terça-feira, 3 de julho de 2018

Instituto Oral Clínica seleciona para cirurgia de Harmonização Facial

A vida moderna, impulsionada pela correria do dia a dia e pela exigência de um mercado cada vez mais competitivo, faz com que as pessoas deixem de lado sua vida pessoal e adie pequenos projetos estéticos. Pensando nesses detalhes, o Instituto de Ensino e Pesquisa Oral Clínica promove, nesta quarta-feira, 4/07, seleção para avaliações aos procedimentos de Harmonização Facial por meio de uma técnica conhecida como Bichectomia. O paciente arcará com despesas básicas relacionadas ao procedimento.

Segundo o diretor do Instituto, odontólogo Ney Robson, a seleção será feita no próprio instituto e os procedimentos ficarão a cargo dos professores que vão ministrar curso de Especialização em Harmonização Facial. A seleção será feita somente nesta quarta-feira, bem como a avaliação clínica. Ney Robson informou que posteriormente será marcada outra data para a realização do procedimento.

Nos últimos tempos, a Bichectomia se tornou um procedimento muito popular entre pacientes. O principal motivo? A visível redução das bochechas, proporcionando um aspecto de emagrecimento ao rosto. Mas essa intervenção também pode ter outras funções. 

Entenda o que é bichectomia
A bichectomia é um procedimento cirúrgico, que consiste na remoção da Bola de Bichat, também chamado de Corpo Adiposo. Trata-se de uma estrutura gordurosa presente na região da bochecha. É justamente ela que faz com que alguns rostos tenham o formato arredondado.

A bichectomia é o procedimento que retira cirurgicamente a Bola de Bichat, ou seja, o compartimento de gordura presente no rosto, visando modificar e afinar o contorno facial. Mas não somente pela questão do apelo estético a cirurgia pode ser recomendada.

A bichectomia pode trazer uma melhora funcional, por exemplo, ao paciente que possui o problema de “morder a bochecha” durante suas atividades diárias, como a mastigação.
Como é feita a cirurgia de bichectomia?

O procedimento para a cirurgia de bichectomia é relativamente simples: uma pequena incisão é realizada na cavidade oral, facilitando a identificação e manipulação do compartimento de gordura. As Bolas de Bichat são removidas em volume variável, de acordo com a necessidade de cada paciente.

O procedimento costuma ser rápido, variando entre 20 e 40 minutos. Além disso, a anestesia utilizada é a local, podendo ser acompanhada ou não de sedação. A cirurgia de bichectomia não necessita de internação hospitalar e oferece alta aos pacientes no mesmo dia do procedimento.

Os pontos utilizados na cirurgia de bichectomia são absorvíveis, ou seja, não há necessidade de remoção dos mesmos. A recuperação da cirurgia de bichectomia costuma ser excelente. Muito parecida com a extração dos sisos, a fase inicial pode incluir inchaço e pequenos roxos (equimoses) nos primeiros dias.

O restabelecimento é rápido, variando entre 5 e 7 dias. Não é preciso afastamento do trabalho, além de 2 a 3 dias, desde que o inchaço não seja um fator comprometedor. Os resultados costumam a aparecer após três semanas e a recuperação total ocorre, em média, no máximo em até seis meses após a cirurgia.

Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone/WhatsApp  do Instituto de Ensino e Pesquisa Oral Clínica: ( 84) 9652-1232. O Instituto funciona em prédio anexo à Clínica Oral Clínica, localizada à Rua Pedro Velho, em área próxima ao hospital Wilson Rosado


Nenhum comentário: