terça-feira, 15 de julho de 2014

Quem ganha? Quem perde?

O título é chamativo: "Fafá pode ter jogado reeleição de Leonardo fora", Esta é a manchete da página 3 do Jornal de Fato desta terça-feira. Análise do jornalista Magnos Alves. Pode até ser, mas se for levar ao pé da letra o que se diz, não seria somente Fafá. O presidente da Assembleia legislativa, deputado Ricardo Motta (PROS), por exemplo, lançou o filho, vereador natalense Rafael Motta (PROS) à Câmara Federal. Quem perderia? Rafael ou Ricardo? A vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB) tem uma filha que é candidata à reeleição, a deputada estadual Márcia Maia (PSB). Quem ficaria fora: Wilma ou Márcia? E tem também a deputada federal Sandra Rosado (PSB) e a filha, deputada estadual Larissa Rosado (PSB). Quem dançaria?

Quem será derrotado: o vice-governador Robinson Faria (PSB), candidato ao Governo do Estado, ou o filho dele, deputado federal Fábio Faria (PSD)? O prefeito de Mossoró, Silveira Júnior (PSD), lançou a candidatura do pai, Francisco José (PROS), à Assembleia Legislativa e, ao mesmo tempo, mantém uma alternativa do próprio partido, o vereador Jório Nogueira (PSD). Quem perderá: Francisco José ou Jório? O deputado estadual Antônio Jácome (PMN), que quer uma vaga na Câmara Federal, lançou o filho, vereador Jacó Jácome (PMN) à Assembleia Legislativa. Quem perde?

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), está apoiando a candidatura do pai, deputado estadual Agnelo Alves (PDT) e a do jornalista Sávio Hackradt (PDT). Um deles ficaria fora?

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB) quer ser eleito governador e lançou o primo, deputado estadual Walter Alves (PMDB), à Câmara federal. Isso quer dizer que apenas um vencerá? De modo algum.

Como se vê, a política do Rio Grande do Norte não pode se analisada com base em um ponto isolado.

Mas alguns podem dizer: mas Leonardo Nogueira (DEM) perdeu a Prefeitura de Mossoró. Isso ele já não tinha desde que Cláudia Regina (DEM) se elegeu em 2012. Agora, com a vitória de Silveira Júnior na eleição suplementar de 4 de maio passado, havia um entendimento de que o prefeito iria apoiar Leonardo. E o próprio prefeito afirmou isso. Inclusive ao blog. Mas a coisa desandou e Leonardo não tem mais esse apoio. Natural em política, que é feita de momentos.

A deputada federal Sandra Rosado perdeu apoios. O mesmo ocorreu com Larissa Rosado. Isso implica dizer que elas não se reelegerão? Evidentemente que a resposta é não.

Tudo depende de como candidatos pavimentam seus projetos. Daí que Fafá, Leonardo, Francisco José, Jório, Larissa, Sandra, Wilma, Márcia Maia, Ricardo Motta, Rafael Motta, Antônio Jácome, Jacó Jácome e tantos outros podem ter sucesso nas urnas ou não. Tudo é relativo.

Nenhum comentário: