sexta-feira, 31 de julho de 2009

176 km de estradas vicinais serão recuperadas

A secretária municipal do Desenvolvimento Territorial e Ambiental, Kátia Pinto, recebeu técnicos da Secretaria Estadual de Infra-Estrutura, que vieram a Mossoró acompanhar e levantar dados relacionados às estradas vicinais que precisam ser recuperadas na zona rural do município. É que Mossoró foi uma das cidades potiguares beneficiadas com recursos liberados pelo Governo Federal no que diz respeito ao período de emergência, ocorrido no inverno deste ano.

Para a recuperação de estradas vicinais da zona rural de Mossoró, o Governo Federal anunciou a liberação de R$ 880 mil, cuja verba já está nas contas do Governo do Estado. São 176 quilômetros de estradas vicinais que necessitam de recuperação, segundo informações da secretária Kátia Pinto.

Kátia Pinto acrescenta que, como a verba já foi liberada para o Governo do Estado, é preciso que os projetos sejam referenciados. “O Governo do Estado será responsável pela dispensa da licitação, fiscalização e pagamento dos serviços”, afirma a secretária.

Com relação à área habitacional, das residências que foram atingidas pelo avanço do rio Mossoró – o que provocou problemas estruturais nas casas, a secretária informa que o Governo Federal liberou R$ 1,2 milhão para Mossoró.

Kátia Pinto comenta que não foi definido como essa verba será aplicada. “Estamos conversando com os técnicos do Governo do Estado, que devem consultar os técnicos do Governo Federal, sobre uma melhor maneira de investir o dinheiro”, diz.

Sobre os R$ 78 mil anunciados para reforma de escolas que receberam famílias desalojadas no período invernoso, a secretária diz que os técnicos do Governo do Estado concordaram que o dinheiro poderia ser utilizado em reformas e pinturas de duas instituições, já que não seria suficiente para atender todas as unidades.

“Definimos que os R$ 78 mil serão investidos no PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) do bairro Barrocas e no Centro do Idoso do Papoco”, informa a secretária.

Nenhum comentário: