quarta-feira, 19 de março de 2014

Justiça eleitoral na procissão de São José

Bispo Dom Mariano Manzana na procissão desta quarta-feira

E a procissão de São José, realizada em Mossoró na tarde desta quarta-feira, contou com um ingrediente a mais: a equipe da Justiça Eleitoral. Estave a serviço para registrar toda e qualquer movimentação dos pretensos candidatos à Prefeitura de Mossoró e que poderão disputar no pleito suplementar de 4 de maio próximo. Casa abraço, cada aperto de mão e cada sorriso era um flash. Por sinal, flash foi o que não faltou, já que os membros da equipe estavam devidamente aparelhados para nada escapar.

E houve quem não gostou da presença da Justiça Eleitoral. É que ali não cabia este tipo de ação. Não se tratava de evento custeado por verba pública. Não se tratava de inauguração de obra pública. O momento foi de externar devoção a São José. Mas a Justiça Eleitoral deve ter feito outra leitura, já que enviou sua equipe para acompanhar todos os passos dos pretensos candidatos.

E houve de tudo: de gente com medo de cometer excesso, de gente que optou por seguir de carro. De gente que não estava nem aí para a fiscalização - se é que pode ser chamada assim - e não perdeu tempo. Afinal, não se pode desprezar eleitor ou fazer cara feia a quem está atrás apenas de uma palavra amiga. E também teve gente apenas para avaliar o grau de popularidade dos pretensos candidatos por meio do "palmômetro". E o blog, que não quer ser pego na "malha fina" da Justiça Eleitoral, não se atreve a comentar sobre quem levou a melhor ou a pior.

Nenhum comentário: