sexta-feira, 11 de março de 2011

Câmara de Mossoró terá crédito de R$ 1,45 milhão

A Câmara Municipal de Mossoró terá direito a um crédito complementar de R$ 1.455.000,00. A notícia foi divulgada no Jornal Oficial do Município (JOM), edição do dia 4 passado, assinada pela prefeita Fafá Rosado (DEM). Com isso, o Legislativo terá verbas a mais no repasse mensal feito pelo Executivo.

Nos dois primeiros meses de 2011, o duodécimo repassado pela Prefeitura foi pouco mais de R$ 500 mil, já com descontos de encargos sociais e dívidas com a seguridade social. Com a complementação, a Casa deve receber o mesmo montante, ou um pouco mais, do que o registro do ano passado, quando a Prefeitura fez o repasse mensal de pouco mais de R$ 800 mil.

Para o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Francisco José Júnior (PMN), a publicação do crédito complementar não significa que ele tenha migrado para o agrupamento político governista. Segundo ele, o crédito diz respeito a uma conversa que manteve com a equipe econômica e financeira da Prefeitura de Mossoró, realizada no mês de janeiro passado, no sentido do Executivo atualizar duodécimo do Legislativo, já que houve excedente de receita no ano passado.

“O crédito é normal. Nos últimos anos a Prefeitura abriu o crédito para a Câmara”, disse o presidente, informando que somente no ano passado o Legislativo foi contemplado com dois créditos complementares. Disse que é uma medida administrativa corriqueira. “Quando o orçamento é feito, tudo é com base em perspectivas. Geralmente o orçamento é elaborado no meio do ano e a receita tem subido em Mossoró. É algo normal”, afirmou.

O presidente da Câmara Municipal de Mossoró disse ainda que o crédito deveria ter sido publicado entre janeiro e fevereiro, mas que a publicação em março não impede o Legislativo de trabalhar nos próximos meses, já que a verba a mais que receberá será diluída até o fim do ano no repasse do duodécimo. “É uma medida de ajuste”, afirmou.

Como nos dois primeiros meses do ano a Câmara de Mossoró recebeu o duodécimo já com os descontos de dívidas com a previdência social, Silveira Júnior afirmou que procurou a Prefeitura de Mossoró para resolver o problema. “A questão do duodécimo, com esse crédito, fica resolvida. Temos, agora, que fechar o ano financeiro com essa nova realidade”, comentou o presidente.

 
Fonte: Jornal de Fato

Nenhum comentário: