segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Cláudia Regina: frase de efeito e mais especulação

A melhor maneira de provocar mais especulação onde fala-se de tudo, e onde a incerteza ronda de maneira certa, é propagar frase de efeito. De impacto. E que possibilite interpretações diversas. E foi utilizando esse mecanismo que a prefeita afastada Cláudia Regina (DEM) deixou claro que não está fora do jogo. Que continua apostando suas fichas em seu retorno à Prefeitura de Mossoró.

"A covardia coloca a questão: é seguro? O comodismo coloca a questão: é popular? A etiqueta coloca a questão: é elegante? A consciência coloca a questão: é correto? E chega uma altura em que temos de tomar uma posição que não é segura, não é elegante, não é popular, mas o temos de fazer porque a nossa consciência nos diz que essa é a atitude correta". Foi com essa frase de Martin Luther King que Cláudia Regina evidenciou o que não se consegue interpretar.

Para quem foi essa frase? Qual o real sentido dela?

Simples: ela partiu, definitivamente, para o ataque. Não se diz que o ataque é a melhor defesa?

O blog fala no sentido jurídico e crê que os advogados dela, definitivamente, partiram para o ataque. Não no sentido real da palavra, e sim para defender o que eles acham correto.

A posição de segurança, de comodismo, de elegância e de ato popular, tudo isso remete à questão política.

Viria, por aí, algo quente? Viria alguma espécie de defesa/ataque às investidas políticas e administrativas ora em destaque em Mossoró?

Só Deus sabe a resposta.

O melhor é aguardar para ver os resultados.

O certo é que Cláudia, mais uma vez, coloca sal no baião. Coloca o tempero que estava faltando: mais especulação no que já era bem especulado.

Nenhum comentário: