domingo, 4 de maio de 2014

Os Alves 'tremeu' de medo da vaia que o povo deu

A vaia que Henrique Alves levou no Arena das Dunas... "abalou sete giraus/Era tarde ficou cedo/ Os alves 'tremeu' de medo/da vaia que o povo deu..." Segundo informou a jornalista/blogueira Thaisa Galvão, o presidente da Câmara Federal peemedebista foi vaiado por cerca de 20 mil torcedores em recente jogo no estádio localizado em Natal.

O que teria rendido a vaia? Bom, a começo de conversa, o blog tenta esmiuçar o óbvio: Henrique não está lá tão "bom das pernas" em Natal. Fosse ele tão carismático ou conhecedor da realidade local, saberia que não se pode misturar futebol com política.  E ele tem misturado. Quer porque quer vencer em outubro por "WO". Quer ser candidato único ao Governo do Estado.

Mas a vaia que ele sofreu evidenciou que a tática utilizada pelo PMDB não vem dando tão certo assim. O eleitor já sabe identificar toda e qualquer tentativa de mordaça. E o que Henrique e seus companheiros partidários (do PMDB e de outros) estão fazendo contra a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) - pelo menos é o que dizem por aí - não está sendo bem assimilado por quem vota.

Primeiro ele conduziu o chamado acordão para esvaziar o Governo e deixar Rosalba sem respaldo de nenhuma liderança. Se conseguiu, isso o tempo dirá. Até porque tem gente que já foi dormir candidato a vice de um e acordou apoiando outro.

A junção PMDB/PSB também não agrada. E os Alves sabem perfeitamente disso e tentaram pegar a vice-prefeita natelense Wilma de Faria (PSB) pelo pé ao evidenciar, com a viagem do prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), que forçaria Wilma a assumir a Prefeitura e se tornar inelegível para outubro. A tática não deu certo e Wilma sabe perfeitamente que foi um plano para ela ficar fora do páreo.

E agora veio a vaia... Nada que uma vaiazinha não resolva... Que não freie certos ímpetos.

Nenhum comentário: