sábado, 22 de setembro de 2012

Campanha de Mossoró não está definida

Qualquer pesquisa que se publique em qualquer campanha, seja ela municipal, estadual ou nacional, existe algum interesse embutido. Ainda mais quando institutos mantém ligações com os interessados: os candidatos. No caso do CIPEC, que tem sede em Recife/PE - terra do governador Eduardo Campos (PSB) e que veio a Mossoró para declarar seu apoio (lógico, e não poderia ser diferente) à candidata Larissa Rosado (PSB), não poderia apresentar outros números: os que garantem a candidata do PSB na frente.

O que o blog quer dizer é que, embora sejam números e que a matemática é uma ciência exata, é preciso analisar as áreas pesquisadas. Uma sondagem eleitoral pode ser facilmente direcionada. Basta que os entrevistados morem em bairros onde determinado candidato se apresente "bem na fita". O resultado não é outro e ele vai estar sempre na frente.

O mesmo poderia acontecer se a candidata Cláudia Regina (DEM) viesse publicando pesquisas. Ela certamente teria seu nome em vantagem.

Portanto, que não se fique dizendo que a campanha está ganha, porque não está. O quadro se mostra mais do que acirrado. Fosse diferente, bastaria Larissa ficar em casa, resguardando sua saúde, já que está grávida e, caso seja eleita, ficará longe da Prefeitura de Mossoró por um período de seis meses. Ela, se for eleita prefeita, tem que dar o exemplo no cumprimento da lei. E a Prefeitura, logicamente, será comandada pelo seu vice-prefeito, o petista Josivan Barbosa de Menezes, que passou a pré-campanha toda afirmando que o grupo de Larissa seria o "atraso de Mossoró". Logo ele, que vai ser o principal beneficiado com tudo isso.

Mas voltando ao tema, não é isso o que se vê. Larissa Rosado intensifica a campanha ainda mais. Portanto, não se tem essa preferência toda. E o mesmo acontece com Cláudia Regina, que também em intensificado suas movimentações.

Isso quer dizer que não existe favoritismo. A campanha será definida nos detalhes. Nos discursos. Entre o que se diz e o que se vê. Aliás, é esse o aspecto que o blog vem  falando sempre: do discurso afinado entre as promessas, os problemas, e o que existe de real na cidade. Nada mais do que isso. Quem apresentar essa sintonia, logicamente que se sairá melhor nas urnas.

Nenhum comentário: