terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Mossoró padece. Mossoró carece. Mossoró...

Mossoró padece de atenção. De administração. De zelo. De cuidados. De foco. Não vai aqui nenhum ataque ao prefeito Silveira Júnior (PSD). Mas ele precisa entender que os problemas só se avolumam na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Já diz um ditado: "... primeiro os teus". Como é que, neste momento de crise (a cidade está suja, esburacada, com equipamentos culturais precisando de reforma e uma série de questões em evidência) se poderia vislumbrar engajamento do prefeito em assuntos maiores se os de "casa" estão deixando a desejar?

A resposta parece ser óbvia: o prefeito confia demais na sua equipe. Ou então ele centraliza todas as decisões e, como está ocupado em assuntos da Federação dos Municípios do RN (Femurn), está sem tempo para agilizar ações que possam minimizar problemas em evidência. São muitos. E envolvem áreas cruciais, como a saúde.

O setor da saúde, diga-se de passagem, foi anunciado como prioritário à administração do prefeito do PSD. Mas as notícias que surgem não são nada boas: serviço de oncologia está um caos. Aliado a isso, leitos de UTI podem ser fechados. Denúncias de mal atendimento em Unidade de Pronto Atendimento (UPA) chegam a todo momento.

Enfim, Silveira precisa mostrar serviço. O blog já disse que 2015 será crucial para ele. Isso se quiser tentar pensar em reeleição. Não basta dizer que tem apoio de governador, de ministro ou da presidente do Brasil. É preciso mostrar existe. É preciso comprovar que esse apoio. Os cidadãos esperam por isso. Aguardam por ações e merecem.

Nenhum comentário: