terça-feira, 5 de junho de 2012

‘Partidos devem ser convencidos que Josivan é a melhor alternativa’

Uma reunião realizada na manhã de ontem envolvendo PT, PDT, PC do B e PTB iniciou o processo de definição à escolha do candidato a vice-prefeito da chapa majoritária oposicionista. A pré-candidata Larissa Rosado (PSB) e a deputada federal Sandra Rosado (PSB) enfatizam que a ida do PT ao leque de partidos que apoiam o PSB não quer dizer que o ex-reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) Josivan Barbosa de Menezes tem garantia de que ele será o escolhido.

Apesar de ter chegado à aliança coordenada pela deputada Sandra Rosado depois do PDT, PTB e PC do B, o PT tem projetado que a indicação de Josivan Barbosa na chapa majoritária seria uma espécie de compensação pelo que ocorreu com a legenda (a executiva nacional vetou a candidatura própria e determinou apoio ao PSB).

Hoje, um novo encontro ocorrerá. Segundo o presidente do PDT mossoroense, empresário Rútilo Coelho, os partidos devem definir o nome à composição da chapa e disse que o indicado não pode ser imposto ou exigência de partidos. “Os partidos devem ser convencidos que Josivan é a melhor alternativa. Vice não se oferece; é convidado”, afirmou.

Para Rútilo, a chegada do PT na aliança oposicionista, ainda mais com a imposição de que o candidato a vice seria Josivan Barbosa, criou um mal-estar. “Realmente criou um mal-estar, pois o PT estava com uma candidatura deflagrada, mas a gente tem que ter unidade e absorver a vinda do PT. Sem exigências descabidas”, avisou.

Ainda para o presidente local do PDT, a escolha do candidato a vice-prefeito tem que ser feita pelos partidos que integram a aliança, e disse que não é hora de individualismo. “PDT, PTB, PC do B e agora o PT estão com nomes sugeridos para vice, e é claro que a escolha passa pelo crivo da candidata”, comentou.

Fonte: Jornal de Fato

Nenhum comentário: