passado.

Claro que o blog não está aqui afirmando que alguém está criticando Rosalba ou Kadu pelo simples fato de querer algo em troca. Longe disso. Até porque todos têm direito de se expressar do jeito que bem quiser. Agora, obviamente, que se tem um limite.

Se Kadu for candidato a vice-governador de Carlos Eduardo, isso não quer dizer que terá resultados satisfatórios. O blog já disse isso em post anterior e volta ao tema: os tempos são outros e a prefeita enfrenta, é fato, problemas de ordem administrativos, no sentido de fazer decolar serviços essenciais. A saúde é um deles e é a área que mais rende críticas à prefeita. Claro que ela pode mexer na pasta e direcionar atenção para minimizar os efeitos negativos. Afinal, é ano eleitoral. E Rosalba sabe que 2020 já bate à porta...

Nenhum comentário: