quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

"Serei candidata", afirma Cláudia Regina

Manchete principal da página 3 do Jornal de Fato desta quarta-feira: "Se houver eleição suplementar, eu serei candidata". Dita pela prefeita afastada Cláudia Regina (DEM), que resolveu sair da reclusão para fazer o que sabe: política. E faz sentido.

Se Cláudia Regina foi cassada pela Justiça Eleitoral e se a deputada estadual Larissa Rosado teve os direitos políticos suspensos por oito anos e tem dito, indiretamente e por meio de terceiros, que será candidata em caso de nova eleição, por quais motivos Cláudia não poderia ser candidata também?

O direito não é para todos? Se uma tem direito, obviamente que a outra também terá. É a lógica, já que as duas estão na mesma situação. Obviamente que a de Larissa é bem mais delicada, pois não poderia se candidatar em 2014. Mas podendo disputar eleição suplementar em Mossoró, como seus assessores afirmam, certamente estaria apta ao pleito seguinte. Para renovar o mandato.

Mas, lendo a entrevista publicada na edição de hoje do Jornal de Fato, a frase que motivou a manchete foi mesmo direcionada ao aspecto de Larissa Rosado. O teor da conversa de Cláudia Regina com o jornalista Jotta Paiva foi sereno. Obviamente que ela externou o que seus eleitores querem ouvir: que confia na Justiça e que retornará à Prefeitura de Mossoró.

No mais, é esperar que Cláudia Regina mantenha a postura iniciada na tarde/noite de terça-feira e permaneça nas ruas. Sim, porque se ela recuar, a imagem que passa é que estaria acuada e presa às decisões judiciais. Algo que não combina com o perfil que ela tem passado.

Se houver nova eleição, isso fica para depois. Cláudia Regina entendeu que precisa continuar regando as árvores que lhe renderam frutos para, se necessário, ser o que todos esperam dela: liderança e principal eleitora de Mossoró em caso de pleito suplementar. Caso retorne à Prefeitura, espera-se dela a continuidade de ações iniciadas, por ela e continuadas pelo prefeito em exercício Silveira Júnior (PSD), bem como que outras ideias surjam para melhorar a vida das pessoas, já que esse é o princípio basilar da política.

Nenhum comentário: