quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Getúlio garante que Henrique vence em Pau dos Ferros

O deputado estadual reeleito Getúlio Rêgo (DEM) afirmou que o candidato do PMDB, Henrique Alves, irá vencer a eleição em Pau dos Ferros no segundo turno. Para Getúlio, quem vai decidir qual a maior força política em Pau dos Ferros “é o povo em defesa da vitória de Henrique Alves no segundo turno". 

Ele considerou uma incoerência política a decisão do prefeito Fabrício Torquato (DEM) de mudar de palanque no segundo turno. Torquato, que foi eleito prefeito com o apoio do grupo político de Getúlio e do seu filho Leonardo Rêgo, chegou a subir no mesmo palanque de Henrique Alves e dizer que Pau dos Ferros "ganharia um parceiro com a eleição de Henrique para o Governo".

“Lamentamos a decisão do prefeito que me comunicou o fato. Respeito a decisão dele, mas claramente seremos adversários neste momento. Ele defendendo uma candidatura e nós a outra, com toda empolgação e entusiasmo”, disse o deputado Getúlio Rêgo. Ele ratificou a aliança firmada com Henrique no primeiro turno, destacando “lealdade e coerência”, na noite da última quarta-feira (08), em encontro na sede do PMDB, em Natal, juntamente com outros deputados estaduais eleitos.

O parlamentar falou sobre sua atuação política e o compromisso acertado com Henrique em prol do Rio Grande do Norte. “Manter a nossa tradição de coerência e lealdade de nosso trabalho em favor do candidato. Estamos conscientes e determinados, acreditando que Henrique representa o melhor”, declarou.

A aliança entre Henrique e o grupo de Getúlio Rêgo teve início em agosto deste ano, quando o candidato ao Governo reuniu mais de duas mil pessoas em Pau dos Ferros. Na ocasião, o deputado do DEM lembrou que seu partido escolheu não ter candidato próprio, mas havia decidido apoiar um candidato "ouvindo o povo, da “maneira mais democrática” e referindo-se a Henrique como "o mais preparado e experiente".

Neste mesmo encontro, o próprio prefeito Fabrício Torquato se mostrou como apoiador de Henrique, fazendo elogios e destacando sua competência como gestor público. Contudo, decidiu por mudar seu posicionamento, oficialmente, no segundo turno, contrariando a orientação do DEM.


Fonte: Assessoria 

Nenhum comentário: