quarta-feira, 30 de maio de 2012

Gilberto Diógenes afirma que Josivan como vice unifica o PT


 O acordo nacional envolvendo PT e PSB, que culminou com intervenção da executiva nacional petista em diretórios municipais de quatro cidades, garante a indicação do candidato a vice-prefeito. Faz parte da estratégia defendida pelos pessebistas para obter o tempo de rádio e TV dos petistas.

Em Mossoró, o assunto voltou a dividir o PT. A ala que defende apoio à pré-candidatura da deputada estadual Larissa Rosado (PSB) à Prefeitura de Mossoró já apresentou dois nomes à composição da chapa: Socorro Batista e Assis Filho.

Contudo, o grupo que defendia a candidatura de Josivan Barbosa de Menezes entende que a unificação da legenda passa, obrigatoriamente, pela ida de Barbosa à chapa do PSB. Gilberto Diógenes, que integra o diretório local petista, disse que os 50% que são favoráveis a Larissa já votam nela de qualquer jeito, mas a outra metade do partido continua irredutível e ele frisou que somente a presença do reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) na majoritária iria acalmar os ânimos.

“O PT que apoiou a intervenção vota em Larissa de qualquer jeito. O PT continua rachado, e se Josivan fosse o vice, iria unir o partido. Se o PSB quiser o PT unido, isso passa por Josivan”, afirmou Diógenes, acrescentando que o diretório local acatou a decisão da executiva nacional para evitar problemas. “Poderíamos recorrer à Justiça, mas queremos a unificação do partido”, comentou.

Diante do quadro imposto pela intervenção da executiva nacional e tomando como base a resolução anunciada quando da derrubada da candidatura própria, a presença do PT na chapa majoritária é assunto encerrado para os petistas.

Tanto que Josivan Barbosa de Menezes foi convocado para uma reunião em Brasília (DF) com o presidente nacional petista, Rui Falcão. O encontro, que ocorrerá amanhã, seria para ajustar o anúncio de Josivan como candidato a vice-prefeito. O convite já teria sido feito oficialmente ao reitor da Ufersa.

Josivan, que tinha afirmado reiteradas vezes que não havia plano “B” e que se não fosse candidato a prefeito não seria a nenhum outro cargo, já mudou de visão e fala em possibilidade de ser o companheiro de chapa de Larissa Rosado. O certo é que no sábado próximo, 2, o PT local anunciará o candidato a vice-prefeito a ser apresentado ao PSB.

Fonte: Jornal de Fato

Nenhum comentário: