quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Vereador esclarece pronunciamento

O vereador Lahyre Rosado Neto (PSB) enviou correspondência ao blog. Ele esclarece alguns pontos que, na sua opinião, merecem de detalhes. Por problemas "internéticos", abri a caixa de e-mail somente hoje e publico as palavras do parlamentar referentes à sessão da terça-feira passada:

Caro Edilson Damasceno, interino da coluna "Cesar Santos", gostariade esclharecer alguns pontos publicados hoje no jornal De Fato e emseu blog.

Talvez por desinformação, ou por qualquer outro motivo, há variosequívocos em suas palavras.

Com relação à APAMIM, desconheço que haja greve naquela instituiçãotão importante para Mossoró. Até onde sei, há 50% de atraso nopagamento de agosto. Fico preocupado com a campanha que algunsveículos de imprensa e alguns poucos políticos de nossa cidadepromovem contra a Casa de Saúde Dix-Sept Rosado/Maternidade AlmeidaCastro. Onde seriam feitos os cerca de 600 partos/mês, cirurgiascardíacas, hemodiálise, hemodinâmica, e tantos outros serviçosoferecidos pelo compexo hospitalar?

A UTI Neo Natal é bancada praticamente sozinha pela Casa de Saúde,tendo um "prejuízo" mensal de mais de R$ 100.000,00, o que obviamentetermina por gerar dificuldades em outros setores. A prefeituramunicipal, que lutou contra a cirurgia cardíaca em Mossoró, nãocontribui em nada, o que vai terminar acarretando no fechamento daunidade de terapia intensiva para recém nascidos. Tudo isso eu disseontem, mas não da tribuna daquela Casa, falei sentado, da cadeira onde sento todas as sessões.

Ainda sobre a sessão de ontem, afirmei que a APAMIM era boa paraatender a população e que vários vereadores já haviam se utilizado delá, inclusive vários nasceram na maternidade Almeida Castro. Lameteique em outra oportunidade o vereador Chico da Prefeitura havia ocupadoa tribuna daquela Casa para conclamar o poder público e iniciativaprivada a lutar pela Casa de Saúde Santa Luzia e tripudiva dasdificuldades enfrentadas pela APAMIM.

Sobre o que disse o vereador Ricardo de Dodoca, eu disse sim queLarissa não têm a caneta do governo nas mãos, assim como não temCláudia Regina na PMM ou Henrique Eduardo Alves no governo federal,mas disse que a deputada lutava por Mossoró e com certeza iria fazercoro às reivindicações de Ricardo, intermediando seus pleitos junto aogoverno do Estado.

Sei que jornais são feitos por seres humanos e cada um tem seuspróprios interesses políticos e pessoais, sei também que jornais têminteresses comerciais, mas em nome do bom jornalismo, da ética e dacoerência, peço-lhe que publique estes esclarecimentos na conceituadacoluna do jornalista César Santos.

Por fim, quero agradecer a cobertura que este jornal e esta colunatem dado ao nosso mandato na Câmara Municipal de Mossoró.

Atenciosamente,Lahyre Rosado Neto

Nenhum comentário: