sexta-feira, 8 de março de 2013

Rápidas////////Rápidas//////Rápidas//////Rápidas

Nível
A safra de vereadores de primeiro mandato na Câmara Municipal de Mossoró está surpreendendo. Projetos e indicações apresentados no Legislativo evidenciam preocupação com o coletivo. Algo que vai da ampliação da Guarda Municipal, presença da guarda nas escolas, equipar espaços de saúde à restauração de mercados e pavimentação.

Pegou mal
A assessoria jurídica da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), que busca na Justiça Eleitoral a realização de novas eleições em Mossoró, pisou na bola ao afirmar que o JORNAL DE FATO, quem escreve a página de política e quem a lê não passa de patuleia. Patuleia, ao que consta do Aurélio, significa: gente pobre. Em outras palavras, gentalha. Pessoas sem expressão ou significância.

II
Ora, como é que alguém pode criticar algo sem saber o que consta deste algo? Perceberam a gafe? Só se pode criticar algum jornal, que é o caso, se a pessoa folhear o seu conteúdo. Acho que é o caso do nobre advogado que, sem querer, acabou se incluindo no rol da patuleia. Além da própria deputada, que tem assinatura do referido jornal.

Nome
Ao que parece, pelas declarações do ex-ministro José Dirceu (PT), o vice-governador Robinson Faria (PSD) terá que se desdobrar para manter o projeto de disputar o Governo do Estado no próximo ano. Robinson espera ter o apoio do PT, além do PDT, PSB e de demais legendas de oposição ao governo democrata Rosalba Ciarlini. Ocorre que Dirceu, sem saber do que ocorre em solo potiguar, defendeu candidatura de um petista ao Governo.

Nenhum comentário: