quinta-feira, 1 de maio de 2014

Cláudia e Rosalba passando o rodo para Larissa?

Muita especulação em torno do pronunciamento que será feito pela prefeita afastada Cláudia Regina (DEM) e pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM) nesta quinta-feira. Uns afoitos apostam que as duas vão declarar apoio á postulação de Larissa Rosado (PSB) à Prefeitura de Mossoró nesta eleição suplementar. Algo que, definitivamente, o blog não crê.

É que não se concebe que Cláudia Regina libere e incentive sua militância e seus eleitores a votarem em alguém que a tirou da Prefeitura, de onde o povo a colocou. Sim, pois foi o PSB que entrou com ações diversas que deixaram Mossoró em situação conflitante e sem saber do seu futuro. O mesmo se vale para Rosalba: como conceber que a governadora declare voto em alguém que foi responsável pela situação política vexatória em que está? Foi o PSB quem entrou com ação eleitoral que culminou com a declaração de inelegibilidade de Rosalba e a cassação de seu mandato. Rosalba está no cargo por força de liminar e luta para mudar a situação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

São fatos bastantes relativos e primordiais que indicam que não existe a menor possibilidade de Cláudia e Rosalba "desdizerem" tudo o que falaram até pouco tempo e agora mudarem seus pontos de vista. E se isso realmente acontecer, o blog entende que será prejudicial, politicamente, para as duas.

Até porque Cláudia Regina pode perfeitamente retornar ao cargo de prefeita. Isso caso o TSE entender que ela foi vítima da hermenêutica. Algo inerente ao Direito e que diz respeito à interpretação da lei. É algo que seus advogados defendem, que a prefeita afastada não teve o direito amplo à defesa respeitado e que houve atropelo na chamada interpretação.

Assim sendo, não faz sentido algum que Cláudia Regina e Rosalba Ciarlini passem a apoiar Larissa Rosado ou que liberem seus eleitores a votarem na pretensa candidata Larissa. Sim, porque até agora a pessebista não é candidata porque a Justiça Eleitoral entendeu que ela não reúne as condições legais para sê-la. Tudo em virtude da Lei da Ficha Limpa.


Nenhum comentário: