domingo, 31 de março de 2013

Desapega, João Dehon!

Realmente o ex-prefeito de Grossos e atual chefe de Gabinete da Prefeitura grossense, João Dehon da Silva (PMDB), está coberto de razão ao fazer uso de uma frase bem conhecida: "uma mentira contada diversas vezes se torna verdade". Foi essa a expressão usada por ele para tentar passar a verdade que ele quer: que determinado blogueiro que mora em Mossoró - por acaso seria o titular deste espaço - teria fraudado o concurso público realizado na cidade praiana em 2010 e entrado no serviço público na frente de uma professora residente em Icapuí.

De tanto difundir essa história, que é totalmente mentirosa, o ex-prefeito está acreditando piamente na própria invenção. Ele sabe perfeitamente que o titular do blog não participou do concurso público para as vagas destinadas à disciplina de História. Quem quer entrar no serviço público à força, senhor ex-prefeito, é outra pessoa.

Outra inverdade dita pelo ex-prefeito e que, de tanto ele falar, se tornou a verdade dele, diz respeito à tese de que o titular do blog estaria em vaga de outra pessoa. "Menas" a verdade, doutor. O titular do blog não entrou no serviço público pela porta de trás. Foi por meio de concurso público aprovado pela Câmara Municipal e com o aval da Justiça.

Agora se o ex-prefeito exonerou 36 servidores concursados com base na "verdade" que ele criou, essa é uma outra história. A Justiça vai dizer quem está certo. Se a verdade dos servidores ou a "verdade" que o ex-prefeito criou.

O blog acha, sinceramente, que o ex-prefeito está pensando que é o prefeito. Ele até tentou, mas sua candidatura foi brecada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com base na Lei da Ficha Limpa. Ele, mesmo sabendo que não poderia sair candidato, levou a ideia de poder até o fim e, no último dia permitido, trocou de lugar com o irmão, José Maurício Filho (PMDB), que foi eleito.

O ex-prefeito já cometeu seus erros no passado e está fazendo com que o atual prefeito siga o mesmo caminho. Caso não tivesse errado tanto, João Dehon teria sido reeleito em 2004. Mas não foi isso que aconteceu. Ele perdeu as eleições naquele ano. Agora, com a ideia fixa na cachola de que tem o poder, a força, faz com que o atual prefeito incorra nos mesmos desatinos administrativos.

Desapega, João. Deixe o prefeito governar. Não foi Vossa Excelência que o povo elegeu. O prefeito é outra pessoa. Desapega!!!

Nenhum comentário: