terça-feira, 9 de março de 2010

Foliaduto faz Wilma 'arrancar' os cabelos


A governadora Wilma de Faria (PSB) deve estar como na foto acima: arrancando os cabelos. Também pudera: prestes a sair do Governo, ela se vê envolta no escândalo "Foliaduto", esquema de desvio de verba pública na Fundação José Augusto (FJA). É bem verdade que Wilma não teria participado do jogo, mas teria sido conivente. Um irmão dela é acusado de comandar o negócio.
É a crise do fim de governo. Wilma sabe que a coisa vai esquentar. Ainda mais em ano eleitoral. Ninguém é criança para não ter certeza de que o "Foliaduto" vai ser explorado na campanha. Disso não se tem dúvidas.
Além disso, a quase ex-governadora enfrenta um inferno astral em decorrência de greves. A saúde anda de mal a pior. A educação, idem. Escolas da rede estadual de ensino estão quase abandonadas. Nem uma "mão" de tinta foi aplicada. Puro descaso.
E ainda há quem atire pedras nos professores. Não há como trabalhar em locais sem condições. Embora as unidades educacionais sejam ditas como públicas, essa afirmação não é 100% procedente. O contribuinte paga impostos e merece ter o devido retorno.
Se Wilma não acordar antes de sair do governo, terá uma campanha regada a um bom e tradicional pesadelo.

Nenhum comentário: