terça-feira, 29 de setembro de 2009

Saúde: o caos nosso de cada dia

A situação do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) continua periclitante. Principalmente para quem precisa de atendimento. Às 18h30 desta terça-feira - mais ou menos nesse horário - uma mulher que sofreu acidente de trânsito vivenciou todo o drama que todos conhecem muito bem: falta de estrutura.

Não tinha médico ortopedista e o servidor que opera o raio-X não estava. Janicleide Maria de Almeida é o nome da vítima. Durante o atendimento, eis que chegou um casal de irmãos que também sofrera acidente em Baraúna, com fraturas expostas. Janicleide precisou desocupar a maca, sendo colocada no chão.

É um quadro que, infelizmente, impera na saúde pública. Está um caos. De norte a sul. Pior esteve, é verdade, mas é preciso maior investimento no setor para que quem precisa de atendimento público não fique em situações vexatórias. É público entre aspas, pois pagamos, todos nós, impostos elevados para que o governo preste um serviço que vem a ser de péssima qualidade.

Um comentário:

Anônimo disse...

Interessante é que, o diretor do HRTM e também colunável-socialite de blogs e jornais da cidade, vive soprando aos quatro cantos do mundo que ali se encontra a oitava maravilha de hospital e tem mais uma legião de blogueiros na "baba" dos ovos, confirmando tudo que o arrogante e POSUDO dr. diz.