sábado, 5 de abril de 2014

Robinson Faria: 'aqui não tem acordão'

O vice-governador Robinson Faria (PSD), que participou da convenção que homologou a chapa Francisco José Júnior/Luiz Carlos Mendonça à Prefeitura de Mossoró nas eleições suplementares de 4 de maio vindouro, tratou de "esclarecer" que não toparia integrar o acordão que está sendo montado pelo presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB). Ao discursar no evento político, Robinson disse: "não são sobrenomes que elegem prefeitos. Aqui não tem acordão. Aqui é o caminho natural da política."

Para quem não sabe, o vice-governador se referiu à pressão do PMDB estadual ao diretório local, atendendo caprichos do PSB estadual, comandado pela ex-governadora e vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria.

E se Robinson faria fez menção indireta ao chapão e descartou, também indiretamente, integrar o time que está em montagem por Henrique Eduardo Alves, o ex-presidente da Federação das Câmaras do Rio Grande do Norte, Edivan Martins, tratou de meter o cipó no PMDB. "O PV está unido e não está bancando jogo duplo". Obviamente que ele se referiu á divisão do PMDB local, que está na chapa de Larissa Rosado, com o presidente da Câmara Municipal, Alex Moacir, na condição de candidato a vice-prefeito, e está apoiando - uma ala "rebelde" - a postulação de Francisco José Júnior.

Pela convenção do PSD passaram a deputada federal Fátima Bezerra (PT), o vice-governador Robinson Faria, o deputado federal Fábio Faria (PSD), a ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), o deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), além de vereadores do PV, PSD e PMDB.

Nenhum comentário: