sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Orçamento da saúde, de R$ 140 milhões, é aberto

O Conselho Econômico da Prefeitura Municipal de Mossoró autorizou abertura do orçamento da Secretaria Municipal de Saúde antes do Orçamento Geral do Município (OGM)/2014, que ocorrerá somente depois do início dos trabalhos na Câmara Municipal - previsto para fevereiro. A decisão atende determinação do prefeito em exercício Francisco José Silveira Júnior (PSD).

A saúde tem orçamento projetado em R$ 140.666.986 (Cento e quarenta milhões, seiscentos e sessenta e seis mil, novecentos e oitenta e seis reais). A pressa à abertura do orçamento da área é para atender agilidade que o prefeito quer em relação à ativação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Belo Horizonte, que deve acontecer até o final do mês de fevereiro próximo.

Por sinal, antes o blog havia dito que o prefeito em exercício estaria equivocado em falar em abrir a nova UPA, pois os números anunciados por ele não batiam. Ocorre que na manhã de hoje o secretário estadual de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, apresentou uma informação que a imprensa não sabia: o Governo Federal repassa R$ 300 mil à nova UPA, cuja verba não é direcionada à Prefeitura de Mossoró em virtude do não-funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento.

Além disso, o secretário estadual de saúde disse que pediu plus de R$ 1,2 milhão ao Ministério de Saúde. R$ 250 mil desse dinheiro serão destinados à nova UPA, que de cara já tem garantidos R$ 550 mil. Somados aos R$ 500 mil que o Ministério da Saúde repassará à Prefeitura após três meses de funcionamento, tem-se aí um total de R$ 1.050.000,000 (Um milhão e cinquenta mil reais). Dinheiro suficiente para manter a Unidade.

Nenhum comentário: