quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Cláudia e Silveira: cada um no seu quadrado

Para toda ação, uma reação. Bastou a prefeita afastada Cláudia Regina (DEM) iniciar uma série de agenda informal na periferia, tipo que fazendo o reconhecimento da área e conversar com populares no bairro Santo Antônio, que veio uma espécie de aviso. Evidentemente que pode ter sido algo não pensado, mas a ideia que se passou foi de que o prefeito em exercício Francisco José Silveira Júnior (PSD) quis, no popular, mostrar que é ele quem está na giroflex do Palácio da Resistência. E a reação ao qual o blog se refere se volta ao anúncio de que a Prefeitura de Mossoró amarga dívida de R$ 16.260.732,54 na área da saúde.

A divulgação dos números ocorreu na tarde desta quarta-feira, quando o prefeito Silveira Júnior recebeu a imprensa para entrevista coletiva. Do montante, R$ 8 milhões são de dívidas com fornecedores e o restante, pouco mais de R$ 7 milhões, com prestação de assistência (leia-se serviços).

E é aí que está o fato político: para quem se dizia ser aliado e liderado, Silveira deixou entender que a vez é dele e não abre mão. Que caberia a ele, somente a ele, decidir o que deve ser feito. Inclusive tornar público a diferença entre ele e a prefeita afastada Cláudia Regina.

Sim, porque depois de hoje, todas as possibilidades de ele vir a ter o apoio de Cláudia Regina caem por terra. Afinal, como é que ela iria apoiar um candidato que deixou entender que o buraco financeiro da saúde vem da administração dela? Embora Silveira não tenha feito tal afirmação, a leitura que se fez foi justamente essa: que a dívida anunciada é de antes. Antes dele ter assumido a Prefeitura em três vezes, sendo que na terceira ele permanece até hoje (46 dias).

O que se consegue captar disso tudo é a divisão. Não existe mais líder e liderado. Agora é um por um. Cada qual siga seu caminho.

Bem diz o ditado que política, futebol e religião não são bons temas para se discutir. Ainda mais quando o primeiro tema envolve o futuro de alguém ou de um grupo.

Assim sendo, o blog faz uso de um velho jargão: não convide para a mesma mesa a prefeita afastada Cláudia Regina e o prefeito em exercício Francisco José Silveira Júnior. O mínimo que pode haver, caso dividam o mesmo espaço, é cada um ficar na sua. Calados. Não se tem mais possibilidade de harmonia. É só.

Nenhum comentário: