quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Guerra de militância evidencia divisão política

Uma verdadeira batalha vem sendo travada no mundo virtual. Militantes de duas figuras políticas de Mossoró protagonizam um cenário que remete à realidade que se escondia nos bastidores do cenário político municipal e que quem acompanha o xadrez local já tinha percebido algum tempo: não existe o menor clima de parceria política envolvendo a prefeita afastada Cláudia Regina (DEM) e o prefeito em exercício Francisco José Silveira Júnior (PSD).

A cada informação lançada nas redes sociais por assessores de Silveira vem o contrapeso da militância de Cláudia. A ideia que passam é a de que existe uma guerra política em plena ebulição. E não é de agora. Quem acompanha notícias pelo Facebook certamente já percebeu que informações sobre obras e serviços executados ou garantidos por Cláudia Regina pipocam diariamente.

Contrapõe a tática da assessoria do prefeito em exercício, cuja assessoria trabalha a tese de que em um mês de administração interina ele já teria o que mostrar.

A militância rebate e divulga montagem de foto e texto, tal qual já foi feito com Cláudia Regina, na qual diz "deixe o homem trabalhar." Um repeteco do que se viu sobre a prefeita afastada em fotos e adesivos: "deixe a mulher trabalhar."





É a onda virtual tomando conta da política mossoroense. Em uma discutida nova eleição, já se tem um quadro imaginável de como será a batalha: Silveira e Cláudia Regina estarão em lados opostos. Não se tem clima para aliança ou apoio.

Mas é algo que só o tempo dirá.

Caso a prefeita retorne ao cargo, Silveira - em tese - não seria tão aliado assim. Afinal, qualquer decisão que ele venha a tomar de agora em diante passa a ter caráter político e, consequentemente, o afasta da base aliada. E o discurso que ele tinha antes - de ser liderado da prefeita e aliado administrativamente - cai por terra. Afinal, agora ele é o prefeito. Embora interinamente. E o retorno de Cláudia certamente deixará pra traz tal discurso.

Nenhum comentário: