quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Prefeito eleito de Grossos enfrenta primeira ação

E o prefeito eleito de Grossos, José Maurício Filho (PMDB), enfrenta sua primeira batalha: assumir a Prefeitura Municipal. É que a assessoria jurídica do candidato governista entrou com ação de impugnação de candidatura nesta quinta-feira no Cartório Eleitoral de Areia Branca, sede da 32ª zona eleitoral, tendo como base documento datado de 2 de agosto de 2012 e assinado pela juíza Kátia Cristina Guedes Dias e pelo prefeito eleito, no qual ele está proibido de se afastar da cidade sem autorização judicial e de participar de movimentações políticas. Isso por um prazo de dois anos.

O blog recebeu o documento e realmente consta essa informação. Agora o que não se sabe é que esse fator pode ser utilizado como impedimento para a diplomação e posse de Mauricinho, como é chamado o prefeito eleito. O certo é que o pedido de candidatura dele, que substituiu, no último dia (6 de outubro), o irmão João Dehon da Silva (PMDB) na chapa majoritária, ainda não foi julgado pela Justiça Eleitoral.

Se a proibição de participar de movimentações eleitorais valer, o blog entende que Mauricinho não deverá ser diplomado. Contudo, são apenas especulações.
Mauricinho, sentado e de camisa verde, observa discurso do irmão quando da convenção do PMDB, em junho passado

Além desse fator, o fato de não ter havido ampla publicidade da substituição do candidato também está sendo questionado pela assessoria jurídica da coligação governista. Mauricinho assumiu o lugar do irmão no sábado anterior ao dia da eleição.

Mas são apenas dados que constam da ação e isso não quer dizer que a Justiça Eleitoral acate as argumentações apresentadas. Caso a assessoria jurídica do prefeito eleito queira apresentar alguma explicação sobre o caso, o espaço está aberto.

Nenhum comentário: