quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Yes, era eu mesmo

Agora a pouco, enquanto estava na calçada do JORNAL DE FATO, fui surpreendido por uma "espiada" de militantes da candidata Larissa Rosado (PSB), da coligação "Frente Popular Mossoró mais Feliz". Não deu para ver quem estava dentro do carro, mas este estava adesivado com a publicidade de campanha do candidato Ítalo.

Aos que baixaram o vidro para saber se era eu mesmo, digo: sim, era. Se a medida foi uma tentativa de amedrontar, digo que não surtiu efeito.

Digo mais: quem postula algum cargo eletivo, principalmente o de prefeito, deve estar preparado para críticas e questionamentos.

A turma da candidata Larissa Rosado não gostou da pergunta que fiz quando da presença dela na sabatina TCM acerca da postura do seu candidato a vice-prefeito, Josivan Barbosa de Menezes (PT), no período da pré-campanha.

Ora, todo mundo viu, ouviu e leu as frases pesadas ditas por Josivan contra Larissa e o seu agrupamento político-familiar. Josivan disse que não entraria na política pelas portas dos fundos. Entrou. Disse que Sandra Rosado não se entendia nem com a filha, quanto mais com outras lideranças políticas. Agora ele vê esse entendimento.

Não precisa baixar vidro fumê para ver quem está em calçadas. Quem está dentro do carro tem visão perfeita do que ocorre fora. Então, meus amigos, da próxima vez não façam pantinho.

E digo mais: o que acontecer à minha pessoa, um arranhãozinho que seja, desde já responsabilizo diretamente a candidata Larissa Rosado.

Nenhum comentário: